ComportamentoDesenvolvimento PessoalO Segredo

10 coisas que pessoas espertas evitam fazer

10 coisas que pessoas espertas evitam fazer

A primeira coisa que deve ser respondida vem a ser o que uma mente inteligente é capaz. É a abundância de fatos que podem melhorar? É possuir QI acima da média ou excepcional? O que pode ser é ter sabedoria para tomar uma boa decisão num momento crucial, ou saber como tirar o melhor proveito de alguma situação ruim.



Talvez seja a capacidade de conseguir pensar em todas as medidas possíveis antes de decidir uma futura ação. Mas, na verdade, uma mente inteligente é caracterizada com a combinação de todas as características mencionadas anteriormente.

É complicado definir e identificar o que foi responsável pelo sucesso e bem estar de uma pessoa inteligente e bem-sucedida. Mas o que é fácil de notar é o que essas pessoas não fazem.

1. Não agem por impulso


Não ache que por evitar a impulsividade essas pessoas não se divertem ou são chatas. Ser irresponsável não é quer dizer que seja desinteressado, a diferença é que preferem levar um estilo de vida mais organizado. Mesmo assim conseguem se divertir, tomarem um drink com os amigos e darem ótimas risadas.

Ser organizado leva a uma maior eficiência no cotidiano, independente se você for um estudante, um empregado, um empresário, um artista ou uma celebridade, esse ponto é primordial.

Todos temos responsabilidades que nem sempre são impostas por terceiros e ignorando-as estamos indo para uma viagem certeira rumo ao estresse. Ser irresponsável sempre é um tiro contra nós mesmos, por isso pessoas inteligentes se programam e aprendem a não ser impulsivas para não passar por esses inconvenientes.



2. Não hesitam em aprender com os erros

Os erros são inevitáveis, sabemos disso. Uma hora ou outra acontecerá algo que não tínhamos previsto e nesses momentos que precisamos entender que nem tudo esta sob o nosso controle.

As falhas nos obrigam a pensar muito nas nossas ações e no impacto ocorrido por elas. Consequentemente, nos ensinam com muito ânimo sobre nossas vidas e nós mesmos, mas precisamos nos permitir a isso.

Aprender com os erros significa encontrar as coisas que valeram a pena nessas experiências falidas e identificar o que deu errado, construindo assim maneiras de evitá-las no futuro. Pessoas inteligentes utilizam desse hábito para trabalhar em si mesmo e sempre se desenvolverem.


Já as pessoas arrogantes procuram desculpas para atribuir as falhas, prejudicando num futuro discernimento e procura de soluções como também levando a distanciar as pessoas aliadas que estavam ao seu redor.


3. Não perdem possibilidades de poupar dinheiro

A prudência não deve ser confundida com ganância ou avareza, mas sim, como uma virtude. Ser capaz de lidar com suas finanças economizando sempre que pode e evitando despesas desnecessárias é uma qualidade admirável.


Despesas sem sentido podem ser facilmente evitadas gerando assim uma significativa economia muito vantajosa num futuro próximo.

A compra de um filtro de torneira reduz o consumo de água engarrafada, recarregar um cartucho de tinta sai mais barato que comprar um novo, substituir as lâmpadas amarelas pelas fluorescentes economiza o uso de energia e, entre outros diversos exemplos que encontramos pela internet fazem com que consigamos poupar um grande dinheiro.

O ponto é aprender a realizar permanente maneiras de reduzir os seus gastos, isso sim é ser inteligente.



4. Não permitem que seu passado os prendam

O passado não pode ser apagado, precisamos aprender a lidar com ele e não deixar que interfira nas nossas conquistas futuras. Se não há nada de positivo para ser lembrado ou utilizável do passado, simplesmente ignore-os.

As experiências passadas nos moldam, nossas lutas anteriores constroem nosso caráter, mas usar o passado para justificar erros ou comportamentos é altamente errado. Temos essas atitudes como desculpas para ganhar a compreensão dos outros ou utilizamos como algo fácil para perdoar nossos próprios erros.

