5 sinais de baixa autoestima (e como recuperá-la para uma vida melhor):

7min. de leitura

Autoestima é ter confiança em si mesmo, em sua capacidade de fazer as escolhas certas e lidar com as consequências. É também a crença de que você tem o direito ao sucesso, satisfação e felicidade.



A autoestima e a falta dela influencia todas as facetas da vida. É a diferença entre alcançar a versão otimizada de si mesmo e sempre se perguntar o que poderia ter sido.

Quer saber se isso se aplica a você?

Aqui estão cinco sinais de baixa autoestima e dicas sobre como recuperá-la para ter a vida que você merece:


1.Você sente que precisa sempre provar a si mesmo

Você não é um novato. Você coletou mais do que alguns elogios ao longo de sua vida. Mas ainda sente que tem que provar continuamente o seu valor – no trabalho, nas aulas, até mesmo com amigos e parceiros. Se você simplesmente não pode evitar essa sensação de que precisa fazer mais uma coisa para mostrar que é bom o suficiente, inteligente o suficiente ou forte o suficiente, então, em algum nível, você não acredita em suas habilidades.

Dica: Se isso se aplica a você, sente-se e trace o que exatamente acha que precisa provar, para quem, e mais importante, por que você sente essa necessidade. Pergunte a si mesmo se isso tem mérito. Concentre-se em seus pontos fortes e realizações, para que possa avançar de tentar provar o seu valor para acreditar em si mesmo.


2.Você tem relações tóxicas

Todos nós conhecemos essas pessoas – que drenam nossa energia e nos deixam sentindo-nos abatidos, ansiosos e indignos. Você dá e elas tomam. E depois levam mais. Apesar de você não ter controle sobre quem entra em sua vida, se optar por investir seu tempo e energia em um relacionamento tóxico, terá problemas. No fundo, você acha que não merece amor e apoio. Que isso é o melhor que pode ser. Que os amigos “reais” realmente não existem.


Dica: Para dar um impulso a sua autoestima, faça uma lista dos presentes originais que você oferece aos outros. Coloque-a em algum lugar que você possa ver. Quando você receber um elogio, adicione-o à lista. Uma vez que você reconhecer e possuir seus presentes, será melhor equipado para atrair as pessoas suportivas e amorosas que merece.


3.Você fica devastado com cada coisa que não dá certo

Essa perda de emprego te destruiu. A separação te deixou fora dos trilhos por meses. Não perder 10 quilos em dois meses arruinou sua autoestima por meio ano.

A vida acontece, e nem sempre é bonita. Todos nós somos tocados pela doença, morte, rupturas e decepção. Mas se você tem baixa autoestima, a pancada é mais forte. Você não tem a resiliência para se recuperar. Você sente que as coisas não vão melhorar – por que levantar se você vai ser derrubado novamente?

Dica: Aprender a separar os retrocessos da vida normal (aqueles que todos nós enfrentamos de alguma forma) de suas habilidades inatas e valor é crucial para se mover com confiança para a frente. Procurar apoio e se juntar a uma comunidade de outras pessoas passando por um tipo crise semelhante pode ajudar a normalizar a experiência e levá-lo de volta aos trilhos.


4.Você chama seu sucesso de “sorte”

Você é rápido para descartar seu sucesso como “sorte”. Não foi o seu talento, trabalho ou dedicação que levou a suas realizações, mas sim alguma força nebulosa no universo que tocou em você e fez as coisas acontecerem.

Errado. Você conquistou seu sucesso, e o fracasso em reconhecer isso pode minar seriamente seus esforços futuros nos negócios e na sua vida pessoal.

Dica: Apesar de isso poder parecer desconfortável, documente as etapas que você tomou para alcançar o sucesso e porque o mereceu. Se você mapear sua viagem, verá como a trajetória foi moldada pelo o que você fez – não por algum golpe de sorte.


5.Você não persegue seus sonhos

Para cada sonho que você tem, pode encontrar uma centena de desculpas para não persegui-lo. Ou pior, você pode nem mesmo permitir-se sonhar. Por que se preocupar quando isso nunca acontecerá? Descontar sua capacidade de se mover em direção a sua vida ideal é um dos efeitos mais prejudiciais da baixa autoestima. Você pode estar em uma posição segura, mesmo em um papel sênior em uma empresa, mas se não é o que você quer fazer, então não está vivendo seu verdadeiro potencial.

Os sonhos não têm que ser fantasias selvagens – são apenas reflexos de onde você quer ir. Se você não está estendendo a mão para encontrar o que realmente quer e onde pertence, então poderá encontrar-se chafurdando em arrependimento no final de sua vida, em vez de aproveitar a alegria que você encontrou.

Dica: Se você encontra-se sonhando sobre sua vida ideal sem tomar medidas em direção a ela, pode querer tentar este exercício. Imagine-se em um trem – o destino sendo sua melhor vida. Como seria? Quem estaria lá? Como você se sentiria? O você estaria fazendo?

Depois de ter uma visão clara o suficiente, anote um passo concreto que poderia tomar para se aproximar desse sonho. Afirme que você é bom o suficiente para dar esse passo. Mesmo um único passo pode ser transformacional e enviá-lo ainda mais no caminho para a sua vida ideal.

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Mind Body Green

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.