11 passos para uma vida mais leve:

5min. de leitura

Para viver uma vida mais leve, não há uma receita mágica. Você tem que buscar o que lhe traz equilíbrio e bem-estar emocional.

As técnicas de autoajuda podem ser pouco eficazes para alguns, porém, pode ajudar muitas pessoas, e espero que você esteja no meio das pessoas que serão beneficiadas ao ler esta postagem.



Vivemos em busca de paz e equilíbrio, em um mundo onde o dinamismo nos invade. Estamos com uma mão na colher para nos alimentar e a outra mão no teclado de um computador ou do celular.

Não temos muito tempo para contemplar o nosso mundo interior (nossa mente), pois estamos sempre tomados pelas redes sociais, pelas obrigações diárias… 

Ainda existem os relacionamentos com os familiares, com o cônjuge e com os colegas de trabalho, que podem ser conflituosos.


Talvez você tenha acumulado o negativismo na sua trajetória de vida.  Pode ser que há muito tempo você tenha parado de investir naquilo que lhe faz bem; pode ser que tenha parado de entrar em contato consigo para ouvir e compreender a sua alma… Pode ser que há muito tempo você não tire um tempo só para você, para se cuidar, para se amar e para permitir ser amado (a).

Tudo isso pode nos trazer muita saturação e afastar a leveza dos nossos dias.

Por isso, logo abaixo, listo 11 passos para uma vida mais leve:

1) Afaste-se de pessoas descompromissadas, negativas e corrosivas: os reclamões, os antiéticos, os irresponsáveis e sanguessugas…



2) Faça as pazes com o seu passado, aceite o novo: um novo amor, uma mudança no trabalho ou até mesmo de cidade.

3) Cultive a vaidade saudável;  afaste-se ao máximo da cultura da beleza imposta pela sociedade – Tal “cultura” pode gerar autodepreciação e descontentamento consigo mesmo,  empurrando-o a focar nos “defeitos” condicionados pela sociedade, fazendo com que você busque, incessantemente, encaixar-se nos padrões estéticos. Tudo isso causa ansiedade e angústia, se não for bem trabalhado pelo indivíduo.


4) Seja grato – foque nas coisas boas. Alguns pessimistas creem que não há nada pelo qual eles possam ser gratos. Tudo isso não passa de uma visão deturpada e negativista. “Quem procura acha”, então, faça uma análise crítica e racional da sua vida e terá muitos motivos para agradecer (inclusive agradecerá por alguns infortúnios que o levaram para caminhos mais promissores).


5) Cultive a humildade – A arrogância traz mal estar nos relacionamentos e priva o arrogante de fluir melhor no trato com as pessoas, logo, impede o seu próprio desenvolvimento e os das demais pessoas. Não seja uma toxina para si mesmo e para as pessoas com as quais convive.


6) Seja transparente – honre seus compromissos; seja leal; afaste-se da mentira, pois ela sufoca, perturba; canaliza toda a sua energia para não ser descoberto, e essa energia poderia ser usada para fins promissores. A mentira tira a leveza das relações.


7) Cultive bons pensamentos – item essencial e indispensável para a promoção da sua saúde mental.


8) Evite brigas, tudo passa e o motivo pode ser banal e trazer sérias consequências.


9) Não queira controlar o outro – cada ser é singular, tem uma história, criação e bagagem de vida, e vê o mundo de forma diferente da sua. Ao fazer as pessoas se curvarem à sua vontade, quem precisa de mudanças é você!


10) Entre em contato com a natureza – no mundo tecnológico, observar as dádivas naturais é cada vez mais raro. Um privilégio restrito e bastante benéfico.


11) Jamais deixe de aprende r- ao obter conhecimento constante, a sua visão se amplia, você aprimora a capacidade de ver uma situação difícil por um ângulo favorável. O mundo fica mais intenso e faz mais sentido quando o conhecimento é o seu aliado.


Vamos fazer uma faxina mental? Eliminar coisas e pessoas que tiraram o brilho dos seus dias? Este é um movimento saudável que só você pode fazer, para o seu próprio bem-estar!

Thaís Guimarães

_____________

Direitos autorais da imagem de capa: yellowj / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.