Comportamento

5 benefícios do excesso de pensamentos:

5 benefícios do excesso de

“Tudo o que somos é o resultado do que pensamos. A mente é tudo. O que pensamos, nós nos tornamos.” – O Buda



O ato de pensar excessivamente é associado frequentemente à ansiedade. Na verdade, não é incomum uma pessoa possuir ambos os traços. Embora as duas “condições” raramente sejam mutuamente exclusivas, os “sintomas” nem sempre são os mesmos.

É verdade que aqueles com ansiedade e que pensam excessivamente têm pensamentos persistentes. A principal diferença é que muitos (não todos) os pensadores excessivos são conhecidos por possuírem algumas habilidades excepcionais. Isso, em contraste com a ansiedade, quase sempre tem uma conotação negativa.

Neste artigo, discutiremos cinco benefícios do excesso de pensamentos. Também falaremos sobre exagero – e como você pode aliviar-se um pouco do estresse que vem com o excesso de pensamento.


Os 5 benefícios do excesso de pensamento incluem:

1. Criatividade

Em um artigo publicado em Trends in Cognitive Sciences, os pesquisadores concluem uma ligação existente entre a atividade cerebral superior (“pensamento autogerado”) e criatividade.

Embora os autores admitam que existe um vínculo entre o pensamento excessivo e o neuroticismo, eles também observam que “os modelos de neuroticismo existentes não podem explicar sua ligação com a infelicidade e a criatividade”.


O pensamento autogerado, um traço aparentemente ligado ao cérebro de um pensador excessivo, pode estimular a imaginação.


2. Resolução de problemas

Quando pensadores excessivos observam um problema em seu ambiente externo, eles possuem uma habilidade única de se voltarem para dentro e encontrarem uma solução. De certa forma, esse “voltar-se para dentro” é um giro de 360 ​​graus de seu comportamento padrão.


Albert Einstein pode ser considerado a pessoa com a maior mente da história. Mas o que muitas pessoas não sabem é que Einstein era um pensador obsessivo. Ele não podia evitar pensar no fenômeno que é um feixe de luz. Eventualmente, devido a sua obsessão, Einstein descobriu a teoria da relatividade – a equação universalmente reconhecida E = MC².


3. Orientação de detalhes

A atenção dos pensadores excessivos é uma coisa incrivelmente poderosa. Embora nem todos tenham tremenda atenção aos detalhes, muitos adquiriram essa habilidade por conta de sua capacidade de centrar sua atenção em algo que parece “fora de lugar”.


Claro, ao perceber o “algo” fora de lugar, o pensador excessivo não se sente à vontade, até que aquilo  seja “colocado de volta no lugar”.


4. Realização acadêmica

Em um artigo produzido pelo Time’s Higher Education, o autor Daniel Nettle escreve:


“É bastante plausível que ter alto nível de neuroticismo (um traço associado ao excesso de pensamentos) seja associado a pontos fortes, bem como vulnerabilidades peculiares. Os pesquisadores descobriram que aqueles que tiram melhores notas muitas vezes se esforçam muito, mesmo na ausência de recompensa externa.”

Em suma, um pensador excessivo pode alcançar tremendo sucesso acadêmico. Na verdade, não é raro ver esses “neuróticos” obterem uma posição de prestígio em algumas das universidades mais proeminentes do mundo.


5. Introspecção


A introspecção, definida como “o exame ou a observação dos próprios processos mentais e emocionais” é algo em que os pensadores excessivos se destacam.

Semelhante às outras quatro coisas nesta lista, um pensador excessivo deve ser capaz de canalizar esta energia interna para experimentar mudanças positivas. A introspecção, em certo sentido, é o que permite a alguém identificar suas fraquezas e trabalhar para corrigi-las.

Isso leva à nossa conclusão:

Pensamentos contínuos e dispersos produzem pouco ou nenhum valor, independente da inteligência ou personalidade inata.


Dentro de todos os pensadores excessivos existe um potencial tremendo. Se esse potencial é ou não percebido depende, mais ou menos, de uma de duas coisas: (1) o indivíduo percebe esse potencial, ou (2) alguém vê e convence a pessoa de seu incrível potencial.

Alexander Graham Bell disse melhor:

“Concentre todos os seus pensamentos sobre o trabalho em mãos. Os raios do sol não queimam até serem colocados em foco. “



Referências do texto: businessinsider – timeshighereducation – businessinsider

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Power of Positivity

4 razões pelas quais muitas pessoas têm medo de relacionamentos:

Artigo Anterior

5 hábitos que podem arruinar qualquer relacionamento:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.