6min. de leitura

4 dicas para criar uma criança independente e disciplinada

Vivemos em uma realidade muito tecnológica e voltada ao desenvolvimento intelectual. A nova geração parece já nascer familiarizada com a internet e as diversas tecnologias disponíveis para nós. No entanto, apesar de ter um lado positivo, especialistas se preocupam com um paradoxo que está se tornando cada vez mais comum nas crianças: um elevado avanço intelectual, mas ao mesmo tempo, um intenso atrasado emocional.


Para esses profissionais, um fator que contribui fortemente para essa realidade é a falta do verdadeiro envolvimento e presença dos pais no crescimento de seus filhos. O fato é que nossa sociedade está cheia de pais superprotetores e temerosos em relação à nova realidade propiciada pela revolução tecnológica e pela violência, que acabam por criar seus filhos em uma realidade de medos, distanciamento e proibições, o que influencia diretamente no seu desenvolvimento emocional, psicológico e físico.

Claro que todo pai deseja ver seus filhos seguros e bem-sucedidos, não é fácil vê-los enfrentarem desafios e dificuldades. No entanto, se não dermos espaço para que possam fazer suas próprias escolhas, cometendo os próprios erros, eles não poderão crescer por conta própria. Pelo contrário, serão eternas crianças com desejos e sonhos reprimidos.

Por outro lado, quando as crianças recebem uma criação que lhes permite aprender a encarar as fases difíceis da vida com resiliência e sabedoria desde cedo, tornam-se adultos independentes, maduros e disciplinados.


Listamos abaixo 4 dicas para ajudá-lo(a) a criar filhos mais preparados para construir uma vida de sucesso e felicidade.

1. Faça listas de afazeres para seus filhos

As listas de afazeres são importantes para que seus filhos aprenderam a organizar todas as suas tarefas para o dia em um período de tempo saudável. Além de reforçar a ideia da responsabilidade, é importante que você os ensine que quando cumprem as suas tarefas, além de si mesmos, também estão ajudando outras pessoas, irmãos, pais, amigos, professores, e criam um ambiente de mais cumplicidade e felicidade.

Torne sua lista de afazeres algo divertido, acrescente coisas que eles gostam de fazer. Além disso, elogie quando cumprirem bem as suas tarefas e os parabenize por seus esforços, mesmo que nem tudo saia como planejado.


2. Permita que eles façam algumas coisas por conta própria

As crianças têm a necessidade de fazer as coisas sozinhas, e por mais que isso possa parecer contraintuitivo, dê a seus filhos a oportunidade de concluir algumas tarefas à sua própria maneira, mesmo que não saia exatamente como deveria.


Por mais que não sejam tão maduros e experientes, eles também têm direito de fazer suas próprias escolhas e isso os ajuda a desenvolver suas próprias personalidades e independências. Quando não se sentirem satisfeitos com as próprias escolhas, eles buscarão maneiras de melhorar.


Deixe que cometam os próprios erros

Não se aprende nada sem cometer erros, isso é verdadeiro para as crianças também. Errar é evoluir, aprender, melhorar, e quando você permite que seu filho erre, você também permite que ele se torne um ser humano melhor.

Por mais que alguns erros o façam perder a paciência, lembre-se de que você também erra, e que deve mostrá-los ainda mais amor em seus momentos difíceis, porque é isso que os ajudará a construir sua própria autoestima e valor pessoal.


Incentive-os a melhorar, mas mantenha-se a certa distância

Quando as crianças são incentivadas com amor e cuidado, vão muito mais longe. Na escola, nos relacionamentos, nos esportes e em todas as áreas de suas vidas. Em alguns momentos, os erros serão inevitáveis, e durante essas fases o amor e orientação serão fundamentais para que ela consiga aprender a fazer as coisas das melhores maneiras possíveis.

É importante também não ceder ao desejo de fazer as coisas por seus filhos. Eles precisam aprender por conta própria. Portanto, se um dia lhe pedirem para fazer as coisas em seu lugar, amorosamente explique a eles sobre suas responsabilidades. Em algumas situações você pode, sim, oferecer apoio, mas isso não deve se tornar frequente.

Isso será muito útil  para eles durante toda vida. Seus filhos aprenderão o que significa responsabilidade e que as soluções dos problemas em suas vidas cabem a eles mesmos resolverem. Eles terão confiança em si mesmos suficiente para encontrarem soluções positivas por si mesmos, porque foram ensinados desde crianças a fazê-lo.


Direitos autorais da imagem de capa: Blaise Vonlanthen / Unsplash





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.