O SegredoRelacionamentosVida

7 coisas que você nunca deve dizer ao seu parceiro

1. Seu amigo me deixa louco



Aqui está um segredo: Não é o fim do mundo se o seu cônjuge tem um amigo que age como um tolo em reuniõe sociais. Essa pessoa está na vida do seu parceiro por uma razão, e falar mal do amigo só irá causar conflitos no seu relacionamento. A menos que o amigo faça algo prejudicial ou inadequado, “viva e deixe viver” é um bom lema para usar.


2.Pare de dirigir assim!


Você está realmente em perigo? Se o seu parceiro é mandando mensagem enquanto dirige ou mostrando sinais de raiva na estrada, vá em frente e grite isso. Caso contrário, criticar o estilo do seu parceiro não vai te levar a lugar nenhum – exceto a um argumento terrível.

Em vez de reclamar por uma curva acentuada ou recusa em pedir indicações, pergunte ao seu cônjuge se ele tem algo em sua mente (que pode estar distraindo-o) ou se ele quer que você assuma o volante por um tempo. Caso contrário, use o passeio como uma oportunidade de falar ininterruptamente, conhecer estilos de condução e criar mais intimidade.


3.Você está vestindo isso?


Se o seu cônjuge é um fã de críticas vestuais, então vá em frente e dê a sua contribuição não solicitada sobre o que ele está vestindo. Mas se você está casado com alguém até mesmo um pouco sensível, evite esse tipo de comentário. É perturbador quando te dizem que você não está nada fabuloso – especialmente se está se sentindo confiante com o look – e observações negativas poderá estragar o dia que tem à sua frente.


4. Eu ganho mais dinheiro do que você

A não ser que a próxima parte desta frase seja: “… por isso estou mais do que feliz por pagar a conta,” você nunca deve jogar essa frase durante uma discussão. Isso é menosprezar e ser cruel – duas coisas que você nunca quer em um relacionamento (ou na vida!) Ser o chefe de família não lhe dá direito a mais poder de tomada de decisão ou menos responsabilidades em casa, então essa linha de raciocínio nunca deve entrar em um debate.



5. Não toque em meu telefone

Nós armazenamos praticamente todas as nossas informações pessoais em nossos telefones atualmente, mas se você não tem nada para se esconder de seu cônjuge, não deve haver nenhuma razão para ficar na defensiva sobre o dispositivo. É totalmente razoável esperar privacidade e respeito por seus itens pessoais, mas se o seu cônjuge precisa usar o seu telefone e você pirar e dizer-lhe para não tocar nele, provavelmente entrará em uma discussão que não vai ser facilmente resolvida. Se você não tem nada a esconder em seu casamento, não deve estar preocupado com o que seu cônjuge pode encontrar.



6. Bem, pelo menos eu nunca [preencha o espaço em branco com um dos momentos mais fracos do seu parceiro]

Todos nós já fizemos coisas das quais não nos orgulhamos, mas lembrar-se do tempo em que seu amado [teve um desentendimento com a lei / traiu um parceiro anterior / foi demitido] é duro e prejudicial. Faça um esforço para perdoar verdadeiramente o seu parceiro pelos erros do passado e reter o julgamento, para que esses comentários são escapem no calor do momento.

E se você estiver se sentindo defensivo durante uma discussão, faça o seu melhor para não recorrer a golpes baixos – lembre-se que você nunca será capaz de apagar as coisas que disse quando estava com raiva.



7. Temos de ver sua família de novo?

Seus sogros podem não ser suas pessoas favoritas, mas são a família de seu parceiro, então deve esperar para vê-los regularmente. Se você sentir que seus sogros têm expectativas irracionais, fale sobre isso com o seu parceiro e estabeleça limites. E você nunca deve insultar a família de seu parceiro; mesmo que te irritem muito, é melhor manter a boca fechada sobre suas peculiaridades.

 

___


Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Mind Body Green

6 problemas que só introvertidos entendem

Artigo Anterior

14 mantras para manter-se em seu caminho, mesmo quando você duvidar de si mesmo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.