Comportamento

Um ano sem Paulo Gustavo: Cacau Protásio e Tata Werneck abrem o coração sobre saudade do humorista

Foto: Reprodução
capa site Um ano sem Paulo Gustavo Cacau Protasio e Tata Werneck abrem o coracao sobre saudade do humorista

A morte do humorista foi capaz de provocar uma comoção no país, que não esperava a perda no meio da pandemia.

No dia 4 de maio de 2021, o Brasil assistia a uma inestimável perda para o humor e para as artes. Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros morreu aos 42 anos, vítima de complicações da Covid-19, poucas horas depois de interagir com o marido, Thales Bretas, no Hospital Copa Star, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Um ano depois da morte do humorista e ator, familiares e amigos se recordam com carinho e tristeza dos momentos que passaram ao lado de Paulo Gustavo. Conhecido pelo carisma e pela potência das relações que vivia, as amigas Tata Werneck e Cacau Protasio falaram um pouco sobre a saudade e o que sentem depois da partida do astro.

Em entrevista ao UOL, Tata falou sobre sentir falta de passar horas no telefone rindo, de chegar ao ponto de pedir ao amigo para parar, porque sequer água estava conseguindo engolir. Ela ainda revelou que sente extrema falta de ter um amigo que ouvia sobre absolutamente tudo, aquele que sempre estava disponível para ouvir qualquer reclamação.

A saudade de receber constantes vídeos de Gael e Romeu, filhos do humorista, atualizando a amiga de cada pequena evolução que eles tinham. Ela ainda ressalta que Paulo Gustavo ainda existe, mas faz uma falta imensa quando pensamos em sua presença, em sua companhia e sua constante facilidade em fazer todos rirem.

2 Um ano sem Paulo Gustavo Cacau Protasio e Tata Werneck abrem o coracao sobre saudade do humorista

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @cacaupotasiooficial e reprodução Instagram/ @tatawerneck

A atriz Cacau Protásio, que trabalhou com o ator em “Vai Que Cola”, comenta da naturalidade com que ele era capaz de arrancar gargalhadas das pessoas que estavam em volta, inclusive do próprio elenco, que estava mais do que acostumado a fazer os outros rirem. Para ela, a saudade vem justamente desses momentos, da forma como sua energia era capaz de contagiar a todos.

Paulo Gustavo e a Covid-19

No dia 13 de março de 2021, o humorista Paulo Gustavo foi internado por apresentar sintomas de que a infecção da Covid-19 tinha se agravado. Sete dias depois de dar entrada no hospital em Copacabana, no Rio de Janeiro, ele foi intubado para auxiliar o processo respiratório. No dia 2 de abril, os médicos e familiares optaram pelo tratamento com oxigenação por membrana extracorpórea (ECMO), um passo adiante para que o pulmão tivesse chances de se recuperar.

f1 1 ano sem Paulo Gustavo 1

Paulo Gustavo e sua família: os filhos Gael e Romeu, e o marido, Thales Bretas – Direitos Autorais: Reprodução/Instagram

Durante o tratamento, Paulo Gustavo teve no dia 26 de abril uma pneumonia bacteriana, assustando todo o público. Ele acordou e chegou a interagir com o marido, Thales Bretas, mas no dia seguinte teve uma embolia gasosa, causada por fístula bronquíolo-venosa, falecendo no dia 4 de maio, deixando o país órfão do humor.

Familiares

A irmã de Paulo Gustavo, Ju Amaral, falou recentemente com o jornal O Globo sobre o ano em que passou distante do irmão, que sempre considerou sua “alma gêmea”, essa foi a primeira vez que se pronunciou depois da morte do ator, mas seguiu presente na vida dos sobrinhos e do cunhado, Thales.

Além disso, para conseguir lidar com a perda, ela e a mãe, Déa Lúcia, passaram a morar juntas, e têm enfrentado, um dia de cada vez, a ausência de Paulo Gustavo. De acordo com Ju, elas se apegam na espiritualidade e na religião para conseguir se levantar todos os dias, além do amor que sentem pelos gêmeos Gael e Romeu.

Ju chegou a falar que tem o costume de sempre disfarçar quando seus olhos marejam quando está com os sobrinhos, principalmente quando eles falam sobre “papai Paulo”, que Thales revelou que disse “ter virado uma estrela” aos filhos, em entrevista à mídia.