ComportamentoO SegredoPais e Filhos

10 coisas para se lembrar se você ama uma pessoa com pais divorciados

dp

Não importam quais sejam as circunstâncias, o divórcio é brutal. Machuca você, seu ex, e seus filhos. E mesmo que você e seu ex continuem seguindo em frente, o efeito cascata de seu divórcio continuará a afetar a vida de seus filhos além da idade adulta. Mesmo a criança mais bem ajustada e resistente sentirá o efeito de seu divórcio muito tempo depois que de sua ocorrência.



De acordo com a psicóloga e pesquisadora Judith Wallerstein, “o maior impacto do divórcio em crianças vem 15-25 anos APÓS o divórcio, quando as crianças entram em um relacionamento romântico sério … e esperam a falhar.”

Se você está envolvido romanticamente com um filho de pais divorciados, ou é seu pai ou padrasto, essas são algumas coisas para manter em mente quando ama alguém com pais divorciados:

1. Eles não confiam em você


“Eu acho que existem problemas de confiança em todos os lados. Às vezes é difícil ter fé em seu parceiro. “- Chris B., Fitchburg, MA

A confiança é duramente conquistada quando você ama uma pessoa com pais divorciados … Especialmente se um ou ambos os pais de repente tornaram-se não confiáveis após o divórcio. Quando uma criança de divórcio perde a fé em seus pais, a confiança corrói.

“A confiança é um enorme problema para minhas meninas”, afirma Holly J., uma mãe divorciada com três filhas. “Eu vejo o quão difícil é para as minhas meninas confiarem nos homens. Seu pai ainda está vivo, mas não fala com elas há mais de 7 anos. Mesmo quando elas tentaram entrar em contato, ele nunca respondeu.”



2. Eles ainda estão machucados

O impacto do divórcio continua presente no futuro e para alguns adultos com pais divorciados, a dor ainda é real.

“Ainda dói, não importa quantos anos eu tenho.”- Diane G. Indianapolis, IN.



3. Eles precisam saber que podem contar com você

Talvez o pai não cumpriu o passeio prometido no fim de semana. Talvez mamãe perdeu todos os jogos de futebol. Se você diz que está indo às 18:00, esteja lá às 18:00. Se você diz que está indo limpar a garagem em seguida, pelo amor de Deus, limpe a garagem.


4. Eles anseiam clareza sobre sentimentos – os deles e os seus


Vamos encarar. O divórcio é confuso para adultos e ainda mais para crianças. Isso pode levar as pessoas a suprimir sentimentos e viver como mortos vivos.

Eu acho que meu parceiro precisa saber que anseio clareza sobre sentimentos, os meus e os dele. Não falar sobre sentimentos (e sentir como se eles não fossem ouvidos / entendidos) é muito estressante para mim, e eu acho que isso vem do fato de ambos os lados da minha família não falarem sobre sentimentos, do divórcio, e de todo o caos que vem de não falar sobre seus sentimentos. – Eva S., Washington D.C.


5. Eles odeiam mudanças


O divórcio é uma mudança traumática para cada criança que experimenta separação dos pais. A bolha segura e confortável de uma criança de repente explode. Sendo uma criança de divórcio, eu sei como é, de repente, ser separado de um de seus pais. Passei a maior parte do meu primeiro casamento criando uma falsa sensação de segurança para mim e meus filhos, porque não queria que eles passassem pelo que passei.


6. Eles não têm ideia de como é um relacionamento saudável

Casamentos saudáveis e felizes têm uma forte base na comunicação, respeito, gratidão, aceitação, confiança e amizade. Quando os casais se divorciam, é geralmente porque o casamento tem uma base fraca. Para muitos filhos de casais divorciados, a ideia de um relacionamento saudável pode ser terrivelmente distorcida.


“Minha visão de uma família ideal às vezes é mais parecido com a de um conto de fadas, porque eu não tive um fundamento a partir do qual basear as minhas expectativas.” Angela P., Maryland.


7. Eles são zelosos

Muitos filhos de divorciados muitas vezes sentem que precisam tomar conta emocionalmente de quem fica com sua custódia. Quando a custódia preliminar vai para a mãe, muitas delas procuram em seus filhos apoio emocional. Se você ama alguém com pais divorciados, provavelmente pode encontrar-se sendo cuidado. Reconheça que isso pode ser um sintoma de um relacionamento co-dependente que seu amor pode ou não estar ciente.



8. Eles podem ser maníacos por controle

Se você não foi uma criança com pais separados, você pode ter dificuldade em entender por que é tão importante para a pessoa que você ama ter uma necessidade incessante de controlar quase todos os aspectos de sua vida.

“Eu acho que meu marido precisa saber que eu sou um pouco maníaca por controle. Vivendo como uma criança de divórcio, muitas coisas sobre minha própria vida foram ditadas por uma “ordem judicial”, que eu nunca vi, escrita por um juiz que eu nunca conheci. Então, como adulta, eu quero estar no controle de minha própria vida. “- Monica C., Columbus, Indiana.



9. Eles secretamente acreditam que seu relacionamento com você irá falhar

Você precisa saber que um dos medos mais profundos do seu amor é que seu relacionamento esteja condenado. Se seus pais não conseguiram manter o relacionamento, talvez eles também não sejam capazes. Isto pode mostrar-se em uma briga que ele teve com você sem nenhum motivo … exceto, talvez, para ver se você ainda vai estar a seu lado.


10. Eles querem seu relacionamento com você dure para sempre

Eles realmente querem o seu relacionamento com você funcione e dure. A contradição que você vê na pessoa que ama pode aparecer como ansiedade, preocupação, e carência. Seja gentil. Seja compassivo. Entenda que seu amor realmente quer seu relacionamento com você seja feliz e saudável.

Nem sempre é fácil amar alguém com pais divorciados. Vocês têm que estar ambos comprometidos com o relacionamento, e se esforçando para manter os principais ingredientes de um relacionamento feliz e saudável como sua fundação.

Eu adoraria te ouvir nos comentários. Se você ama ou é alguém com pais divorciados, que dicas tem para mostrar?

 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Life Hack

7 sinais de que você está com a pessoa errada

Artigo Anterior

10 mudanças que acontecerão no seu estilo de vida depois que você começar a meditar

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.