ComportamentoReflexão

10 claras razões pelas quais você não deve se importar com o que os outros pensam:

10 claras razões pelas quais você2

“Importe-se com o que outras pessoas pensam e você sempre será prisioneiro delas.” – Lao Tzu



É da natureza humana querer ser apreciado e aceito. No entanto, isso muitas vezes leva as pessoas a se preocuparem demais com o que os outros pensam sobre elas.

Esse tipo de preocupação excessiva pode ter um efeito negativo na sua vida. Pode ser tão debilitante que interfere em sua capacidade de se sentir à vontade consigo mesmo e com os outros. Não se impeça de viver sua própria vida ao máximo potencial.

Abaixo estão dez razões pelas quais você não deve se preocupar com o que os outros pensam:


1. O que elas pensam, não é problema seu!

As pessoas têm o direito de pensar o que quiserem, assim como você tem o direito de pensar o que deseja. O que as pessoas escolhem pensar a seu respeito não pode mudar quem você é ou o seu valor, a menos que você permita.

É a sua vida. No final do dia, você é a única pessoa que precisa aprovar suas próprias escolhas.



2. Elas não sabem o que é melhor para você.

Ninguém jamais será tão consciente de sua vida como você. Só você sabe o que é melhor para si mesmo, e isso implica aprender com suas próprias escolhas. A única maneira de realmente aprender é através da tomada de decisões, assumindo toda a responsabilidade por elas, e dessa forma, se falhar, pelo menos aprenderá com todo o seu coração, ao invés de culpar outro alguém.


3. O que é certo para alguém, pode ser completamente errado para você.


É importante reconhecer que a opinião de uma pessoa é, muitas vezes, baseada no que ela faria. Só isso já é um problema. O que é melhor para outra pessoa, pode ser o pior para você. O que uma pessoa considera lixo, pode ser o tesouro. Todos somos únicos. Só você sabe o que é certo para si mesmo e para sua vida.


4. Isso o impedirá de buscar seus sonhos

Se você estiver constantemente preocupado com o que outras pessoas pensam, nunca chegará onde precisa. Você vai ter que fazer coisas que nem sempre atenderão aos padrões das pessoas. Entrará em situações nas quais deverá colocar seu orgulho e sua reputação na linha, para obter o que deseja. Se você está constantemente preocupado com o que as pessoas estão pensando, nunca terá a atitude para fazer o que é preciso.



5. É você quem terá que lidar com o resultado final

Na vida, você é o único preso às consequências de suas decisões. Por exemplo, se alguém sugere comprar algumas ações, mas você, simplesmente, não sente que é a escolha certa, você é o único que viverá com as consequências. Se houver uma queda e você perder muito dinheiro, terá que viver com o fato de não ter seguido sua orientação interna. Quando as pessoas lhe dão suas sugestões ou mesmo ordens, não há risco para elas. Elas não precisam viver com suas escolhas – mas você sim.



6. Os pensamentos das pessoas mudam regularmente

Estamos constantemente mudando. Alguns filósofos e teóricos sugerem que estamos em constante estado de fluxo, tanto que, nem podemos dizer que temos um “eu” específico (ou uma personalidade fixa). Os pensamentos, ideias e opiniões das pessoas mudam regularmente.

Isso significa que, mesmo que alguém pense mal de você no momento, há uma boa chance de pensar de forma diferente em um futuro próximo. Então, basicamente, os pensamentos das pessoas realmente não importam.



7. A vida é curta demais

Você só tem uma vida para viver, então, por que gastá-la se preocupando com as opiniões de outras pessoas? Faça o que quiser, seja quem quiser. Você não vai ver essas pessoas depois de estar morto. Viva sua vida sem se preocupar com os pensamentos e opiniões alheias e aproveite-a ao máximo!


8. Você colhe o que planta


Preocupar-se demais com o que outras pessoas pensam pode se tornar uma profecia autorrealizável. Muitas vezes, a necessidade de ser aceito e apreciado, realmente, dita a maneira como uma pessoa se comporta. Alguns adquirem o hábito de fazer de tudo para agradar ​​ou se tornam tão submissos que afastam muitas pessoas. O comportamento que você usa como uma tentativa de garantir ser apreciado, pode realmente fazer o oposto.


9. Os outros não se importam tanto quanto você pensa

As pessoas geralmente não pensam além de si mesmas com muita frequência. É uma verdade triste, mas simples.


Isso significa que, a menos que quem você é ou o que faz afete diretamente outra pessoa ou sua vida, é improvável que ela passe muito tempo pensando em você.


10. É impossível agradar a todos

Você não pode agradar todas as pessoas o tempo todo. É impossível viver de acordo com as expectativas de todos, então, não tenha como objetivo prejudicar-se tentando fazê-lo. Certifique-se de ser verdadeiro e fiel a quem você realmente é!


Conclusão:

O peso do pensamento dos outros pode se tornar um fardo para você. Pode inibi-lo de viver sua vida, porque todo seu ser (personalidade, pensamentos e ações) são controlados por um padrão idealizado do que as pessoas querem ver. Quando você fica tão obcecado com a opinião dos outros, esquece as suas próprias.

Você pode fazer um esforço consciente para mudar esse padrão, para se libertar. É uma habilidade que precisa ser praticada, como a meditação. Mas uma vez que você realmente entender como deixar ir, verá um mundo completamente diferente.

Uma vez que você abandona o apego às opiniões e pensamentos de outras pessoas, descobre quem realmente é, e essa liberdade será como respirar pela primeira vez.

______________

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Life Hack

 

O amor é uma plantinha valente, mas que precisa ser regada diariamente!

Artigo Anterior

8 crenças limitantes que impedem a manifestação do sucesso em sua vida:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.