5min. de leitura

5 medos que oferecem oportunidades de transformar a sua vida para melhor

Nossos medos nada mais são do que respostas emocionais desencadeadas por ameaças iminentes. Eles, de certa maneira, têm a função de nos proteger, mas muitas vezes damos a eles mais poderes do que realmente devem ter, e assim nos aprisionamos cada vez mais dentro de nós mesmos.


Cada um de nossos medos têm uma lição para nos ensinar, uma verdade que transformará a forma como enxergamos o mundo. Quando criamos coragem para enfrentar esse mundo particular e descobrir tudo o que ele abriga, encontramos grandes oportunidades de transformar nossas vidas para melhor.

Cada pessoa tem os seus próprios medos, dependendo de sua personalidade e daquilo que precisa superar para evoluir, mas existem alguns medos que são comuns para a grande maioria de nós.

Abaixo mostramos 5 medos comuns que podem ser grandes aliados em nossa mudança de vida. Leia com atenção cada um deles, identifique os que estão presentes em sua vida e o que eles realmente querem lhe dizer.


1. Medo da mudança

O medo da mudança é motivado em grande parte pelo conforto que sentimos quando estamos em um ambiente familiar, que não oferece desafios. No entanto, é através das mudanças que nós crescemos e descobrimos o mundo como ele realmente é.

A negação da mudança apenas nos priva da evolução e muitas vezes nos prende em vidas que nos fazem infelizes.

Nem sempre é fácil sair de nossas zonas de conforto, mas é através dessa libertação que podemos crescer e nos tornar as melhores versões de nós mesmos.



2. O medo de ficar sozinho

Esse medo é, na grande maioria das vezes, alimentado pelos sentimentos de insegurança que vivem dentro de nós. Não acreditamos que somos bons o suficiente para ter um relacionamento com outra pessoa e por isso optamos por ficar sozinhos, mesmo quando queremos ter uma chance.

Se você tem medo de estar sozinho, isso quer dizer que precisa fortalecer sua autoconfiança e autoestima. Quando aprender a estar em sua paz em sua própria companhia, você perceberá o quanto sua vida melhorará, e entenderá que quando vivemos bem com nós mesmos, nunca estamos realmente sozinhos.

Esse medo oferece a você a oportunidade de se tornar mais independente e trilhar o seu próprio caminho.


3. O medo de defender aquilo em que você acredita

A necessidade de obter aprovação das pessoas ao nosso redor muitas vezes pode nos desmotivar a defender aquilo em que realmente acreditamos, mesmo quando sentimos que estamos certos e que podemos contribuir para algo.

Esse medo pode ter surgido em sua família, quando você era excluído por dizer aquilo em que pensava, mas é importante ser autêntico, porque por mais que algumas pessoas não concordem com você, outras irão se identificar, e assim você poderá construir relacionamentos saudáveis para si mesmo.

Esse medo lhe oferece a oportunidade de se expressar verdadeiramente e lhe mostra que, ao ser verdadeiro, as portas da transformação de vida se abrem para você.


4. Medo de tentar

O medo de tentar está relacionado ao medo de falhar. No entanto, todas as conquistas, tudo o que deu certo no mundo, foi alcançado depois de uma sucessão de falhas. Sem falhas, não há acertos.

Esse medo o incentiva a buscar aquilo que você realmente quer na vida. Use-o para descobrir aquilo que realmente deseja conquistar, mas não fique apenas no pensamento. Comece a agir!


5. Medo da rejeição

Quando não nos encaixamos nos padrões pré-estabelecidos pela sociedade, podemos desenvolver o medo da rejeição. No entanto, precisamos compreender que a rejeição não reflete quem realmente somos. Outra pessoa ou fatores externos não podem ditar nosso valor.

Esse medo é uma oportunidade para você trabalhar em si mesmo. Ao destacar todas as coisas que o impedem de se tornar sua melhor versão, ele mostra a você onde pode melhorar para transformar a sua vida.

Aprenda a enxergar esses medos com outros olhos e sua vida se transformará!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para O Segredo: Javier Sanchez Mingorance / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.