7min. de leitura

7 conselhos que eu daria a mim mesma aos 20 anos

Aos 20 anos, eu cursava a faculdade, fazia estágio e pensava em ganhar o mundo. Hoje, aos 30, eu não perderia a oportunidade de dizer alguns conselhos para o meu eu do passado.


Se eu pudesse, diria o seguinte:

1 – Tenha calma

Não precisa ficar nesta pilha toda para trabalhar logo, ganhar dinheiro logo, ser bem-sucedida logo. A vida não é uma corrida e o mundo não vai acabar amanhã. Lembre-se de que você tem só 20 anos. Não seja dura demais consigo mesma, nem se cobre tanto.

Você está apenas começando. Desfrute do caminho, sem se preocupar tanto com a chegada. Dê um passo de cada vez e tenha paciência. E não entre nessa de se comparar com os outros e achar que você está ficando para trás. Ninguém está com a vida resolvida. Aliás, a vida não é para se resolver. Entendendo isso, vai ficar mais fácil. Agora relaxe e vá beber uma cerveja!


2 – Tudo bem não ter certeza

Tudo bem se você não tem certeza se quer continuar a faculdade. Você tinha só 18 anos quando fez a sua escolha. E antes de se matricular nesse curso, você quase se matriculou em outro, lembra? Pois então, esperava mesmo que a dúvida não fosse pintar? Não faça disso um grande drama, nem fique se torturando por se sentir perdida, sem clareza da direção. E não conte com o futuro, nem com um sinal dos céus, para encontrar todas as respostas que espera. Vá viver. A vida é incerta mesmo. E as pessoas frequentemente não têm certeza de que estão fazendo a coisa certa.



3 – Não evite o desconforto

O seu cérebro precisa se sentir desconfortável, sair do comodismo, do piloto automático. É assim que a gente evolui.

Portanto, faça pequenas e grandes mudanças. Vá morar um tempo em outra cidade, faça um trabalho social, tenha um hobby. Estude uma nova língua, mude o seu trajeto para casa, converse com o vizinho no elevador.


E sabe aquela sua mania de ficar sempre com a parte escrita do trabalho só para se livrar da apresentação? Pois é, não está na hora de encarar o medo de falar em público? Pare de se esconder para evitar as críticas. Não é a melhor saída.


4 – Comece a guardar dinheiro agora

Não espere ter emprego fixo e salário alto para começar o seu pé de meia. Não! Poupe já! Agora é hora. Você não tem aluguel para pagar, família para sustentar, financiamento para quitar.

Pegue o dinheiro que você ganha no estágio e guarde o máximo que puder, mesmo que seja pouco.

Para conseguir poupar mais, gaste menos com supérfluos e pense em uma maneira de ganhar mais dinheiro. Seja criativa, dê seus pulos. Vá vender cosméticos, rifa, brigadeiro, artesanato. Organize um bazar e venda aquele seu vestido da formatura do Ensino Médio. Trabalhe como dogwalker aos sábados de manhã. Você não adora cachorro?!


5 – Cuide da sua saúde

Você é magra, seu metabolismo é acelerado e seus exames de sangue estão ok. Mas isso não quer dizer que você não precise dar atenção à sua saúde. Sei que a vida anda corrida demais e que não é nada fácil conciliar estágio e faculdade.

Ainda assim, peço-lhe: faça exercícios físicos! Mexa-se, coloque o seu corpo em movimento! Uma caminhada que seja, por 30 minutos. E tente não comer tão mal, não descuidar tanto da alimentação. Mastigue mais devagar, coloque uma saladinha no prato e não coma bobagens o dia inteiro. Comece a cuidar da sua saúde hoje, de forma preventiva.

Ah, só mais uma coisa: leve à sério a recomendação do protetor solar. Use mesmo, todos os dias.


6 – Não entre em joguinhos amorosos

Não gaste tempo e energia fazendo tipo, fingindo desinteresse ou pensando demais no que o outro vai pensar, caso você aja assim ou assado. Esqueça essa história de joguinho. Não passa de uma grande bobagem.

Se você gosta de fulano, diga isso a ele. Não esconda o seu sentimento ou tente demonstrar algo completamente diferente. Quem mesmo você está tentando enganar? Que medo é esse de ser rejeitada e sofrer? Tanta vida pela frente…

Não complique as coisas. Se der vontade de ligar, ligue. Se quer chamar para sair, chame. Se está a fim de responder a mensagem, responda. Não finja que não se importa, muito menos coloque uma máscara tentando ser alguém que você não é. Seja verdadeira, sem medo de parecer boba, carente, disponível ou apaixonada. E leia menos revistas femininas, por favor!


7 – Não se preocupe tanto com o futuro

Sua mente anda ocupada demais se preocupando com o futuro. Apenas lembre-se de que o futuro ainda não existe, ok? Não passe o tempo todo tentando prever fatos, antecipar problemas. Não queira controlar tudo. Não se preocupe tanto com o que está por vir. Já ouviu aquela frase: “Sofremos mais na imaginação do que na realidade” (Sêneca)? Pois é, você fica aí sofrendo por antecipação e depois se dá conta de que tudo o que temia sequer aconteceu.

Então, não permita que as preocupações excessivas tomem conta de você. Gerencie os seus pensamentos para que consiga viver no presente e focar naquilo que está acontecendo agora, neste exato momento. Sua ansiedade agradece!

E você, qual conselho daria para o seu eu do passado? Escreva nos comentários!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: batechenkofff / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.