EspiritualidadeGratidão

3 lições da filosofia zen que nos ensinam sobre o poder da gratidão

3 lições da filosofia Zen

Os zen-budistas praticam intensamente o hábito da gratidão, percebem que em tudo há um motivo para agradecer e que as pessoas ingratas são dessa maneira porque desvalorizam o que têm na vida.



Se você deseja melhorar suas habilidades de gratidão, o zen-budismo ensina lições valiosas. Os praticantes dessa filosofia possuem um princípio importante: consideram o bem-estar do próximo uma prioridade, praticando o altruísmo no mais alto nível.

Além disso, toda vez que são presenteados com um algo caridoso ou amoroso, eles fazem o mesmo por outra pessoa que estiver precisando, praticando a gratidão aliada à ação, transformando a sociedade aos poucos.

Veja abaixo 3 lições da filosofia Zen que nos ensinam sobre o poder da gratidão:


1. A tartaruga cega

Essa lição nos ensina a ser gratos apenas pelo fato de estarmos vivos. A vida, e especialmente a sua vida, foi resultado de muitas ações e reações. Você é o resultado de um número infinito de circunstâncias, essa já é uma razão para ser eternamente grato por sua vida.

Buda compara a gratidão a uma tartaruga cega que vive no fundo do mar.

A tartaruga só emerge uma vez a cada cem anos para respirar e quando coloca seu pescoço fino através do vasto e espumante mar, sua cabeça enxerga um novo mundo e ela flutua sem rumo na superfície do oceano.


Isso se relaciona com a oportunidade da vida. A vida é tão aleatória que só se pode demonstrar gratidão por estar vivo.


2. As 10.000 dores

As pessoas gratas sabem olhar com sabedoria para as dolorosas realidades da vida. Elas compreendem que as experiências negativas nos tornam mais fortes e sábios. Não importa quais desafios sejam lançados em nosso caminho, sempre podemos optar por ver amor e apreciação ao invés de medo.


Toda vida vem com 10.000 alegrias e 10.000 dores, somos nós que escolhemos em que desejamos focar.


3. Gratidão por nossos pais

Os pais têm a imensa responsabilidade de cuidar de uma criança desde o momento do nascimento, e por mais que muitas pessoas tenham problemas com seus pais, para a maioria de nós, eles foram pessoas insubstituíveis.


De acordo com Buda, o pai e a mãe são as duas pessoas mais difíceis de retribuir. Ele ensina que, mesmo que você carregasse sua mãe e seu pai em cada ombro por 100 anos, não seria capaz de pagá-los pelo que lhe deram.

Você concorda com essas lições? Comente sua opinião abaixo!



Direitos autorais da imagem de capa: Jamie Templeton / Unsplash

Pessoas viciadas em postar sua rotina de exercícios no facebook possuem problemas psicológicos, diz estudo

Artigo Anterior

Respeitar o outro como a si mesmo é respeitar a força divina que nos criou

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.