5min. de leitura

10 sinais de que você nasceu para ser um curandeiro:

Em nosso mundo, mais do que nunca nós precisamos de curandeiros, pessoas puras e positivas que espalham amor e luz por onde quer que vão, colocando um sorriso nos rostos das pessoas e despertando esperança onde antes havia tristeza.


Os curandeiros sentem a importância de sua presença e estão trabalhando em si mesmos para que estejam aptos a ajudar o mundo.

Você pode ter um ou mais curandeiros em sua vida, ou você mesmo pode ser um.

Confira abaixo 10 sinais de que você nasceu para ser um curandeiro:

1. Você é uma pessoa empática

Os curandeiros são naturalmente empatas e isso significa que, em seu esforço para fazer do mundo um lugar melhor e resgatar os feridos, eles podem acabar feridos ou totalmente desgastados pelo caos, despertando sentimentos de depressão ou ansiedade.


Sua sensibilidade é um de seus maiores dons, pois faz com que eles ajudem muitas pessoas, mas, muitas vezes, pode prendê-los em meio a uma maré de sentimentos.


2. Você valoriza muito o seu tempo sozinho

Apesar de gostarem de uma quantidade moderada de interação social, os curandeiros precisam de seu tempo sozinhos para que possam recarregar suas energias e curar a si mesmos. Suas atividades preferidas quando estão sozinhos são meditação ou tempo na natureza. Sem tempo adequado de autocuidado e equilíbrio, os curandeiros ficam facilmente sobrecarregados.


3. Você sente que sua missão no mundo é ajudar as pessoas

Os curandeiros raramente conseguem parar em apenas um trabalho por muito tempo, porque em seu interior sentem que estão destinados a algo muito maior: ajudar outras pessoas. Eles sentem que essa é sua missão, o que as faz realmente felizes.



4. Você é constantemente procurado para conselhos

As pessoas ao seu redor conseguem sentir a sua energia de cura e, por isso, sempre o procuram, quando precisam de orientação em suas vidas, pois sabem que você terá as melhores respostas. Por mais que nem sempre saiba o que fazer na própria vida, você é muito bom em ajudar outras pessoas, oferecendo conforto, segurança e confiança.


5. Você é profundamente conectado com sua intuição

Você possui uma forte conexão com sua intuição e é ela quem o guia para fazer as escolhas em sua vida. Sempre que está em uma situação complicada, você ouve uma voz em sua mente que lhe mostra o caminho certo. Seus sentimentos funcionam mais do que a lógica para você.


6. Você pode sofrer de ansiedade ou depressão

Curandeiros muitas vezes sentem que não se encaixam no mundo, porque se veem como muito diferentes das outras pessoas. Esse pensamento de rejeição pode facilitar o desenvolvimento de condições como ansiedade e depressão.


7. Você se sente sugado em meio a situações sociais

Interações sociais devem ser definidas com dias de antecedência, porque como é uma atividade muito cansativa e que drena sua energia, você precisa se preparar mental e psicologicamente.


8. Você sabe quando alguém está sofrendo

Você consegue identificar a expressão de tristeza e sofrimento nas pessoas, mesmo que elas não falem que estão mal. Suas habilidades de empatia e sensibilidade fornecem a você esse “dom”, e dessa maneira você pode ajudar mais pessoas.


9. Você segue ou deseja seguir uma carreira na área da saúde

Curandeiros tendem a seguir profissões que exerçam a cura em outras pessoas, como medicina, terapeuta, professores espirituais, entre outras. Interesse em meditação, reiki ou outras práticas de energia também são comuns entre essas pessoas.


10. Você costuma trazer paz e tranquilidade para outras pessoas

Curandeiros costumam ouvir, frequentemente, que trazem paz e positividade para as vidas de outras pessoas. A forma como as pessoas se sentem quando estão ao seu redor diz muito sobre quem você é, e se você costuma trazer paz, é porque tem uma aura de cura sobre você.

Você se identificou com os sinais acima? Conte-nos através dos comentários!

________________

Direitos autorais: ipopba / 123RF Banco de Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.