7min. de leitura

10 dicas para lidar melhor com as emoções

Como lidar melhor como nossas emoções?

Quem nunca sentiu o nível de raiva subindo no trânsito ou chorou enquanto assistia a um filme na televisão que atire a primeira pedra. Emocionar-se é parte da condição humana e o que nos faz tão ricos interiormente.


Mas se você é como grande parte das pessoas, já deve ter pensado como seria bom administrar melhor as emoções, naquelas horas em que pensamentos e sentimentos fogem totalmente do controle.

A boa notícia é que o controle emocional é possível, embora exija disciplina para desenvolver autoconsciência e auto regulação.

Vale a pena o esforço. Harmonizar pensamentos e sentimentos ajuda a lidar melhor com o stress, as incertezas da vida e toda a vasta gama de emoções humanas.


As dicas abaixo podem ajudá-lo a reconhecer seus sentimentos e controlá-los, antes que eles assumam o controle.

1. Lembre-se do que realmente importa

Evite se preocupar em demasia com o que não pode afetar sua vida a longo prazo. Priorize tarefas e pensamentos. Deixe atividades para mais tarde, delegue outras e, simplesmente, elimine aquelas pouco necessárias ou que não farão qualquer diferença no futuro. Sempre que enfrentar uma situação nova, pense nas suas possíveis consequências e implicações. Tente imaginar o pior que pode acontecer e avalie se aquilo seria tão ruim assim.


2. Planeje-se

Planeje sua semana, seu dia, mas também pense no que poderia acontecer e tirá-lo do sério. Tenha um plano, caso você tenha que lidar com isso hoje. Por exemplo, se a empresa onde você trabalha está demitindo muitos funcionários, estreite os laços com pessoas que poderiam ajudá-lo a encontrar uma nova posição e planeje como você lidaria com as finanças enquanto estivesse procurando um novo emprego. Sentir-se preparado alivia a tensão da incerteza.


3. Seja flexível

Lembre-se de que nada é permanente e tudo pode mudar a qualquer instante. Se o imprevisto acontecer, reordene seus pensamentos e ajuste-se à nova situação, com tranquilidade. Quanto mais flexível e tolerante à incerteza você for, mais fácil será lidar com mudanças súbitas ou drásticas, sem perder o controle.



4. Não exagere nas reações

Controle a tendência ao exagero e dê a real dimensão para cada circunstância. Um pequeno erro ou deslize não faz de você uma pessoa estúpida ou horrível. Pense em todas as coisas que você faz bem, comparadas ao pequeno erro que acabou de cometer. Pensar positivamente significa perceber erros como oportunidades de aprendizado, em vez de usá-los como razão para se colocar para baixo ou pensar que você é um fracasso.


5. Não tente fazer tudo de uma só vez

Quem vai devagar vai mais longe. Concentre-se em uma coisa de cada vez e só depois de terminar, vá para a próxima atividade. O cérebro humano sente-se sobrecarregado ao tentar fazer várias tarefas ao mesmo tempo e pode entrar em pane.


6. Respire profundamente

Quando você se sente ansioso, involuntariamente, a respiração torna-se superficial e rápida. A hiperventilação pode levar à tontura, sensação de cabeça vazia ou leve, pânico, e compromete a habilidade de tomar boas decisões. Respire lentamente através do nariz, prenda a respiração por alguns segundos e solte o ar pela boca. Faça isso pelo menos dez vezes ou até que se sinta mais calmo.


7. Seja seletivo

Evite situações que você sabe de antemão serem capazes de desencadear emoções não desejadas. Se você sabe, por exemplo, que tem a tendência de ficar nervoso quando pressionado a trabalhar com prazo curto, evite deixar as tarefas para o último minuto. Programe-se para deixar um tempo de folga, caso surjam imprevistos no caminho.


8. Seja proativo

Se está se sentindo só, chame os amigos para sair em lugar de esperar por um convite que nunca chega. Mostre para o seu chefe suas habilidades e qualidades em lugar de ficar reclamando pelos cantos que seus esforços não são reconhecidos. Seja a personagem principal da sua história.


9. Mude o foco

Se você se sente constrangido quando vai à academia e vê aquelas pessoas malhadas que parecem saber exatamente o que estão fazendo, engula a inveja e passe a observar as pessoas que estão no mesmo nível que você. Isso vai propiciar mais confiança nas suas habilidades. Depois dê um passo além e passe a concentrar-se em si mesmo, nos seus próprios esforços e resultados e deixe os outros de lado. Você só pode se comparar com versões anteriores de si mesmo.


10. Mude a resposta

Não dá para mudar tudo que acontece ao seu redor, mas é possível controlar-se para mudar a sua resposta a esses eventos. Se o coração estiver batendo forte de ansiedade, respire profundamente, feche os olhos e concentre-se apenas na respiração por alguns minutos. Lance mão dos seus recursos internos e tente esboçar um sorriso – pesquisas mostram que o ato de sorrir tem um efeito positivo no seu humor.

Em certas ocasiões somos dominados pela emoção e não há nada de errado nisso. Mas se suas emoções saem do controle com frequência ou se você age de maneira impulsiva e impensada, é hora de aprender a lidar melhor com os seus sentimentos.

Esforce-se para colocar suas emoções em perspectiva antes de reagir a uma situação negativa.

Como tudo na vida, administrar a inteligência emocional é questão de prática. Comece a treinar com situações menores e sem implicações sérias. Ao agir assim, você ganha um novo senso de autoconsciência que pode ajudar a controlar seus sentimentos e a acalmar-se durante os períodos mais difíceis.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: sisterspro / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.