publicidade

7 coisas com as quais você não precisa se estressar (mesmo achando que precisa)

Nós tendemos a pensar demais em certas coisas que acabam se tornando uma a, como a preocupação com o que os outros pensam de nós, a aparência de nosso cabelo, ou quanto dinheiro temos no banco. Então, a vida torna-se uma onda constante de tensão. Em que ponto decidimos parar de insistir sobre coisas que não importam, e começamos a nos preocupar com as coisas que realmente importam? Quando vamos deixar de nos preocupar e sentir medo, e abraçar o amor e felicidade?



1.O que os outros pensam de você

Muitas vezes, vivemos na prisão do que os outros pensam de nós. A próxima vez que você se preocupar com a opinião de outra pessoa sobre você, lembre-se que só a sua opinião importa. Ninguém pode tirar sua autoconfiança, amor-próprio e autocuidado, por isso certifique-se de trabalhar sobre estas coisas continuamente. O amor acontece dentro, e uma vez que você o cultiva, não vai se sentir tão magoado ou desapontado quando alguém não gostar de você. Você tem que viver consigo mesmo pelo resto de sua vida, por isso não faria sentido se preocupar apenas com a sua opinião de si mesmo?

7 coisas com as quais2

Se os outros não gostam de você, podem sair sua vida sempre que quiserem, mas você não pode. Pare de se estressar com o que as outras pessoas pensam, e comece a se preocupar com o que você pensa de si mesmo.


2.Quanto dinheiro você tem

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, mais dinheiro não equivale a mais felicidade. Estudos têm demonstrado que o dinheiro faz diferença quando significa viver em uma casa em vez de viver nas ruas, mas além de nossas necessidades básicas, ter mais dinheiro não vai nos fazer mais felizes. Então, pare de se estressar sobre a quantia de dinheiro que você tem em sua conta bancária, e comece a se preocupar em como viver hoje, sentindo-se grato pelo que já tem.



3.Seus erros

7 coisas com as quais3

Em algum momento, temos que simplesmente perdoar a nós mesmos pelo passado e seguirmos em frente. Focar em experiências passadas não vai mudá-las ou fazer você se sentir melhor sobre as situações. Você tem que lembrar que cada erro permitiu-lhe crescer e aprender, por isso os veja como bênçãos disfarçadas. Aceite-os como experiências de vida vitais que o ajudaram a chegar onde você está agora.



4.Se encaixar

Seguir a multidão quase nunca resulta em verdadeira felicidade. Seguir o seu coração, a sua verdadeira felicidade, e o que você veio fazer aqui, no entanto, certamente irá levá-lo a uma estrada melhor.

Se encaixar não significa nada se você não se sente feliz ao fazê-lo. Tudo o que importa é se sentir realizado no caminho que você escolher na vida.


5.Ser “perfeito”

O corpo perfeito não existe, então pare de tentar moldar o seu de acordo com padrões impostos pela sociedade. Todos nós temos aparências físicas únicas, e apesar de você poder sempre tentar melhorar a sua aptidão física, isso deve ter mais a ver com a sua saúde do que com a aparência.


6.Agradar os outros

7 coisas com as quais4

Bajular pode te conseguir alguns amigos, mas nenhum bom amigo. Quando você se torna alguém diferente para agradar aos outros, inevitavelmente atrai o tipo errado de pessoas que só querem tirar vantagem de você. Aprenda a amar a si mesmo e ouvir suas próprias necessidades, e manter amigos que não tentarão andar por cima de você.


7.Deixar de lado aqueles que te machucar

Finalmente, você não deve se estressar por deixar ir aqueles que já não se encaixam na sua melhor versão de si mesmo. Talvez ambos tenham tomado caminhos diferentes na vida, e só precisam de uma pausa um do um outro. As pessoas vêm e vão de nossas vidas o tempo todo, mas nunca sinta pena de deixar ir alguém que não lhe ajudou a crescer.

___

Traduzido pela equipe de O SegredoFonte: Power of Positivity

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.