ComportamentoPais e Filhos

4 dicas para criar uma filha valente:

Se quisermos que nossas meninas sejam fortes e valentes, mães, pais, precisamos ser o mesmo. Se ainda pensamos em nós mesmos como frágeis e fracos, estaremos fazendo um desserviço para nossas filhas, cujo primeiro modelo – seja o que nos agrada ou não – são os pais.



Para ensinar a coragem às nossas garotas logo no início de suas vidas, nós, precisamos ser corajosos. Em uma palestra, Caroline Paul, Autora do livro “The Gutsy Girl: Escapades”, em português, “A garota corajosa”, diz que para uma vida de aventuras épicas, as mulheres não devem ter medo de quebrar as regras, assumir riscos e falhar.

Quando ela era jovem, Caroline tentou quebrar o recorde mundial de rastejamento (sim, você leu certo). Ela falhou!  – Mas, ela conclui: “Hoje eu vejo isso de forma diferente, porque quando eu estava tentando o recorde mundial, eu estava fazendo três coisas: eu estava saindo da minha zona de conforto, eu estava invocando minha resiliência e estava encontrando confiança em mim e em minhas próprias decisões. Eu não sabia disso, mas esses não são atributos do fracasso. Esses são os atributos da bravura “, disse.

Muitas mulheres ainda pensam que não podem ser tão fortes ou corajosas quanto os homens. “O problema é quando o medo é a principal reação que ensinamos e encorajamos em meninas, sempre que enfrentam algo fora da sua zona de conforto”, ressaltou Caroline. “Tenha cuidado”, “Fique quieta”, ou, pior, “Não” são as reações que pequenas meninas, muitas vezes, recebem de seus pais quando querem fazer algo diferente.


Os meninos, por outro lado, são encorajados e até mesmo orientados a serem proativos. Sem querer, essas mensagens dizem às jovens que são frágeis e precisam de mais ajuda, em comparação aos meninos. “Dizem que as meninas devem ter medo e que os meninos devem ser corajosos”, segundo Caroline. E isso está longe da verdade.

Então, o que exatamente você precisa fazer para criar garotas valentes? “A bravura é aprendida e, como qualquer outra coisa aprendida, apenas precisa ser praticada”, afirma Caroline.

Aqui estão as dicas para ensinar as nossas filhas a serem corajosas:

1.Incentive a aventura


Deixe sua filha participar de brincadeiras com maiores riscos. “Estudos mostram que brincadeiras de risco são realmente importantes para as crianças, todas as crianças, porque ensinam avaliação de risco, ensinam gratificação posterior, ensinam a resiliência e confiança”, diz ela. Existem muitas lições a serem aprendidas quando se pratica a bravura.


2. Pare de dizer para ficar longe de QUALQUER sinal de perigo

Monitore-se para parar quando estiver prestes a dizer “Cuidado!” para sua filha. Lembre-se do que você está criando ao dizer a ela para não prosseguir, que ela não é boa o suficiente e que ela deveria estar com medo. Assim você estará apenas ensinando seu medo a ela. Não é isso o que você quer?



3. Guie suas garotas para terem bravura

Quando, às vezes, sua pequena insiste que está assustada, não a force. Calmamente guie-a para avaliar a situação. Talvez o desafio seja demais para ela!  Pelo menos, ela poderia chegar a essa conclusão com coragem e sem medo.



4. Seja corajoso você mesmo.

Sua pequena filha precisa de modelos, e ninguém é  mais apto do que vocês, queridos pais. Lembre-se, medo e alegria são muito parecidos, de acordo com Caroline. As mãos trêmulas, a frequência cardíaca aumentada, a tensão nervosa são sinais de medo e ansiedade. Da próxima vez, tenha fé e seja corajoso. Mas certifique-se de que sua filha tenha as ferramentas de que ela precisa para avaliar e lidar com todos os perigos. Então, se você não estiver  lá para guiá-la e protegê-la, ela ainda poderá superar todos os desafios.

__________

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Mystical Raven


Porque seu corpo precisa de um abraço todos os dias:

Artigo Anterior

Quando se ama alguém, existem sete coisas que nunca se deve fazer:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.