Comportamento

3 atitudes para superar o fim de uma relação e se dar uma nova chance

Capa 3 atitudes para superar o fim de uma relacao e se dar uma nova chance
Comente!

Todo término é doloroso, mas não precisa ser o fim do mundo para você!

A ruptura de uma relação não é fácil, como lhe diriam todos os textos de término de namoro e casamento que existem no planeta.

O fim de uma história de amor, quer estivesse desgastada quer não, é sempre duro para ambos os lados. Pode ser que uma das pessoas demonstre mais sofrimento do que a outra, mas não quer dizer que aquele coração também não está de luto.

Esse é um momento em que queremos nos fechar para o mundo, e isso é completamente compreensível até certo ponto, afinal estamos nos curando.

Existe algo que possa ser feito nessa fase, além de ficar na fossa e repassar o relacionamento todo em flashbacks? Claro, essa é uma oportunidade para estar na própria companhia.

Separamos três dicas do que fazer depois de um rompimento para deixar esse período doloroso um pouco mais leve.

E lembre-se: um fim pode ser um novo começo!

1.Mude! O visual, suas roupas, suas atitudes. Chegou a hora de testar sua nova versão!

É um mero clichê? Sim, mas o motivo de ser um clichê, um ato que se repete tanto, é justamente por funcionar!

É normal vermos pessoas que passaram por términos de relacionamentos mudam o visual, e essa atitude faz todo o sentido. Independentemente se a pessoa foi quem terminou ou o “terminado”, chegou ao fim uma fase de sua vida e às vezes é mais fácil concretizar essa mudança se a pessoa que encontramos no espelho está diferente.

Nos primeiros momentos pós-término, muitas pessoas fazem essas mudanças motivadas por um sentimento pelo ex. Um corte de cabelo que a pessoa desaprovava, uma forma de fazer a barba que não gostaria, essas mudanças começam como reações à ação do outro. Mesmo assim, com o passar do tempo, deixam de ser atreladas ao outro e se tornam parte da nova jornada que a pessoa está trilhando.

Mudar é bom! Se dê a oportunidade de conhecer sua nova versão!

2.Permita-se experimentar! Descubra quem você é fora do aspecto romântico!

Existem pessoas que passam toda a vida pulando de relacionamento em relacionamento, sem dar um mínimo tempo de respiro entre uma relação e outra. É claro que o amor acontece em seu próprio tempo, mas se todas as suas relações se emendam, existem grandes chances de você não se conhecer de verdade!

Tire esse tempo para você! Conheça pessoas novas e, principalmente, conheça você! E isso não quer dizer só fazer as atividades que você costumava fazer em casal. Você precisa descobrir quem é você quando não está interpretando o papel de parceiro ou parceira de alguém.

É hora de ir àquela festa que você sempre quis, mas inventava desculpas! Deixe seus amigos o surpreenderem nos programas juntos, prove uma comida nova, diga algo que nunca pensou dizer.

Se você está passando por um momento de redescoberta, use todo o seu potencial para ressurgir como uma fênix!

3.Acolha suas emoções. As boas, as ruins, as que você não queria sentir. Você precisa passar por isso para se libertar!

Nem só de momentos de autodescoberta se resume um término de relação, até porque, se assim fosse, talvez nós até gostaríamos mais de vivê-los. As dicas acima não mudam o fato de que seu coração está sofrendo. E está tudo bem.

Não caia nas armadilhas sociais de que você deve superar o seu amor em um piscar de olhos! Quando houve história e afeto envolvido, é claro que restarão alguns sentimentos amargos.

Permita-se sentir tudo que está no seu ser, a raiva, a tristeza, a dor e até a saudade, aquela que nós menos queremos admitir que nos acompanha.

Peça ajuda à sua rede de apoio e, caso suas emoções estejam sendo prejudiciais a você, procure a ajuda de um psicólogo! Às vezes, o que precisamos é da escuta treinada de um profissional.

Foi o fim de uma história de amor, mas não precisa ser o fim da sua jornada.

Comente!

Encontre o dálmata diferente em menos de 20 segundos e teste seus poderes de percepção!

Artigo Anterior

Marcos Mion prestigia o caçula, Stefano, de 11 anos, em estreia como tenor

Próximo artigo