AutoconhecimentoO SegredoVida

3 verdades que vêm à luz quando você expande a sua consciência

1. Descobrir a Luz



No Taoísmo, acredita-se que a viagem para a iluminação começa girando os olhos de dentro para fora e há um provérbio africano que diz “quando não há nenhum inimigo dentro, a parte externa dos inimigos não podem tocar em você”. Como todos nós aprendemos até agora, a maneira que vemos o mundo em torno de nós é uma projeção de nosso mundo interior, e por isso a nossa busca pela felicidade, iluminação e satisfação reside principalmente em encher nossos “eus” com luz e amor para depois irradiá-lo para o mundo.

Infelizmente no entanto, como um mecanismo de defesa, procuramos evitar o trabalho interno de iluminar as sombras em nossas mentes e negligenciamos fazer o que é necessário para alcançar um estado iluminado. Nova idade espiritual, por exemplo, depende muito de incidir sobre o amor e o aspecto de luz; quando procuramos, perseguimos, ou tentamos atingir essa luz, estamos essencialmente, perseguindo nossos próprios rabos. Isto pode ser o que Rumi estava retratando quando ele fez esta declaração. Tornamo-nos como cães e gatos girando em círculos, o tempo todo perdendo o ponto. Rumi eu sinto, tinha um ótimo senso de humor.

O ponto é, nós somos a luz porque somos conscientes, e quando podemos aumentar a nossa consciência, podemos expandi-la. Ou seja, nós fazemos o invisível e trazemos pensamento inconsciente para a frente em um nível consciente compreensível.



2. Reconectando a Unidade de Consciência

Tudo é um. Nós somos todos um. Estamos todos conectados e cada homem e mulher é o seu irmão e sua irmã. Isto não é religião, é ciência.

Embora existam muitas interpretações da consciência da unidade, e muitas percepções a ser tidas, hoje vou dar-lhe um vislumbre de mim mesmo. Não estou pedindo que você acredite, eu não estou dizendo para você tomá-la como o “evangelho”. O que eu vou dizer é que esta é a minha percepção. Isto é o que eu vi quando encontrei a luz, quando eu me projetei para fora do meu corpo foi isso que ressoou comigo.


O universo é sexual. O universo é brincalhão. O universo é Deus.

Meu corpo físico é a projeção do meu criador, porque eu sou apenas uma célula em seu corpo. Vejo que os planetas também são células, e somos células dentro dessas mesmas células. Minha aura é o meu protoplasma e meu corpo é o núcleo.

O universo inteiro é a criação em todos os momentos; a multiplicação celular, regeneração, morte e renascimento. Eu vejo o Big Bang como o momento em que o espermatozoide entrou no óvulo. Eu vejo a Via Láctea como o sêmen dos deuses, e eu vejo que sou um universo. Porque eu sou capaz de criar vida, e eu sou parte da criação, eu também sou um deus.

Quando criamos a vida, estamos criando um universo de células com sua própria consciência única, não importa quão pequena. Vejo que minha alma é uma centelha no céu à noite, uma estrela, e quando eu deixar o meu corpo físico e subir aos céus, eu vou brilhar para todos verem. Você e eu.



3. A Fundação Imortal da Alma

Acreditava-se que uma pessoa não podia realmente ser considerada um alma encarnada até que possuísse compaixão pura e genuína para com os outros. Eu acho que isso é extremamente poético. Compaixão soa como uma palavra simples e comum, mas nem sempre é fácil de alcançar e manter uma perspectiva mais elevada.

Nós somos todos crianças no universo e elevar-se acima e “pegar a estrada”, como dizem, requer uma mente iluminada. Uma alma que encontrou a luz interior, e fez a escolha consciente de ser justa no julgamento, justo em compreensão e no amor.


A justiça, para mim, não é estar certo. Significa demonstrar amor, compaixão e compreensão, não importa o que você acha que está certo.

 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo


Fonte: Spirit Science

Você tem pistantrofobia?

Artigo Anterior

5 razões pelas quais um taurino é o amigo mais leal que você terá

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.