9min. de leitura

5 segredos e atitudes para você ter mais autoconfiança

Alguns “segredos” que me ajudaram muito nos momentos em que minha autoestima estava muito abalada e minha autoconfiança quase nem existia.


Manter o equilíbrio e a autoconfiança nos momentos desafiadores da vida nem sempre é fácil. Mesmo com uma autoestima fortalecida, às vezes caímos nos nossos próprios “jogos” mentais e sucumbindo a emoções como o medo. Quem sofre com insegurança sabe o quanto esse sentimento é capaz de nos bloquear, impedir de conquistar os nossos sonhos e objetivos e expressar as nossas verdades diante do mundo.

Não sei se você sabe, mas eu sempre fui uma pessoa muito insegura. Apesar de me considerar muito resiliente e positiva, desde criança, desenvolver a autoconfiança foi uma constante na minha vida.

As diversas terapias que fiz (desde as mais convencionais até as holísticas) me ajudaram infinitamente nesse processo, e ao longo dessa minha jornada eu descobri alguns “segredos” que me ajudaram muito nos momentos em que minha autoestima estava detonada e minha autoconfiança quase nem existia.


Ao longo desse processo, eu percebi – e hoje, como terapeuta de liberação emocional, posso confirmar – que nossas emoções são muito poderosas!

São elas que ditam a qualidade dos nossos pensamentos e, consequentemente, dos nossos comportamentos e atitudes. Consequentemente, são elas que nos fazem cocriar quase toda a realidade em que vivemos.

Para manter uma estabilidade mental e conquistar seus objetivos, você PRECISA cuidar das emoções.

E falando em sentimentos e emoções, a insegurança é uma das que mais já me bloquearam e que bloqueiam muita gente por aí. É claro que ela nunca vem sozinha; está quase sempre acompanhada de (entre outros) um medo, um sentimento de incapacidade ou até de necessidade de ser perfeito e de nunca errar.


E isso geralmente é reflexo de uma autoestima que precisa ser fortalecida.

Eu sempre falo que acredito que autoestima e autoconfiança requerem treino, constância e consistência. Desenvolver tudo isso é uma atividade diária, como fazer uma atividade física e se alimentar bem quando você quer um corpo saudável.

Então, se você quer uma vida com mais bem-estar, equilíbrio emocional e autoconfiança, anote essas 5 estratégias que funcionaram MUITO para mim.

São ferramentas e atitudes simples. Mas que me fizeram uma pessoa mais confiante e, mesmo nos momentos de insegurança, conseguir agir, apesar do medo.

1. TENHA UM SISTEMA DE SUPORTE

Ou seja, tenha pessoas com quem contar. Cultive relações em que você pode ser 100% você (inclusive com as suas vulnerabilidades), com pessoas que o ajudem a crescer, mostrando-lhe outras perspectivas, que sejam a sua “razão” quando você se perder em suas emoções, e que o lembrem sempre o quão incrível você é.

Tenha por perto pessoas que se importem genuinamente com o seu crescimento, com a sua felicidade e que se importem com você, a ponto de serem honestas com delicadeza, até mesmo quando você estiver fazendo algo errado ou que não lhe faz bem.

O amor-próprio é algo que vem de dentro! Mas ter um apoio externo também ajuda muito a nos reerguer, principalmente quando as coisas ficam mais complicadas.


2. ACOLHA E CONFRONTE SUAS EMOÇÕES

Encarar nossas emoções negativas é a melhor maneira de as superarmos e reinterpretá-las para um caminho que nos leve ao crescimento. Portanto, permita-se sentir o que vier. Isso o ajuda a entender o que isso está querendo lhe trazer e se empoderar diante dessa emoção.

Pergunte-se: “O que eu preciso ver para que isso sirva como uma lição para mim?” Ou: “O que essa situação me obriga a ser ou desenvolver (de positivo) que sem ela eu talvez não seria/desenvolveria?”

Emoção é movimento. Então, permita-se sentir sem autojulgamentos, mesmo que a princípio não faça sentido, e depois que sentir e acolher, entre em ação. Mude a estratégia, a rota. Use esse desconforto para se tornar uma pessoa ainda melhor e mais segura!

Saiba que, ao fazer isso, você vai se empoderando e entendendo que até os seus maiores desafios o tornam cada vez mais forte, sábio e melhor.


3. CELEBRE SUAS CONQUISTAS E QUALIDADES

No começo, pode parecer difícil, mas procure identificar habilidades, talentos, ações positivas e reconheça as suas conquistas.

Sempre lembre-se do quão poderoso e resiliente você é. Reconheça tudo o que você já conquistou, tudo o que já superou e tudo o que se tornou por conta de toda a sua história de vida.

Se preciso, faça isso todos os dias. Crie uma lista de qualidades e deixe sempre à vista. Conecte-se com cada uma delas e, se for muito difícil no começo, desafie-se a adicionar mais 1 por dia, mas lembre-se de ser genuinamente grato!


4. DÊ SUPORTE A OUTRAS PESSOAS

Assim como receber ajuda é importante, quando ajudamos outras pessoas, consequentemente nos conhecemos ainda mais. Nós nos sentimos úteis, pertencentes e isso nos ajuda a olhar para os nossos próprios desafios de uma maneira diferente, ter interpretações diferentes.

Ao perceber como outras pessoas encaram suas dificuldades, você pode trazer diversos insights e percepções para a sua vida. E assim, encontrar uma solução que talvez sozinho nunca encontraria.

Além disso, é comprovado que fazer o bem para alguém aumenta a nossa resiliência e sensação de felicidade. Nós somos seres sociais, portanto, ajudar uns aos outros é instintivamente positivo e faz bem tanto para quem ajuda quanto para quem se sente ajudado.


5. MANTENHA-SE EM UM AMBIENTE POSITIVO

Nós já falamos muito sobre o poder comprovado das emoções positivas por aqui. Elas são essenciais para desenvolvermos os recursos que precisamos para enfrentar os momentos mais difíceis, de medo, insegurança e outras tantas emoções negativas.

Portanto, crie um ambiente positivo ao seu redor. Esteja perto de pessoas positivas. Pare de assistir tragédias na TV. Faça um detox de pessoas que lhe causam sensação de inferioridade (na vida “real” e na virtual). É muito mais fácil manter-se positivo em ambientes positivos.

E, principalmente, atente-se às “conversas” internas que são negativas e o colocam para baixo. Muitas inseguranças são criadas por nós mesmos quando vivemos em um estado constante de autocrítica, que fica nos lembrando de quão incapazes ou imperfeitos podemos ser. E isso coloca a nossa autoconfiança lá embaixo.

Cancele na hora que algo negativo vier e troque rapidamente por um pensamento gradativamente melhor! Mude os padrões. Parece bobo, mas é um exercício muito poderoso!

Sua autoconfiança só depende de você!

Por fim, lembre-se que cada emoção que você sente tem um porquê e um para quê, que está tudo bem se a insegurança e a falta de autoconfiança ainda o estão impedindo de conquistar os seus objetivos. Mas lembre-se de que você pode começar agora a construir os recursos internos que você precisa para encarar qualquer desafio. É uma escolha diária que você pode se permitir fazer a partir de hoje! Comprometa-se a estar 1% mais seguro do que foi ontem.

O que você precisa fazer para que isso seja verdade? Entre em ação. Sua felicidade o espera! E aí, por qual dessas práticas você escolhe começar?


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.