4min. de leitura

3 razões para falar consigo mesmo:

Razões para falar consigo mesmo:

1.Conversar consigo mesmo ajuda a gerenciar seu processo de pensamento

Às vezes precisamos colocar o nosso turbilhão de pensamentos em ordem, e as palavras podem nos ajudar a fazer exatamente isso. Na verdade, quanto mais inteligente você for, mais provável que seu cérebro seja propenso ao caos. Nosso pensamento pode tornar-se confuso e preocupante, quando confinado a uma forma intangível.


Criar uma manifestação verbal de nossas frustrações e preocupações pode ajudá-las a se tornarem mais gerenciáveis. A estrutura que a linguagem fornece pode nos ajudar a nos concentrar e colocar as coisas em perspectiva.

Qualquer coisa soa menos intimidante em um formato verbal do que espreita nas profundezas da mente humana. Ao organizarmos os nossos pensamentos e emoções com palavras, podemos processá-los de forma mais fácil e eficaz.


2.A autofala é uma parte importante do nosso processo de aprendizagem

Os seres humanos, como se vê, não só amam o som das próprias vozes – eles precisam ouvi-la. Como explica Charles Q. Choi, da Live Science, “o discurso autodirigido pode ajudar a orientar o comportamento das crianças, com as crianças frequentemente se orientando a fazer tarefas como amarrar seus cadarços passo a passo, se lembrando da concentração no trabalho manual.” Parece que, quando crianças, inerentemente entendemos o valor da autofala relacionada ao processamento cerebral.


É somente quando ficamos mais velhos e nos tornamos mais conscientes que aprendemos a restringir esse comportamento. A sociedade nos ensina que não há nenhum ponto em falar sozinho, porque a fala é uma construção social. No entanto, a linguagem tem muito mais valor do que isso. É também uma maneira de nossos cérebros processarem informações e resolverem problemas.


3.Enfrentar um processo de uma maneira verbal pode ajudá-lo a completá-lo com mais eficiência.

Considere que você está no caminho para o supermercado com seus filhos. Esta é uma tarefa diária com milhares de pequenas atividades – amarrar sapatos, prender os cintos, arrumar uma bolsa de fraldas … a lista continua.


Quantos de nós, no meio desta atividade, se esqueceram de pegar a lista de compras? Ao falar consigo mesmo através desta tarefa, você não apenas concentra a sua energia como descrito acima, mas também liga a parte visual do seu cérebro para a sua atividade física.

Ao dizer “lista de mercado” para si mesmo, você lembra seu cérebro de estar atento ao caderno onde a lista se encontra. A autofala não apenas te ajuda a organizar seus pensamentos – ajuda a mantê-los.

“Uma vantagem de falar consigo mesmo é que você sabe que pelo menos alguém está ouvindo”, disse o autor Franklin P. Jones.

Falar consigo mesmo pode não ser um sinal de loucura, afinal de contas, mas sim um processo empreendido por gênios e grandes realizadores. Experimente por um dia. Veja o quão mais inteligente (ou mais louco) você se sente!

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: I Heart Intelligence





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.