Felicidade

51 pequenas coisas capazes de te fazer feliz:

feliz21

Felicidade: muitas pessoas passam a vida procurando por ela.



É claro que, até hoje, ainda não se encontrou uma receita exata para a felicidade, mas algumas pequenas coisas da vida podem nos dar essa sensação plena, ainda que seja por alguns instantes. Costumamos perder a noção do que nos faz felizes em meio à rotina enlouquecida que somos quase obrigados a levar por conta da vida profissional, dos estudos, da família.

O que significa ser feliz, verdadeiramente?

Já se sabe que dinheiro, beleza, o celular da moda, milhares de amigos e até mesmo um amor sincero não são garantias de felicidade.


Há quem tenha todas essas coisas e não se sinta completo, assim como há quem não tenha quase nada e ande de mãos dadas com a alegria de viver.

Sendo assim, qual a fórmula, qual o grande mistério existente em torno da tão sonhada felicidade?

Embora não haja uma resposta exata, é possível aumentar a duração de nossos momentos felizes ao longo do ano, do mês, do dia. Como?

Simples, procurando encaixar pequenos prazeres entre as tarefas do cotidiano.


Se você quer ser mais feliz e não sabe como, a lista a seguir te ajuda a exercitar a felicidade pouco a pouco.

Para ouvir enquanto lê:


  • Resgatar músicas da época de adolescente;
  • dançar sozinho em casa;
  • assistir ao nascer do sol de vez em quando;
  • jogar conversa fora com um amigo;

  • comprar um livro novo;
  • fazer amizades em lugares inusitados;
  • visitar velhos conhecidos;
  • andar de mãos dadas com um amigo ou um amor;

  • ver a chuva cair através do vidro;
  • descobrir uma banda nova;
  • receber uma carta escrita à mão;
  • dar uma flor a alguém;

  • encontrar dinheiro no bolso de uma roupa que estava guardada há tempos;
  • olhar fotografias antigas de família;
  • assistir a um desenho animado que marcou sua infância;
  • dormir em lençóis recém-lavados;

  • fazer outra pessoa sorrir;
  • um show de fogos de artifício;
  • acordar cedo e ver a neblina sobre a cidade, nos dias frios;
  • receber um presente sem nenhum motivo especial;

  • abraçar alguém;
  • ver o movimento das nuvens no céu;
  • presenciar um encontro especial entre desconhecidos;
  • o cheiro da roupa passada;
  • comer seu prato predileto em um dia qualquer;
  • receber uma ligação inesperada de alguém muito querido;
  • ouvir no rádio, de repente, aquela música legal que você não ouvia há anos;
  • tirar um cochilo no meio da tarde;
  • descobrir uma habilidade nova;
  • raspar o restinho da massa crua de um bolo;
  • filmes inspiradores;
  • viajar;
  • devorar – sem culpa – uma barra de chocolate inteira ou toda uma panela de brigadeiro;
  • coincidências;
  • encontrar o elevador parado no andar em que você está;
  • ver balões no céu da cidade;
  • o semáforo aberto, quando se tem pressa;
  • achar para comprar aquele doce que você comia quando era criança e que nunca mais tinha visto;
  • receber um favor de um desconhecido, sem interesse algum;
  • gargalhar até que escorram lágrimas;
  • cantar sozinho ao dirigir;
  • dormir ouvindo a chuva no telhado ou na janela;
  • uma bebida muito refrescante em um dia quente;
  • beijos;
  • cheiro de bebê;
  • chegar em casa e encontrar tudo arrumado;
  • acordar cedo e descobrir que é domingo;
  • encontrar um objeto muito querido que julgava ter perdido;
  • tomar um banho demorado;
  • o cheiro gostoso que fica na pele depois do banho;
  • descobrir que a felicidade é muito mais simples do que parece.

Via: MoreiraNet

Você sabe o significado da música “chão de giz” de zé ramalho?

Artigo Anterior

Diferenças entre otimistas e pessimistas:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.