4min. de leitura

6 razões pelas quais você deve amar a si mesmo antes de se apaixonar por outra pessoa:

O amor-próprio é uma das lições importantes que podemos aprender com a vida. Esse é o tipo de amor fundamental para nós, o amor que nos ensina a apreciar e cuidar de nós mesmos.


O amor que permite que encontremos o verdadeiro amor que buscamos. No entanto, nem sempre é fácil praticar o amor-próprio. Ele pode ser confuso e libertador ao mesmo tempo.

Ouvimos muito que uma pessoa que não se ama em primeiro lugar, não é capaz de amar verdadeiramente aqueles ao seu redor. Como as coisas são quando nos apaixonamos por outra pessoa sem amar a nós mesmos verdadeiramente?

O que acontece quando estamos dispostos a dar todo o nosso amor por outra pessoa sem deixarmos nada para nós?

1. Amar e ser amado é incrível!

Mas quando uma pessoa se apaixona por outra sem ter amor-próprio, ela tende a pensar que não é digna de ser amada de volta. O conceito de amor dessa pessoa pode ser difícil de compreender. Ela pode nunca permitir que seu parceiro a conheça por inteiro, porque teme ser ferida ou teme ter outra pessoa além de si mesma em sua vida. Dessa maneira, não permite que o parceiro a ame por quem ela realmente é. Essa é uma realidade triste, pois todos nós somos merecedores de amor.



2. Podemos nos perder em autodúvidas.

Geralmente, os estágios iniciais de um relacionamento são tranquilos e muito seguros. Porém, quando não temos uma noção forte de amor-próprio, podemos ficar com dúvidas sobre se um relacionamento é o que realmente desejamos em nossas vidas. Esse sentimento de dúvida muitas vezes nos leva a desilusões e descontentamento no relacionamento, deixando-nos presos, mesmo querendo voar.


3. Vivemos em constante inquietação.

A inquietação nos tira do momento presente. Nossos corações e mentes vagam por diversos lugares e assim nunca vivemos felizes com o que realmente temos em nossas vidas. Há uma constante dúvida de se o relacionamento é saudável e se o seu parceiro permanecerá com você em todos os momentos.


4. Insegurança em relação à duração do relacionamento.

Isso nos leva a pensar que nossos relacionamentos podem acabar a qualquer momento. O amor é uma escolha, porque as fases iniciais de lua de mel acabam e temos que decidir o que será de nossa relação quando tivermos que encarar o mundo real. Quando não aprendemos a amar a nós mesmos, nós nos sentimos ansiosos com um possível fim de relacionamento.



5. As inseguranças se tornam parte da relação.

Quando somos inseguros, é natural duvidarmos de nossos parceiros. Isso nos faz questionar seu comprometimento, fidelidade e dedicação e até mesmo o amor no relacionamento. Lembre-se de que você é uma pessoa única e incrível, e que seu parceiro escolheu você.


5. Voltamos para as pessoas que nos magoaram.

Ao final de um relacionamento, existe a fase de luto. E as pessoas que não param e refletem sobre sua situação tendem a voltar para aqueles que as machucaram em primeiro lugar. Dessa maneira, nunca se permitem uma cura verdadeira e nem definem o que realmente desejam para si mesmas.

Quando aprendemos a nos amar e valorizar como realmente somos, fica mais fácil para nós atrair o amor que realmente queremos e merecemos em nossas vidas. Ame-se e valorize a si mesmo, dessa maneira encontrará a pessoa certa.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.