8min. de leitura

5 sinais de que você está carente e 5 maneiras de lidar com a carência:

Em algum momento da vida todos nós nos sentimos carentes, momento em que precisamos de colo, carinho e atenção.

O problema é quando a carência passa dos limites e nos faz tomar decisões erradas, como entrar em um relacionamento furado, aceitar menos do que merecemos, achar que encontramos o amor da nossa vida, sem nem conhecer direito a pessoa.


É importante ficarmos “antenados” para não sair por aí procurando o que só podemos encontrar em “nós mesmos”, afinal solidão não se cura com presença dos outros e sim, com a nossa.

Sabe quando você vai ao supermercado com fome? É um desastre! Você sai comprando várias guloseimas que não iria comprar em um outro momento e depois se sente culpado e arrependido. Pessoas carentes fazem a mesma coisa. Elas querem entrar em um relacionamento, acreditam que é amor, e não pensam antes de tomar decisões ou fazer escolhas – e o resultado é mais uma decepção para conta.

Pensando nisso, vou ajudá-lo (a) a identificar se você está carente e lhe dar algumas dicas valiosas de como superar e lidar com esse “monstrinho” que faz parte da nossa vida. 

1 – Você está sempre à disposição

Não é ruim você ser uma pessoa que se importa e que se faz presente. Mas quando você sempre fala sim, deixa seus compromissos e projetos de lado para estar com alguém, faz de tudo para agradar e sente que você está sempre mais comprometida em estar perto da outra pessoa, é um sinal de alerta! Ser muito prestativa e boazinha faz com que as pessoas não valorizem todo o esforço que você faz para agradar. Se você está sempre à disposição com o objetivo que reconheçam, elogiem e gostem mais de você, acaba se tornando uma pessoa que não é valorizada e no final se sente triste por ver que todo o seu esforço, não traz resultado algum.



2 –  Você odeia a ideia de solidão

Só de pensar em ficar sozinha, de não ter alguém para contar como foi seu dia, de saber que sua companhia será o Netflix, você já tem um nó no estômago. Você tem pânico de pensar nas datas comemorativas quando se lembra que não terá alguém do seu lado. Você não tem prazer em fazer as coisas sozinha e acredita que é muito melhor ter alguém para dividir as datas e os momentos importantes.


3 –  Você se faz presente demais

Você adora ligar, mandar mensagem e gosta que os outros também façam isso, fica chateado (a) quando demoram para responder e muitas vezes até irritado (a). Para você, uma mensagem é uma forma de amor e você adora demonstrar o que sente (muitas vezes, sendo até inconveniente). Se não atendem a sua ligação, você liga várias vezes, e quando alguém não lhe dá a atenção que você gostaria, logo pensa que essa pessoa não o (a) ama mais e fica magoado (a). Gosta de ter controle e de saber os passos do outro.


 4 – Precisa de aprovação constante

“Eu sou bonito (a)?”, “você ainda me ama?”, são frases comuns para você. Você gosta de saber que as outras pessoas se importam e o (a) amam, adora elogios e quando reconhecem seus pontos fortes. Quando isso não está acontecendo, reclama muito e faz papel de vítima.



5 –  Tenta agradar a todo momento

Comidas diferentes, uma roupa especial, faz tudo que a outra pessoa gosta. Essa é a maneira que você encontra de não perder as pessoas que você ama. Você se doa demais e cria muitas expectativas esperando que os outros façam o mesmo. Isso o (a) deixa sensível e você se magoa com facilidade, além de muito se perguntar o que pode estar fazendo de errado que não está recebendo o amor que gostaria.

 Se você acredita que tem dois ou mais desses pontos, você está carente.

Mas fique tranquilo (a) porque eu quero ajudá-lo (a) a entrar em 2018 dando um basta na carência. Para que isso aconteça, você precisa primeiro decidir mudar algumas atitudes na sua vida!


A seguir, algumas dicas simples e fáceis para pôr em prática e superar de vez a sua carência:

1 – Reaja: a primeira coisa que você precisa fazer é entender que você é responsável pela sua vida e que, se hoje as coisas não estão como você gostaria, você e somente você tem o poder de mudá-las. Avalie quais comportamentos precisam ser mudados e comece a fazer acontecer.


2 – Valorize-se: as pessoas só nos valorizam quando nós fazemos isso primeiro. Aprenda a falar não, a se posicionar e a não aceitar menos do que você merece! Veja a pessoa incrível que você já é e faça mais coisas para cuidar de você!


3 –  Ocupe o seu tempo: faça uma leitura, uma atividade física, um hobby, artesanato, um trabalho voluntário. Ficar em casa alimentando pensamentos ruins não vai levá-lo (a) a lugar algum, tenho certeza de que assim você vai descobrir novos talentos, fazer amigos, tornar-se mais positivo (a) e ver as situações com outros olhos.


4 –  Olhe a seu redor: você é amado (a), eu tenho certeza! Perceba quem são as pessoas que realmente se importam com você, seus pais, amigos, familiares, colegas de trabalho. Se você olhar a sua volta vai perceber que, muitas vezes, você deixou de valorizar essas pessoas para valorizar alguém que não está nem aí para você.


5 – Conheça a si mesmo: autoconhecimento. É o remédio que cura quase tudo! Quanto mais você se conhecer, mais vai saber como lidar consigo mesmo (a). Conheça suas qualidades, pontos de melhoria, tenho certeza de que assim você vai saber o seu valor e terá um posicionamento diferente na sua vida e nas suas relações.


Espero que esse texto o ajude a ver que, com pequenas atitudes, você pode criar uma nova realidade para sua vida.

A carência pode nos fazer ver coisas que não existem e sofrer pelo que não merece. Então, eu o convido a colocar estas dicas em prática e ser a protagonista da sua própria história. Mãos à obra! 

______________

Direitos autorais da imagem de capa: alexshutter95 / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.