6 segredos da educação japonesa que fazem dela uma das melhores do mundo

O sistema escolar do Japão é o segundo melhor do mundo, de acordo com a Fair Reporters. Aqui está o que os especialistas dizem que coloca o sistema japonês à frente.



1.Escolas japonesas enfatizam o caráter

No Japão, as crianças não fazem testes baseados no conhecimento até a quarta série. Isso é porque elas passam os primeiros anos de suas carreiras educacionais realizando exercícios de construção de caráter. Por que o Japão faz as coisas desta maneira? Bem, o caráter de uma criança é totalmente desenvolvido na idade de 7 anos. A capacidade de aprender, por outro lado, nunca vai embora.

Em outras palavras, o sistema educacional japonês reconhece que as crianças têm tempo de sobra para aprenderem matemática e linguagem, mas apenas uma pequena parcela de tempo para aprenderem traços de caráter positivos.


2.Os alunos limpam suas próprias salas de aula

6-segredos-da3


Zeladores? Não são necessários nas escolas do Japão. Em vez disso, as crianças trabalham em equipes para limparem áreas de suas escolas.

“A escola não é apenas para a aprendizagem de um livro”, diz o professor japonês Michael Auslin. “É sobre a aprendizagem de como se tornar um membro da sociedade e assumir a responsabilidade por si mesmo.”


3.As refeições dos alunos são feitas a partir do zero

No Japão, especialistas em saúde dão orientações nutricionais para as crianças. Os funcionários, então, fazem as refeições a partir do zero para atenderem a essas diretrizes.


“Tudo é preparado no local”, diz Kimii Fujii, nutricionista de uma escola japonesa.

O desperdício de alimento na hora do almoço é de apenas 5% de todos os alimentos preparados.

“Os pais ouvem os seus filhos falarem sobre o que teve para o almoço”, diz Tatsuji Shino, diretor de uma escola primária em Tóquio. “As crianças pedem-lhes para recriarem as refeições em casa.”


4.Um único teste no final do ensino médio determina o que as crianças passam a fazer.

No final do ensino médio, estudantes japoneses fazem o exame nacional para admissão na universidade. Se você não atingir a pontuação exigida para as universidades, você vai para a força de trabalho.

Naturalmente, isto pode ser negativo e positivo. É realmente justo que toda a carreira futura de uma criança fique atrelada a um exame?

Por outro lado, aqueles que vão para a universidade são os melhores. É por isso que o Japão tem uma alta de formados empregados, 97,3%.


5.A maioria das escolas secundárias tem uniformes

6-segredos-da4

Você pode pensar que isso soa um pouco sem graça. Mas há muitos benefícios em ter uniformes nas escolas.

Por um lado, eles removem as barreiras entre os alunos. Os alunos usam as mesmas coisas, independentemente da classe social. Estes uniformes também impulsionam o espírito da escola. Incentivam as crianças a perseguirem a autoexpressão além do vestuário. A arte, por exemplo, é uma parte importante do sistema educacional japonês e, por extensão, da sociedade.


6.O ano escolar do Japão começa em 1º de abril

Essa data de início coincide com um novo começo literal – primavera. Por esta mesma razão, o ano fiscal japonês também começa em 1º de abril.

___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: David Wolfe

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.