4 sinais de que alguém está tentando usar manipulação psicológica com você:

Identificar manipulação psicológica pode ser difícil, especialmente se você cresceu com ela.

Se você tem experimentado este tipo de manipulação por anos ou se é algo inteiramente novo, a manipulação psicológica pode ser complicada de decifrar. Principalmente porque os próprios manipuladores são complicados. Seu comportamento é egoísta, abusivo e desonesto, mas suas palavras são agradáveis ​​e bondosas. Em cima desta confusão de palavras e ações, muitas vezes empregam o uso de culpa ou simpatia para alcançarem seus objetivos.

Manipuladores psicológicos fazem você questionar tudo sobre seus pensamentos e sentimentos. Como muitos são espertos e inteligentes, suas táticas maliciosas muitas vezes passam despercebidas.

A manipulação envolve processos de pensamento intencionais e complexos, algo que só uma pessoa que usa a psicologia humana em sua vantagem pode alcançar.

A manipulação psicológica é definida como “um tipo de influência social que visa alterar a percepção ou o comportamento de outros através de táticas subversivas, enganosas ou abusivas”.

O professor Preston Ni explicou o que isso significa, para Psychologic Today: “Na manipulação psicológica, uma pessoa é usada em benefício de outra. O manipulador cria deliberadamente um desequilíbrio de poder e explora a vítima para servir a seus objetivos.”

Mas como você realmente sabe se alguém está te manipulando psicologicamente? Pode ser difícil decifrar suas táticas inteligentes, então sua intuição é sua melhor aliada.

Se, no entanto, você normalmente não segue sua intuição, abaixo estão 4 sinais de manipulação psicológica em um relacionamento:

1. A  pessoa tenta te confundir com seu “conhecimento especializado”

Essas pessoas tentarão dominá-lo com supostos “fatos” ou “dados estatísticos”. Os manipuladores fazem isso de modo a mostrar sua superioridade intelectual (mesmo que seja um monte de mentiras inventadas). Eles são especialistas em todos os campos? Claro que não. Mas querem que você acredite que sim.

Se algo aconteceu com você, de repente a conversa mudará para o quanto essa pessoa sabe sobre as coisas que te aconteceram. Você está pensando em comprar um carro novo? Não se surpreenda se ela conhecer a melhor marca e modelo para suas necessidades pessoais. Planejando uma viagem? Ela vai dizer-lhe todos os melhores lugares para visitar. E sim, todas essas informações maravilhosas e úteis são completamente fabricadas apenas porque ela precisa ser o centro das atenções.

Obviamente, seu melhor julgamento precisa ser usado aqui. Se alguém está tomando conta de cada conversa que você tenta ter – deixe ir. Deixe-a falar sozinha por um tempo.


2. Tenta pressioná-lo para tomar decisões

O que acontece quando você toma uma decisão precipitada? Na maioria das vezes, as coisas não funcionam tão bem como teriam se tivéssemos dedicado um tempo para pensar e analisar a situação. Pesar nossas opções e usar a informação aprendida para tomar uma decisão é uma das nossas maiores vantagens contra um manipulador psicológico (e ele sabe disso).

É por isso que tenta levá-lo a responder às suas perguntas, ou fazer escolhas importantes sob pressão. Essa pessoa irá implicar um sentido de urgência, dizendo coisas como “Eu tenho que fazer isso por …”, “Se isso não acontecer agora, eu vou …”.

Quando você começar a se sentir pressionado a tomar uma decisão, ou começar a perceber que há muita tensão aparecendo de repente, a melhor coisa que pode fazer é dizer, “Agora não.” Repita 100 vezes se necessário, mas permaneça firme e deixe a pessoa saber que você não será forçado ou coagido a dizer algo que você queira.


3. A pessoa usa a culpa como meio de te forçar a fazer coisas para ela

Este é o tipo mais exaustivo de manipulação psicológica, especialmente se você é uma pessoa empática ou sensível. A culpa e comentários passivos-agressivos são uma poderosa arma para manipuladores. Ao empregar ambas as táticas juntas, eles conseguem que você faça quase qualquer coisa.

“Claro, você pode pegar o carro hoje. Eu sei que ele esteve comigo nos últimos dias, mas vou pegar o ônibus … mesmo tendo horriveis problemas de ansiedade, como você já sabe.”

Se você ouvir coisas assim, e se preocupar com a outra pessoa, pode ser difícil não ceder. Mas ela não se importa verdadeiramente com você. Se o fizesse, não usaria seu amor como uma ferramenta para seu próprio ganho. Levante-se e faça o que você iria fazer antes de seus comentários. Deixe-a saber que você não será um peão em seu pequeno jogo de culpa.


4. Ela tem surtos de raiva

Se algo não acontece do seu jeito ou se você deseja conversar sobre seus maus comportamentos, espere por uma birra. As birras adultas não fazem muito sentido, são semelhantes às que as crianças têm, mas muito mais violentas e dolorosas.

Manipuladores psicológicos querem que tudo seja do seu jeito, e vão recorrer a tendências agressivas, linguagem prejudicial, ou até mesmo explosões violentas, se necessário. Bater portas, quebrar coisas, ofender – eles sabem que se ficarem loucos, vão conseguir o que querem.

Este não é um aspecto saudável em qualquer relacionamento, e se você tem medo de violência física, encontre ajuda. Fale com um amigo, um membro da família, alguém de sua confiança que apoie sua escolha para melhorar sua vida e ir embora.

Se você suspeitar que pode estar envolvido com um manipulador psicológico, então é hora de fazer algo sobre isso.

Todos nós temos que fazer escolhas que afetam a nós e as pessoas que conhecemos. Mas lembre-se: cuidar de sua saúde mental e emocional é uma das coisas mais importantes que você pode fazer. Não permita que alguém destrua o seu verdadeiro eu. Encontre alguém que o faça querer ser melhor!

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: I Heart Intelligence



Deixe seu comentário