8min. de leitura

3 atitudes que vão mudar sua relação com o dinheiro

O que você pensa quando escuta alguém falar sobre as pessoas de sucesso?


Para muitos o que vem à cabeça é a imagem de muito dinheiro, viagens, festas, fama… certo?

Dinheiro como condição do seu sucesso. Será que é isso mesmo?

Para buscar o sucesso financeiro, você primeiro precisa entender sobre a psicologia do dinheiro, como ela funciona e quais são suas crenças relacionadas a isso.


Uma das grandes crenças que limitam as pessoas de terem independência financeira é elas acharem que o dinheiro é algo ruim. É algo que se você tiver, você vai estar tirando dos outros.

Você cresce achando que os ricos são pessoas ruins, mesquinhas, infelizes… e qual a consequência? Você inconscientemente foge disso.

Mas isso definitivamente não é verdade. Tenho o grande prazer de ter mentores e contato com pessoas de extremo sucesso mundo a fora e 100% delas estão envolvidas com uma causa maior.


Elas estão sim preocupadas em ganhar dinheiro, mas o dinheiro é o meio (nunca o fim) para conseguirem algo maior e realmente impactarem muito mais vidas.

Quanto mais eu estudo e aprendo sobre empreendedorismo, mais eu confirmo o quanto essa idéia é real:

Quanto mais dinheiro nós temos, mais vidas nós podemos mudar, mais nós podemos fazer para ajudar os outros e mais experiências podemos compartilhar.

Se você é alguém que não sabe por que está numa situação complicada com dinheiro, seja crítico com você mesmo… se pergunte o que está acontecendo, quais são suas crenças, em que mentiras você tem acreditado que te levaram pro estado atual?

Se você almeja o sucesso – aquele que te coloca num patamar de qualidade de vida e produtividade.

Veja abaixo as 3 atitudes para você começar a sua mudança:


1. Liberte-se dos seus blocks.

Muitas pessoas, mesmo sem saber, sofrem com bloqueios mentais: “Dinheiro não nasce em árvore”, “Os ricos são corruptos e desonestos”. Isso muitas vezes vem da sua infância, de uma fala descontraída de alguém da sua família… e isso causou um pane no seu cérebro e te gerou esse bloqueio.

Se você é uma dessas pessoas, entender essas besteiras vai te ajudar a fazer muito mais dinheiro.

Outro bloqueio comum é “Como posso ter bastante dinheiro sendo que existem muitas pessoas passando fome? Não é justo, Goffi!”

Eu arrisco a dizer que, se você tem esse bloqueio, você está sendo mais egoísta por não buscar muito dinheiro do que o fazendo. Quantas pessoas você pode ajudar no momento? E quanto mais você poderia fazer se tivesse mais recursos?

A questão é simplesmente o que você faz com o dinheiro.

Mesmo o lifestyle caro de alguém pode beneficiar, e muito, outras pessoas se isso fizer parte da sua motivação diária. Ter luxos não faz de ninguém uma pessoa má ou egoísta. Se esse é mais um incentivo para aqueles que tem sucesso e dinheiro, e os motivam a fazer cada vez mais, a ajudar os outros e criar mais oportunidades, esse lifestyle se torna muito positivo.

Tenho certeza que você já pensou um dia… “Nossa, se eu tivesse toda a grana desse cara eu faria tal coisa para ajudar as pessoas”. Pois então, faça! Pare de imaginar e comece a fazer. Sonhe, faça planos e parta pra ação.

Entender e superar essas bloqueios vai te dar um gás, mas no longo prazo isso não é suficiente. Se você quer realmente fazer as coisas acontecerem, você precisa amar o que faz. E isso me leva a próxima atitude…


2. Faça o que você ama para fazer mais.

Há dois tipos de pessoas: as que fazem as coisas pensando em fazer dinheiro – elas não se importam muito com o que estão fazendo, fazem o que dá dinheiro – e as que querem fazer dinheiro porque amam o que fazem e o dinheiro permite elas fazerem mais disso.

Por isso é tão importante você gostar realmente do que faz. Invista em qualidade e não em quantidade, números não fazem negócio algum crescer se não tiver paixão e fidelidade. Demonstre esse amor em tudo que você fizer. Seja no seu produto, com seu cliente, numa mão de poker

Tem uma frase do Walt Disney que gosto muito e ilustra esse pensamento:

Nós não fazemos filmes para fazer dinheiro, nós fazemos dinheiro para fazer mais filmes” ~ Walt Disney

Se você decidiu ser um profissional de poker, pare de pensar nos resultados imediatos e mude sua perspectiva. Não faça isso apenas pelo dinheiro que você pode ganhar, faça pensando em algo maior que você e o dinheiro. Pense nas experiências que você vai poder viver, por exemplo, isso vai te ajudar a lidar muito melhor com as swings financeiras e aproveitar mais o percurso.


3. Não pense em fazer milhões de reais, pense em servir milhões de pessoas.

As pessoas de sucesso são ótimas em escutar, entender e ajudar os outros a alcançarem seus objetivos. Elas sabem que o sucesso delas depende basicamente do sucesso das pessoas que estão à sua volta.

Quanto mais pessoas você ajuda, mais e melhores serão os seus feedbacks, maiores suas oportunidades de crescer seus produtos ou serviços. Quanto mais você cresce, mais pessoas tem que contratar e mais você se beneficia da experiência e habilidade delas.

Por isso as pessoas de sucesso trabalham duro para fazer outras pessoas terem sucesso, porque elas sabem que o sucesso delas vai acompanhar isso. Fora, claro, o orgulho e satisfação por ter terem ajudado outras pessoas a crescerem também.

Sirva muito bem as pessoas e o dinheiro vai vir. Ganhe dinheiro fazendo outras pessoas subirem com você, esse é o maior propósito de ter muito dinheiro.

Perguntaram para o Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil, do que ele mais se orgulhava em toda sua jornada e ele respondeu:

“Eu pude enriquecer centenas e centenas de pessoas ao longo do caminho”.

E você? O que pensa sobre esse assunto? Deixe um comentário me contando, eu leio tudo e tento sempre responder a todos.

 

____

Publicado originalmente em Gabriel Goffi





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.