4 COMPORTAMENTOS QUE FEREM A SUA CONFIANÇA (E COMO EVITÁ-LOS:

“Nosso medo mais profundo não é o de sermos inadequados. Nosso medo mais profundo é sermos poderosos além da medida. É a nossa luz, não nossa escuridão, que mais nos assusta. Nós nos perguntamos: “Quem sou eu para ser brilhante, lindo, talentoso, fabuloso?” Na verdade, quem é você para não ser?” – Marianne Williamson

A verdadeira confiança não grita ou implora por atenção; ela fica em silêncio e firme entre o caos, e nos mostra que só precisamos acreditar em nós mesmos e em nossa verdade, a fim de alcançá-la. Todo mundo quer mais confiança, mas se sente confuso sobre como chegar lá.

Aqui estão 4 comportamentos que ferem a sua confiança (e como evitá-los)

1.Buscar a aprovação ou aceitação dos outros

As pessoas confiantes não precisam da permissão dos outros, a fim de viverem a vida em sua verdade; elas simplesmente seguem as orientações de seus corações, e permitem que ele pavimente seu caminho. Elas ouvem as opiniões dos outros, a fim de ganharem mais conhecimento ou uma nova perspectiva, mas em última análise, escolhem o seu destino. Não deixam a opinião de ninguém vir antes de seu próprio coração e alma quando se trata de como escolhem viver.

4-comportamentos-que

Honre os seus desejos. Esqueça as opiniões dos outros um pouco, e só se concentre em melhorar a sua vida. O verdadeiro caminho para a autoaceitação encontra-se em seu próprio coração, e para aceitar a si mesmo, você deve primeiro entender a si mesmo. Tire um tempo para realmente conhecer a pessoa no espelho, quanto mais tempo você gastar consigo você mesmo, mais profundo o seu relacionamento consigo mesmo se tornará.


2.Culpar os outros por suas falhas e erros

Embora não possamos controlar completamente o que acontece conosco, podemos escolher como reagir a determinadas situações. Se você tem confiança, vai assumir total responsabilidade por sua vida. Você tem que aprender a gerir as coisas sozinho. Isso não significa que você não pode contar com ajuda, mas nunca deve culpar alguém por seus infortúnios.

Pessoas confiantes só olham para si mesmas para obterem respostas, aprenderem com seus erros e seguirem em frente. Elas não se julgam muito duramente, mas também não colocam a culpa em ninguém, além de si mesmas.


3.Fugir das coisas que você teme

Pessoas confiantes não sentem medo de aceitarem um desafio ou ficarem um pouco fora de sua zona de conforto; elas voluntariamente seguem em frente em direção a novas experiências. Não colocam limites sobre o que podem alcançar; têm confiança em si mesmas e sabem que cada nova experiência representa uma oportunidade de crescer e aprender.

Você não pode fugir para sempre, assim enfrente hoje o próximo medo em sua lista. Uma vez que você olhar o medo nos olhos, vai perceber que a única pessoa mantendo-o vivo é você. Coloque seus medos para descansar, e entenda que as sombras só existem porque você dá vida a eles.


4.Se preocupar muito com o que os outros pensam de você

Quando você se importa com o que os outros pensam, não vive a sua verdade. Você vive para os outros. O que você diz e faz pouco importa aos outros.

Na próxima vez em que você se encontrar se importando com o que os outros pensam, apenas faça ou diga o que quiser. As pessoas certas vão te amar, e as pessoas erradas tentarão te derrubar ou simplesmente ignorá-lo.

Quando você se dá permissão para mostrar o seu verdadeiro “eu” para os outros, elimina o medo ou julgamentos severos. Você simplesmente permite que o universo flua através de você. Você sabe que tem falhas, mas não temos todos? A ansiedade e medo sobre o que os outros pensam te prejudicam. A maioria das pessoas nem sequer presta muita atenção de qualquer maneira, então você pode muito bem viver de acordo com o seu coração e alma, e não deixar que o medo e a ansiedade social te prejudiquem.

Você tem este corpo, mente e alma aqui e agora. Por que desperdiçar sua vida tentando provar a si mesmo para os outros ou desejando ser outra pessoa?

___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Power of Positivity



Deixe seu comentário