3 ferramentas de combate à depressão para os momentos difíceis:

Se a depressão, a tristeza e os pensamentos ruins são familiares para você, saiba que há esperança. Sempre há esperança.



Abaixo estão três ferramentas para ajudá-lo a liberar desesperança e construir uma vida de felicidade:

1.Pare de pensar que algo está errado com você e/ou tentar corrigir-se

Quando você se sente deprimido, quando não consegue achar o sentimento de felicidade, não importa o quanto tente, muitas vezes você decide que há algo de errado consigo mesmo e procura, desesperadamente, corrigir o que está errado. E se não houver nada de errado com você? E se você não precisar ser consertado?

Passamos tanto tempo julgando a nós mesmos  e estamos tão acostumados a acreditar que estamos errados. Você estaria disposto a abandonar isso? Você estaria disposto a considerar que não está tão confuso quanto pensa?


Quão mais leve você se sentiria, se não estivesse constantemente julgando a si mesmo?


2.Reconheça que não se trata de ter a resposta certa

Há quanto tempo você está procurando a resposta certa? Há quanto tempo você está procurando o que deixará tudo certo?

Procurei a resposta certa por muito tempo. Eu pensava que, se pudesse encontrar a resposta certa, talvez seria feliz. Talvez minha vida funcionasse. Descobri recentemente que são as perguntas, não as respostas, que mudam tudo.


Perguntas abrem as portas  para todas as possibilidades. As perguntas levam você além de todas as conclusões que você  tem sobre a vida, sobre os outros e sobre si mesmo.

Duas ótimas questões a serem feitas são: “O que mais é possível?” e, “Como as coisas podem ficar melhores do que isso?” Não importa o que aconteça. Faça estas perguntas! Abra-se à possibilidade de ir além da depressão. Abra-se à possibilidade de que a vida possa ser uma celebração alegre.


3.Limpe sua conversa mental

Parece que a conversa em sua mente nunca para? Você já tentou encontrar o botão “off” para seus pensamentos e fazê-los parar? Parece impossível? Há uma maneira! Noventa e oito por cento dos pensamentos, sentimentos e emoções que você tem, não pertencem a você. Você os escolhe de todos ao seu redor.

Dezesseis anos atrás, comecei a me perguntar: “A quem isso pertence?” sempre que me sentia triste, deprimido, frustrado. Descobri que 98% das vezes, quando fazia essa pergunta, havia uma leveza no meu mundo. Por quê? Porque nada disso era realmente meu! Eu estava absorvendo os pensamentos, sentimentos e emoções dos outros. Ninguém pode ter lhe contado, mas somos como grandes receptores de rádio psíquicos, captando tudo ao nosso redor.

Se você luta com depressão, durante os próximos três dias, a cada pensamento, sentimento e emoção que surgir, pergunte-se “A quem é que isso pertence?” Se você se sentir mais leve quando fizer a pergunta, esses pensamentos e sentimentos nunca foram realmente seus. Reconhecer isso permite que você pare de tentar corrigir o que nunca pertenceu a você em primeiro lugar.

Você estaria disposto a considerar-se um presente? Você estaria disposto a ver que é uma contribuição para o mundo? Não importa onde você esteja, não importa como se sinta, a alegria é possível. A aventura é possível. Continue se perguntando: “Como as coisas podem ficar melhores do que isso?” e “O que mais é possível?”, em todos os momentos e situações.

Estas duas questões são o início de uma nova realidade para você… uma realidade que você adorará viver!

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Mind Body Green

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.