4 lições que aprendi com Dalai Lama:



“Passo do perdão ao entendimento e sinto compaixão por todos.” Louise Hay

Perdoar… cada um, segundo seus valores,tem claro o seu significado. Certo? Nem sempre. Talvez, nunca.

Muitos misturam o conceito de PERDOAR e DESCULPAR. Talvez você, eu, nós, a galera toda.

Em minha humilde opinião:

Perdoar é ato divino de relevar, ou seja, atenuar o erro em prol de uma ação maior, de um aprendizado e ESQUECER tal feito. Infelizmente, ainda, não estou nesse estágio.

Desculpar é o ato de tirar a culpa do outro pelo erro, mas, se foi ele quem o cometeu…
Sinto informar que eu sou verbalmente enfática em dizer: ‘Não, a culpa é sua, assuma o que fez.’

Num evento que participei com o Dalai Lama, fiz esta pergunta a ele, ele com seu sorriso ÚNICO, olhou-me e disse o que eu necessitava ouvir e que fez todo sentido para mim:

“Entendo sua dificuldade, você está em evolução. Eu sinto COMPAIXÃO, que é a virtude de compartilhar o sofrimento do outro. Não significa aprovar suas razões, sejam elas boas ou más. Ter compaixão é não ter indiferença frente ao sofrimento do outro. Diante de uma situação, você:

1º – Entende o ato, os motivos para que a pessoa o fizesse com você.



2º – Reconhece que você permitiu, deixou uma fresta de possibilidade, para que a pessoa fizesse ‘aquilo’ com você.

3º – Diga a ela: Eu sei que – de alguma maneira – permiti que você ‘errasse’ comigo. Mas, a partir de agora que eu sei, e você também, que me faz sofrer. Vou ajudá-lo a não errar mais comigo. Fechando essa possibilidade.

4º – A COMPAIXÃO é o sentimento de alívio que vem em seguida, porque você se posicionou, quanto ao que lhe machuca, ofende, ensinou ao outro como evitar isso, dividiu com ele o erro. Ambos podem seguir LIVRES e com a possibilidade de ACERTAR mais e, sempre, um com o outro.”

Pessoa Linda que me lê agora, esse APRENDIZADO foi e É LIBERTADOR – CURATIVO – em minha vida até agora, este instante e todos os que – ainda – virão. (espero que infinitos! kkk)

Quando eu falo, digo, profetizo e repito sempre: “Estamos VIVOS!”

É porque eu acredito nisso. Sou alguém como você em evolução. À medida que nos LIBERTAMOS, evoluímos, sem mágoas (má-águas), ressentimentos (sentir novamente).

E para você: O que é perdoar? Compartilhe comigo como você age, diante do erro de alguém em relação a você.

Abraços CURATIVOS da Melcina.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.