5 MANTRAS PARA QUANDO VOCÊ ESTIVER SE SENTINDO SÓ



1. Todo mundo se sente solitário às vezes

Solidão, como a maioria dos outros sentimentos, existe para nos dizer algo importante. Ela diz: “Eu anseio me conectar. Eu quero amor e proximidade.”

Nossa sociedade tende a patologizar isso classificando pessoas solitárias como falhas, fracas ou não esclarecidas o suficiente; isso é um produto inútil de nossa cultura de valorização da independência. Solidão é normal, saudável e universal.

Lembre-se que o membro da família que você vê como o mais independente também se sente solitário às vezes. Também se sente triste, com raiva, magoado, ansioso, e inapropriado às vezes. Não importa o que você esteja sentindo, eu garanto que existem centenas de milhares de pessoas que sentem a mesma coisa na mesma hora.


2. Na verdade, todos estamos sozinhos

Lembro-me de um terapeuta uma vez me dizendo: “O relacionamento mais longo que você terá em sua vida é o relacionamento com você mesma. Então, por que não tentar ter um melhor relacionamento consigo?” As relações amorosas acabam, as pessoas morrem, mas você estará sempre consigo mesmo.

Hunter S. Thompson disse: “Estamos todos sozinhos, nascemos sozinhos, morremos sozinhos … eu não digo solitários – pelo menos, não o tempo todo – mas, essencialmente, e, finalmente, sozinhos. Isso é o que torna autorrespeito tão importante”. Então lembre-se: você pode estar sozinho, mas você também é a única pessoa que pode estar totalmente em sua equipe.


3. No fim, estamos todos conectados

Na filosofia budista não há separação entre você e eu, o ar que respiramos e os alimentos que comemos. Eu sei que isso pode ser difícil de entender, mas tente entender. Pense nisso: em um momento uma planta respira dióxido de carbono que se torna parte da planta. Em seguida, expulsa o oxigênio que se torna parte do ar, que então inalamos e se torna uma parte de nosso sangue. Da mesma forma, uma alface em um momento faz parte do chão, então nós a comemos em uma salada e ela se torna parte de nós.

Estamos todos ligados uns aos outros e ao resto do universo. Talvez isso seja demasiado abstrato para você engolir, tudo bem. Mas não rejeite ainda. Observe o seu ambiente por si mesmo e perceba como tudo está conectado. Isso fará com que a solidão seja menos aguda.


4. A solidão irá sempre passar

Solidão faz com que cada segundo seja mais longo, mais pesado: como se o tempo tivesse congelado e nossa dor fosse eterna. Mas a solidão, assim como qualquer outro pensamento, sentimento ou sensação, é impermanente. Entenda como ela funciona, lembre-se que ela vai ir e vir. Lembre-se disso quando estiver em desconforto.




5. Posso fazer espaço para a solidão e praticar ser gentil comigo mesmo

Quando estou me sentindo solitário, tendo a virar as costas para a solidão, a me sentir patético. Então eu fujo dela, talvez para o Facebook ou para o mercado mais próximo comprar chocolate.

Mas, às vezes, se eu puder me pegar no piloto automático, posso olhar para dentro e me oferecer uma declaração tranquilizadora. Algo como: Você está sofrendo agora. Você quer sentir outra coisa. Isso vai passar, mas lembre-se que é normal se sentir solitário, isso significa que você é humano.

Ao fazer isso, criamos espaço suficiente para não reagirmos e aliviarmos a dor de nossa solidão de uma forma mais tranquila, talvez ouvindo música, passeando, praticando ioga ou através do voluntariado, nos juntando a um grupo de apoio, reavaliando as relações em nossa vida, entre outros.

 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Mind Body Green






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.