9min. de leitura

20 passos para aprender a lidar com suas emoções e melhorar seus relacionamentos

Como trabalhar suas emoções, sem deixar de ser racional? Como equilibrar razão e Emoção?

Quantas vezes você já ouviu as frases: “Você precisa ser mais racional, não se deixe levar tanto pela emoção” ou “Não pense com o coração, pense com a cabeça” ou ainda “Você vai se machucar se ouvir apenas o seu coração”?


São frases comuns, que as pessoas falam, para nos alertar dos “perigos” de agir emocionalmente e acabar se decepcionando ou se frustrando em algum momento de sua vida.

Geralmente, no trabalho, as pessoas acabam estourando por não conseguirem lidar com um sentimento que lhes incomodada desde que saíram de casa pela manhã, mas elas precisam trabalhar e agem racionalmente, deixando de lado seu sentimento, que arde na garganta, por coisas que devia ter falado, mas deixou para lá.

É muito comum as pessoas acharem que as emoções e a razão podem ser separadas. Que a razão pertence a quem é forte, seguro, enquanto as emoções pertencem às pessoas fracas e sensíveis.

Aquela namorada que chora e o rapaz nunca sabe o que fez para ela estar assim ou se a culpa realmente é dele. Às vezes, o namoro acaba e no fundo nenhum dos dois sabem o que realmente aconteceu, por que deixaram a emoção falar mais alto.


E então surge a questão, será que realmente tomaríamos decisões mais acertadas se pudéssemos abdicar da emoção?

A resposta é, racionalmente, NÃO!

Somos seres racionais e emocionais, logo, sem emoções, nossa capacidade de tomar decisões coesas ficaria obviamente afetada. Portanto, nossas emoções funcionam como uma bússola, que norteia as escolhas que fazemos.


Inclusive, temos a nossa intuição que deve sim ser ouvida. É um sentimento, uma emoção que pode nos ajudar a prever se o desfecho de uma situação poderá ser positivo ou negativo. E se tivéssemos o hábito de ouvir mais nossa intuição tomaríamos decisões mais seguras.

Não há motivos para separarmos a razão das emoções. Na realidade, elas são uma parte imprescindível da nossa vida racional e são elas que nos dão equilíbrio, na maioria das situações que enfrentamos em nosso dia a dia, durante toda nossa vida, principalmente em relação às pessoas.

Portanto, se soubéssemos nos despir totalmente de emoções, seria complexo avaliar opções como boas ou ruins e nossa tomada de decisão se transformaria em um processo apaticamente indiferente. Seríamos frios e insossos.

Logo, a razão e a emoção devem andar juntas.

O que você precisa é trabalhar suas emoções, para utilizá-las a seu favor, resultando em escolhas positivas para todas as questões da sua vida.

Então, como trabalhar suas emoções, sem deixar de ser racional? Aprendendo a lidar com elas, seguindo estes 20 passos:

1. Percepção

Perceber que algo está incomodando internamente é fundamental para resolver uma situação. Durante uma discussão com o chefe, a (o) namorada(o) ou colega de trabalho pare por um momento e tente perceber que emoções você está sentindo.


2. Reconhecimento

Ao perceber que emoções está sentindo, tente nomeá-las, como: ódio, medo, ressentimento, angústia, stress ou cansaço. Esse reconhecimento fará com que seu cérebro identifique o problema que o está afetando e trabalhe para diminuí-lo.


3. Autocontrole

Perceber, reconhecer e saber administrar o sentimento é metade do caminho. Se o sentimento é de raiva em um momento que você pode “perder a cabeça”, assuma o controle e respire fundo, saia de cena e depois de definir e solucionar o sentimento volte para terminar sua atividade.


4. Sinceridade/Honestidade

Você precisa ser honesto consigo e reconhecer o que sente para nomear o sentimento. Se for inveja? Que seja! O importante é você admitir o que está sentindo para compreender e então decidir o que fazer.


5. Calma/Paciência

Manter a calma é um hábito que todos deveríamos praticar. A calma é o equilíbrio, a respiração profunda e a mente sadia.


6. Bom humor

Quem cultiva o bom humor nas situações de tensão, consequentemente, é mais feliz, mais leve e tem menos problemas para resolver.


7. Flexibilidade

Você não precisa se definir emocionalmente. Não podemos engessar nossos sentimentos, eles devem ser maleáveis, para que possamos retirá-los de lá quando bem entendermos.


8. Silêncio

O silêncio é revelador. É nele que mora a sabedoria, a tranquilidade. Ele pode apaziguar muitas guerras. O silêncio da paz de espírito.


9. Ponderar

Cada situação pede uma decisão. E ela deve ser tomada com avaliação sensata, corrigindo todas as falhas.


10. Aceitação

Quando aprendemos a lidar com nossas emoções passamos a aceitar nossas limitações, o que nos torna brandos e mais humildes


11. Empatia

Colocar-se no lugar do outro quando seus sentimentos estão confusos ajuda a clarear as ideias, abre a mentalidade para perceber a fragilidade do próximo.


12. Compreensão

Seja compreensivo com seus sentimentos. É como uma criança que está lá, dentro de você, gritando por socorro. Pedindo trégua das adversidades. Se você a compreende, ela se acalma e sucumbe.


13. Respeito 

Tenha respeito por você, por seus sentimentos, por suas experiências. Você é quem é hoje porque viveu, porque se permitiu errar e aprender com a vida, então permita-se rejeitar um sentimento ruim e seja bondoso com seu coração.


14. Perisitência

Mesmo que os sentimentos ruins tentem invadir sua mente, nos momentos de alegria, persista. Seja insistente, mantenha o bom humor e não se deixe abater. Lidar com o negativismo o torna mais forte


15. Mentalização

Metalizar é vida! Ao mentalizar coisas boas, seu cérebro passa a trabalhar para realizar os desejos. É como dar um comando, uma tarefa. Aquieta, ele vai cumprir.


16. Expressão

É um grande erro esperarmos que os outros adivinhem nossos sentimentos. Expresse o que sente. Fale para seu companheiro, seu amigo, sua família o que sente, eles poderão apoiá-lo.


17. Intuição

Siga sua intuição, acredite em você. Temos uma voz interna que é cheia de energia e consegue pressentir o que pode ser bom ou ruim.


18. Equilíbrio

Manter o equilíbrio entre o racional e o emocional não é tão simples como parece, mas depois que você utilizar todos estes passos que ensinei, vai perceber como as tomadas de decisões se tornam mais simples e assertivas.


19. Respiração

Ao acordar, respire profundamente 3 vezes. Encha os pulmões de ar e solte aos poucos. Faça esta atividade durante todo dia, sempre que lembrar e em momentos de tensão, principalmente. Se precisar conte até 10. À noite, antes de dormir, repita o processo.


20. Decisão

Bem, se você chegou até aqui e decidiu aprender a lidar com suas emoções, tenha a certeza de que seus relacionamentos terão uma melhora incrível. Seja profissionalmente ou pessoalmente as escolhas são suas e o resultado depende de como você vai lidar com seus sentimentos.

Lembre-se: a única pessoa responsável pela sua felicidade é você! Portanto, comece trabalhando o relacionamento com suas emoções. Seja o seu melhor amigo!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: viktoriiazarubina / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.