5 passos para libertar sua mente de emoções tóxicas

“Estive meditando por muitos anos, mas ainda há dias em que eu sinto que preciso me desligar de certas obrigações

Há uma voz na minha cabeça que tenta me convencer de que fazer uma pausa e me conectar comigo mesma é um desperdício do meu tempo. Mas é nesses dias, em especial, que eu consigo encontrar os pensamentos que me fazem mal. Esta é a essência da meditação.

Sempre que eu me sento para meditar, imediatamente noto a sensação de aperto no peito e na garganta. Culpa da agitação, do stress. E é quando eu começo a meditação, que eu conscientemente me conecto comigo e com o meu estado de ser. Eu percebo que o meu senso de urgência e impulsividade está sendo alimentado a por um estado físico de tensão e stress.

E ao final de qualquer sessão de meditação, eu sinto meu peito abrir, minha respiração se aprofundar, a minha barriga amaciar e todo o meu ser preenchido de um sentimento de calmaria. Esta prática tem me ensinado como reconhecer os pensamentos que valem a pena ouvir, e os pensamentos que são lixo psíquico que precisam ser descartados.

Eu percebi que os pensamentos podem ser comparados a um rádio no no fundo de sua mente, e, por vezes, as estações que você sintoniza estão cheias de lixo ou estáticas. Muitos de nós nunca mudamos de estação em nossa mente, nos mantendo presos à pensamentos tóxicos.

Quando você acredita que todos os pensamentos que você tem são verdade, suas possibilidades e crenças sobre si mesmo são limitadas. Nós ficamos presos em crenças pré-existentes que podem estar obstruindo nosso pleno potencial.

Como Gandhi disse certa vez: “Suas crenças se tornam seus pensamentos. Os seus pensamentos tornam-se suas palavras. Suas palavras se tornam suas ações. Suas ações tornam-se seus hábitos. Os seus hábitos tornam-se seus valores. Os seus valores tornam-se seu destino.”

Então, como saber quais pensamentos são valiosos e quais devem ser desconsiderados?

São geralmente os pensamentos negativos que possuem um poder especial para afetar os nossos destinos. Da próxima vez que você tiver um pensamento que seja, de alguma forma, autocrítico, tire um momento para fazer uma pausa. Pergunte-se se este pensamento está sendo útil, te ajudando a te tornar a pessoa que você quer ser, e viver da maneira que você quer viver. Reconhecer qual a emoção que pode estar dirigindo esse tipo de pensamentoé fundamental. Seria medo?  Stress?  Mágoa?  Ansiedade?  Vergonha?  Raiva?

Ao chegar à raiz da emoção você pode, então, tomar decisões mais sábias sobre como responder ao que está provocando essa emoção, ao invés de ficar cativo de pensamentos improdutivos.

Aqui estão cinco passos para encontrar uma maior liberdade emocional através da meditação:

 

  1. Observe quando tiver um pensamento negativo ou que crie desconforto emocional.
  2. Pergunte a si mesmo: “Este está pensamento me movendo em direção ou para longe do que eu valorizo ​​e como eu quero viver?”
  3. Se o pensamento estiver te movendo para longe de quem você quer ser e como você quer viver no mundo, então deixe o pensamento ir embora. Perceba que é apenas um pensamento, e não uma autoridade.
  4. Tire um momento para ter compaixão por si mesmo enquanto descobre a emoção subjacente que está alimentando esses fluxos de pensamento negativos.
  5. Lembre-se que a natureza da mente é pensar. Ela está constantemente produzindo pensamentos, alguns criativos e inspirados e outros que estão trazendo-o para baixo.
Perceba que você não tem que acreditar em cada pensamento que vem à sua mente. Ter a mente aberta é a capacidade de estar ciente do que está acontecendo dentro de si mesmo, de momento a momento , isso ajuda você a escolher cuidadosamente quais os pensamentos que você está permitindo a influenciar sua vida.”

 

Fonte: Traduzido pela equipe The Secret (O Segredo) via Mind body green



Deixe seu comentário