publicidade

6 práticas espirituais para equilibrar suas emoções

Para cima e para baixo … para cima e para baixo. Não é assim que nos sentimos maior parte do tempo? Nós oscilamos entre sentir-nos bem e mal, felizes e tristes. Nós gostamos disso e não gostamos daquilo. Tentamos atrair alegria e evitar o sofrimento. Nós agimos e reagimos, uma e outra vez …



Estes estados opostos de experiência são descritos na filosofia yoga como obstáculos no nosso caminho para a liberdade. Quando nos sentimos para cima, geralmente queremos ficar lá, então desenvolvemos apego (raga) – a atração em direção a algo que gostamos ou queremos. Quando nos sentimos para baixo, queremos ficar longe, assim desenvolvemos aversão (dvesa) – afastar-nos de algo. Nós experimentamos dvesa quando nos deparamos com um relacionamento ou sensação de que não soam boas.

6 práticas espirituais para equilibrar

Dois lados da mesma moeda – uma causa anseio, se não for alcançado, e a outra causa dor, se não for evitado. Este para cima e para baixo é um padrão de sofrimento pelo qual passamos todos os dias, em maior ou menor grau. E, embora naturais, estas oscilações emocionais são inibidoras a nossa capacidade de manter a paz interior e felicidade duradoura.


Raga e Dvesa estão entre os cinco kleshas ou blocos que Yoga Sutras de Patanjali identifica como estados de ser que contribuem para a nossa ignorância espiritual (avidya). Até podermos trazer estas flutuações emocionais sob controle consciente, estamos à mercê dos nossos padrões pré-condicionados.

Basta ter um momento para considerar desde que você acordou esta manhã, quantas vezes se moveu em direção a algo que gostou, ou longe de algo ou alguém que não gostou. É fácil ver como – consciente ou inconscientemente – essas polaridades conduzem muitas das nossas decisões e comportamentos. Até que cheguemos a um estado de equilíbrio, onde o balanço de raga-dvesa não nos levará de um extremo para o outro, não vamos experimentar a harmonia em nossos corpos, mentes e emoções.

De acordo com o Yoga Sutras, o objetivo do yoga é fazer as flutuações da mente perceberem a nossa verdadeira natureza. Nós nunca seremos capazes de habitar dentro de nossa essência imutável, se estivermos sempre concentrados ao nosso redor naquilo que muda, também conhecido como o ego.


Devemos praticar a mente equilibrada para superar nossas tendências a nos mover para raga ou dvesa. Escolher ser não reativo e não opinativo em mais e mais situações, é a chave para tirar a gangorra emocional da mente.

6 práticas espirituais para

Aqui estão seis práticas espirituais para ajudar a equilibrar suas emoções:

1.Observe o impulso de avançar em direção ou para longe de várias coisas, e opte por permanecer neutro em vez disso.

2.Pratique estar contente com o que está acontecendo, em vez de buscar ter sua agenda pessoal preenchida.

3.Lembre-se de ser compassivamente presente em circunstâncias que possam ser indesejáveis ou desconfortáveis.

4.Escolha ser uma testemunha ao invés induzir quem quer ser ouvido.

5.Pratique a não reatividade quando surgir um conflito e busque uma resolução equilibrada, pacífica.

6.Tente ser neutro em vez de opinativo na maioria das circunstâncias.

Uma boa mentalidade é a prática e a meta do yoga, apesar da batalha interna diária podemos continuar a experimentar. Podemos confiar que cada vez que damos um passo nessa direção, estamos um pouco mais perto de liberdade.

___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Mind Body Green

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.