AmorComportamentoRelacionamentos

5 razões pra não criar expectativas nos relacionamentos:

Se houvesse uma lista das piores coisas no mundo pra se acreditar, expectativa viria quase empatado com Papai Noel e Coelhinho da Páscoa.



Expectativa é aquele food truck maravilhoso que a galera não para de falar sobre e quando você finalmente visitar, descobre que vai pagar os olhos da cara pra ficar com fome.

Não entendeu a referência? Te explico abaixo:



1. É UMA BOSTA DESCOBRIR QUE A PESSOA NÃO É TUDO AQUILO QUE VOCÊ PENSAVA

Em termos afetivos, o que a gente mais faz é montar uma projeção na nossa cabeça sobre a pessoa de quem gostamos. Pare pra pensar: ele nem era tão legal, tão inteligente, tão gentil e tão bonito assim. Mas você construiu uma imagem enorme como se nenhum príncipe da Disney pudesse um dia chegar perto do que ele é, certo? Daí você janta uma, almoça duas, lancha três vezes com o sujeito e percebe que ele não era nada daquilo ou era uma versão bem menos bacana do que esperava. Então você perde a chance de se encantar por alguém porque já está frustrada ou perde o tempo com alguém que não vale a pena por ter achado que valeria.


2. A QUEDA É SEMPRE MENOR QUANDO A ALTURA É MENOR


Se você pular do alto do segundo andar, há grandes chances de sobreviver e quebrar só um ou dois membros. Se você pular do décimo, eu recomendaria deixar um seguro pra família ganhar uma grana com o óbito. Basicamente é isso: quanto maiores as expectativas e a construção ideológica de alguém, maiores são as chances de quebrar feio a cara no chão.


3. VOCÊ SE SURPREENDE MAIS E É MAIS GRATA POR SURPRESAS

Imagine – num mundo ideal – pessoas que comecem a conhecer outras despretensiosamente. Sem esperar demais, sem interpretar sinais, ir levando a coisa toda de boa, absorvendo os encontros e construindo o outro com o tempo. Você se surpreenderia muito mais com as coisas novas, as descobertas, as curiosidades e atitudes do outro. Seria muito mais gostoso e você se deliciaria muito mais com as surpresas pelo caminho.


Quando você planeja o tipo de cara, o tipo de atitude e personalidade, o tipo de vida que espera ter com alguém, a coisa fica maçante. Vira script rodado. E amor bom é amor que a gente constrói junto com o outro, aos poucos, amor que ensina a se adaptar ao outro. Um amor que não esteja nos roteiros de cinema é sempre mais bonito porque é real.


4. UM AMOR NÃO PREVISTO É MAIS INTENSO

Quando você planeja o tipo de cara, o tipo de atitude e personalidade, o tipo de vida que espera ter com alguém, a coisa fica maçante. Vira script rodado. E amor bom é amor que a gente constrói junto com o outro, aos poucos, amor que ensina a se adaptar ao outro. Um amor que não esteja nos roteiros de cinema é sempre mais bonito porque é real.



5. VOCÊ VAI PODER CULPAR O OUTRO

Não criar expectativas te dá uma coisa que todo mundo adora ter nos fins de relacionamento e quase nunca tem porque era tudo culpa da idealização: você pode culpar o outro. Se você não criou expectativas, o outro é que fez besteira em cima do relacionamento real que você levava. Se você não esperava que ele fosse um Pasquale, a culpa é dele pela decepção gramático-amorosa. Se você nunca esperou que ele se vestisse bem, a culpa é dele por usar listras verticas e horizontais no mesmo conjunto. Se você nunca depositou sua felicidade nele e ele te magoou, bem, a culpa é dele também. Pode culpá-lo à vontade e se sentir bem com isso.

_________________


Por: Daniel Bovolento – Via: Superela

7 clichês idiotas que precisamos parar de repetir:

Artigo Anterior

5 hábitos que nos fazem envelhecer rapidamente:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.