publicidade

10 gatilhos comuns da ansiedade que devemos evitar:

Há uma série de razões pelas quais os ataques de ansiedade ocorrem, e se você tiver problemas com a ansiedade, abaixo estão alguns sintomas comuns para evitar:

1. Perder o seu caminho

Pessoas que têm uma “visão” específica sobre como sua vida vai e então experimentam, de forma realista ou perceptiva, uma perda dessa visão, podem sentir alguma ansiedade. Quando todas as esperanças e sonhos de uma pessoa desaparecem, mesmo que não esteja realmente acontecendo, ela pode experimentar uma maior sensação de ansiedade.



Como é frequentemente o caso, um bom remédio para a ansiedade é a respiração profunda pelo diafragma e a meditação consciente. Se você sentir que precisa de mais ajuda, uma consulta com um terapeuta, conselheiro ou psiquiatra, provavelmente, ajudará. Muitas vezes, porém, a meditação torna-se uma saída muito eficaz para a ansiedade.


2. Gerenciamento do estresse inadequado

O estresse torna os sentimentos de ansiedade e medo piores pois os impulsiona, e qualquer pessoa com ansiedade pode se beneficiar de um gerenciamento de estresse como uma prioridade.


3. Pensamentos negativos

Os pensamentos negativos criam comportamentos negativos, e continuam a se espalhar como um vil contágio na sociedade. Encontra-se em torno de pessoas negativas a todo momento? Pode ser que você seja uma delas…  e isso pode ser uma razão substancial para a ansiedade em sua vida. Uma maneira de sair desta espiral de negatividade é fazer o seu oposto: faça apenas coisas positivas em sua vida. Encontre uma nova turma que o eleve, mental e fisicamente. Comece um novo hobby, ou volte para um que talvez tenha abandonado. O exercício é muito importante nessa etapa: mesmo uma caminhada de dez minutos pode aumentar suas endorfinas significativamente, ajudando a sua ansiedade a dissolver-se.



4. Privação de sono

A falta de sono leva a uma série de problemas, todos os quais são exacerbados pela ansiedade, que é produzida por não dormir o suficiente; basicamente é um ciclo vicioso. Verifique com o seu médico se você tem um distúrbio do sono, se acha que isso pode ser um problema para você.


5. Baixo nível de açúcar no sangue

Não ter açúcar suficiente, embora  não o possa  matar, vai deixá-lo irritável, facilmente frustrado e aumentar seus níveis de ansiedade, estressando seu cérebro. Consulte um médico, se você acha que pode ter problemas no nível de açúcar no sangue, muitas vezes marcados por tonturas, mudanças de humor abruptas e tremores.


6. Trabalho excessivo

Nossa determinação em nos esforçar sempre mais, fazer melhor, obter mais, etc. é um ímã para ansiedade. O trabalho excessivo cria estresse, e o estresse cria ansiedade. É, realmente, simples assim. Tente praticar um pouco de mindfulness; meditação e gratidão para aliviar essa ansiedade.



7. Entradas sensoriais

Os sons altos podem desencadear a amígdala do cérebro a emitir uma resposta de luta ou fuga. As luzes e os cheiros também podem desencadear respostas emocionais, e isso aumenta os níveis de estresse cerebral e, portanto, seus níveis de ansiedade. Esse simples entendimento é o suficiente para ajudar a evitá-la: se você entender que seu ambiente pode conter “gatilhos”, estará melhor adaptado a gerenciar suas respostas a eles.


8. Comportamento antissocial

Todos temos níveis variados de necessidades sociais, e as pessoas devem ter isso em mente, ao considerar se alguém se comporta de forma antissocial. As pessoas que normalmente são sociais e, em seguida, abandonam suas populações usuais, costumam se comportar de forma antissocial e isso pode ser um ataque de ansiedade. Os introvertidos, que raramente socializam, correm o risco de se tornar muito isolados, o que também cria um ambiente perfeito para um ataque. Felizmente, o antídoto é simples: chame alguns amigos para uma reunião e conversas, vá a um encontro com seu amado ou organize um almoço com a família.


9. Nutrição inadequada

Nós tendemos a pensar que nossas dietas são provavelmente muito boas, mas, na verdade, se você estiver seguindo a dieta típica “ocidental”, cheia de alimentos processados, na verdade está com muitas deficiências nutricionais. De fato, estudos mostram que as pessoas que consomem dietas tradicionais, como a Mediterrânea ou Japonesa, têm 25-35% de níveis mais baixos de doença mental do que aquelas que consomem dietas ocidentais. Se você acha que está comendo mal, sugerimos que peça ao seu médico uma recomendação de um nutricionista.


10. Abuso de bebidas alcoólicas

A ideia é que colocar um depressor – álcool – no seu sistema para combater a ansiedade deve funcionar, certo? E muitas vezes funciona, porém de forma bastante temporária. O álcool é um químico inteligente no corpo humano e a parte do “rebote” – a mesma parte que faz você acordar no meio da noite suado e com o coração acelerado – na verdade, apenas cria mais gatilhos para a ansiedade. Você pode ver a facilidade com que esse ciclo avança, certo? Então, praticamente todos os profissionais de saúde mental do planeta não recomendam o álcool como uma substância segura para tratar a ansiedade. Converse com seu médico, terapeuta ou psiquiatra e busque a forma que melhor funciona para você.

_____

Traduzido pela equipe de O Segredo  Fonte: I Heart Intelligence

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.