5 maneiras de controlar o pensamento excessivo

1. Meditar

O interesse pela meditação tem aumentado e por boas razões. Estudos descobriram que a meditação descansa mais do que dormir, e que pessoas que meditam em vez de cochilar durante o dia são realmente mais despertas.




2. Viver no presente

O meu maior problema com excesso de pensamentos é o fato de que eu tendo a olhar muito para o futuro. Eu penso excessivamente sobre o futuro. Então, faço algumas respirações profundas, examino o momento no qual estou vivendo, e isso me ajuda a sentir-me um pouco mais calmo.


3. Concentrar-se no positivo

Esse excesso de pensamentos tende a me levar por um caminho de negatividade. Quando o pensamento negativo prevalece, estou longe do que me faz feliz. Então, quando encontro-me sentindo algemado por uma mente hiperativa, me lembro das coisas boas que acontecem na minha vida, como meus amigos e família. Nós todos temos muito a agradecer.


4. Exercícios

Fazer algo físico, mesmo que seja apenas ir para uma caminhada, brincar com um animal de estimação, ou fazer um pouco de alguma yoga pode ajudá-lo a limpar sua mente. Exercício requer que você se concentre em outra coisa em vez, o que te tira de seus padrões de pensamento obsessivo. Exercício, é claro, é um requisito para uma vida longa e saudável também.



5. Passar tempo na natureza.

Quando tudo mais falha, eu saio e passo o tempo na floresta. Tenho a sorte de viver em uma área de floresta chuvosa. Ser pego por uma chuva é como mostrar tirar toda a ansiedade que vem com os pensamentos. É realmente como pressionar o botão de reset.

 

___


Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Higher Perspectives

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.