5min. de leitura

7 importantes lições que você aprende com a vida depois de completar 30 anos

Quando crianças, sonhamos com nossas vidas adultas, fazemos muitos planos de coisas que  faremos e de como iremos viver os nossos dias. Pensamos em nossos empregos, amigos, viagens e diversão. No entanto, quando crescemos, percebemos que muitas de nossas idealizações não condizem mais com a realidade das coisas.


Aprendemos muito ao chegarmos nessa nova fase, principalmente nos 30 anos, quando não somos mais tão dispostos e animados quanto quando tínhamos 20 e quando tudo começa a se tornar mais sobre qualidade do que quantidade.

Os 30 anos são um novo mundo, que nos ajuda a compreendermos mais sobre nós mesmos e aquilo que realmente nos faz feliz. As lições dessa etapa de nossas vidas são muito profundas e nos acompanham ao longo de toda a nossa caminhada. Se você já chegou ou está para chegar nesse novo momento de sua vida, essas 7 importantes lições estão lhe esperando.

7 importantes lições que você aprende com a vida depois de completar 30 anos:

1. Os verdadeiros amigos são contados nos dedos de uma mão

Quando você chega aos 30 anos, abandona a necessidade de ser popular, de ter milhares de amigos e seguidores nas redes sociais e de ir a lugares lotados todos os finais de semana. Ao invés disso, prefere nutrir e fortalecer os relacionamentos que você já tem, que apesar de serem poucos, você sabe que são tudo o que precisa, porque lhe fazem bem.



2. Muitas vezes, o melhor programa de todos é curtir a sua própria casa

Sair de casa todos os finais de semana deixa de ser uma obrigação. Muitas vezes, você só quer estar em sua casa, curtindo sua cama, um filme, sua família e animais. Isso não significa que está envelhecendo, apenas que entrou em uma nova fase, de maior contato consigo mesmo.


3. O amor pode não ser para sempre

Você não enxerga o amor como nos filmes de romance, onde tudo acaba bem no final, e os dois se amam eternamente. Nessa idade, você já teve suas próprias experiências com o amor, já se apaixonou e já se decepcionou. Agora, tudo o que você busca é alguém o faça feliz e com quem possa viver em paz. Se não der certo, seguirá em frente, o amor eterno não é mais uma prioridade.



4. Autocuidado não é bobeira

Quando mais jovem, você pode ter negligenciado o cuidado consigo mesmo, e até ter achado seus pais exagerados por levarem você ao médico com uma frequência normal. Entretanto, quando chega aos 30 anos, percebe que eles sempre estiveram certo, e que o autocuidado é uma necessidade real. Você é responsável por si mesmo e tem que estar em primeiro lugar em sua lista de prioridades.


5. Ninguém fará por você o que você não faz por si mesmo

Os jovens têm o costume de colocar as próprias responsabilidades nos ombros de outras pessoas, pais, irmãos, amigos, porque não querem arcar com as consequências de suas próprias atitudes. Esse comportamento tende a sumir conforme ficamos mais velhos, porque entendemos, ou deveríamos entender, que nossas vidas estão em nossas mãos. Ninguém fará por você as coisas que você recusa a fazer por si mesmo. Isso vale para todas as áreas da vida, desde o amor até o trabalho.


6. Lutas eternas não valem a pena

Quanto mais crescemos e amadurecemos, mais infantis nos parecem as brigas “eternas”.  Os problemas só são corrigidos através do diálogo maduro entre as duas partes. E quando a situação é séria demais para se corrigir, ao invés de perseguirmos a outra pessoa, aprendemos a seguir nossos próprios caminhos e nos libertar de rancores.


7. O sucesso é pessoal

Quando completamos 30 anos, nós nos preocupamos mais com nós mesmos do que com o que os outros pensam, e aprendemos que o verdadeiro sucesso é aquilo que esperamos de nós mesmos, e não as expectativas de outras pessoas. Você escolhe qual caminho seguir, e se o fizer feliz é suficiente, independentemente do julgamento alheio.

Você tem alguma lição particular que aprendeu ao chegar na fase dos 30 anos? Comente abaixo e compartilhe essas dicas com seus amigos!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Michael Simons / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.