Pessoas inteligentes reconhecem suas falhas do passado, aprendem com elas e tiram somente o positivo, deixando assim o presente muito mais brando e sem desculpas.



5. Não superestimam suas habilidades

Ambição e trabalho duro são saudáveis e não devemos nos envergonhar disso, mas sem moderação essas qualidades podem ser altamente perigosas.

O desejo insaciável de avanço pode levar a escurecer nossa perspectiva, e fazer com que percamos o controle sobre os demais aspectos importantes da vida. Podemos acabar nos alienando tanto que ficaremos sozinhos e sem ninguém para poder compartilhar os feitos.


Nossa mente possui limites, devemos respeitar ativamente isso, pois caso contrário, nos levará a um espiral de estresse. Precisamos identificar o momento de fazer uma pausa e deixar nossa mente livre para viajar onde quiser.


6. Não desistem de suas idéias só porque não acreditam nela

Temos que ter consciência de saber quando desistir para começar de novo e que quando somos teimosos ou agressivos acabamos por produzir resultados ruins. Mas uma pessoa sábia também sabe quando é o momento de se manter firme em algo que realmente acredita mesmo a situação sendo desfavorável.


Não podemos desfazer dos nossos esforços baseados em palpites e achismos dos outros. Lutar por sua chance de brilhar ou encontrar alguém que vá passar feedbacks positivos deve ser o foco da sua motivação. Pois sempre há a possibilidade de que alguém esteja intimidado por seu empenho e queira atrapalhar no seu desenvolvimento. Busque mais de uma opinião, sempre!

A crítica construtiva deve ser usada como uma visão preciosa no futuro.


7. Não dependem da sorte para resolver problemas

“Ter esperança para o melhor, mas estar preparado para o pior”. Ter esperança em um melhor cenário possível é o que nos motiva, mas nos preparar para o pior impede com que caíamos aos pedaços. E por outro lado, ficar esperando para que as coisas se expliquem por si mesmas é ser um baita preguiçoso.

A sorte deve levar apenas crédito por uma parcela pequena do seu sucesso e caso você foque em tê-la com muita frequência, acabará sufocando sua ambição.

Além disso, pessoas inteligentes nunca permitiriam que a sorte tomasse mérito por seu trabalho duro e pelas suas conquistas, principalmente quando nos entregamos de corpo e alma para atingir determinado objetivo.


8. Não investem tudo que podem de uma vez

Quem faz isso é um tolo, nunca invista tudo o que pode em prol da realização de apenas uma idéia imutável. Sempre tenha segundos planos, alternativas e outras idéias em vista. Isso faz com que você não se desencoraje ou recue quando as coisas não saem como planejadas, pois ainda tem outras opções para seguir com seus planos.


9. Não correm riscos desnecessários

Todos nós acabamos refletindo em algum momento que poderíamos ter nos arriscado mais para conseguir um ganho maior, para quem é viciado em adrenalina e riscos isso não é uma coisa ruim.

Mas ser inteligente e calculista contradiz essa abordagem, isso não quer dizer que nunca enfrentará riscos, mas que saberá correr àqueles que realmente forem necessários.


10. Não se enganam que tudo será fácil

E pra finalizar, não vivem na ilusão de que a vida vai ser fácil. Possuem consciência que em mais uma ocasião seus esforços serão frustrados, mas pessoas brilhantes e inteligentes sabem escolher como dar a volta por cima, sempre. Trabalham arduamente em sua própria confiança e não esperam que as coisas fiquem mais fáceis ao longo da vida, estão sempre de guarda.

Pessoas inteligentes adoram desafios e emoções de conseguir superar um obstáculo, vivem para confrontar e enfrentar novos problemas, isso é que os tornam diferentes.

 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Life Hack

O amor de acordo com os signos: qual é sua “cara-metade”?

Artigo Anterior

10 erros sobre dinheiro que pessoas de sucesso não cometem

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.