3min. de leitura

40 anos: tempo de viver a vida intensamente, seguindo o coração, sem arrependimentos

Essa tal crise dos quarenta acontece tanto para os homens como para as mulheres.

Sabemos que, no mundo de hoje, chegar aos quarenta não tem nada a ver com o que se via no passado, onde ter quarenta anos era sinônimo de ser velho, tempo de aposentadoria, ficar sem fazer nada, apenas viver o resto dos dias com algumas coisas para fazer e esperar o tempo passar para morrer.


Hoje as coisas mudaram! Somos os quarenta ativos, que pretendem se fazer mais, exercitar entrar em faculdades, fazer cursinhos, teatro, aprender a dançar novos ritmos, festejar, tirar ano sabático viajar, conhecer gente nova, renovar amigos, mudar de profissão, enfim, viver a vida.

Mas também há aqueles que se perguntam: O que vou fazer daqui para frente?”. “Os filhos já estão crescidos, perdi meu emprego, “estou farto desse tipo de negócio, quero mudanças!”

A vida está passando rápido demais, alguns não estão entendendo o que o corpo pede. A cabeça continua nos vinte E poucos anos e ainda não se acostumou a ser a quarentona ou o quarentão.


Então o que fazer?

Simples! Viva cada dia com intensidade, sinta sua vida todas as manhãs, reflita sobre o seu dia anterior, sinta a energia que emana de cada satisfação que seu coração sente.

Seja andar, nadar, jogar bola, trabalhar, sentir o vento do verão, a brisa do mar, escrever um livro, ter um filho, plantar uma árvore, ser do lar, sentir a adrenalina de um coração apaixonado, mudar de trabalho, viver!

Apenas viver a vida, ela é curta e precisa ser vivida!


Vivemos apenas uma vez neste mundo e precisamos aproveitar o máximo que pudermos para não nos arrepender depois.

Depois de fazer tantos planos, execute-os, faça acontecer! Seus quarenta são exclusivos e totalmente seus.

Então, seja feliz e viva seus quarenta sem crise e sem arrependimentos, afinal eles são seus e você tem todo o controle sobre eles.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.