6min. de leitura

7 maneiras práticas de impulsionar sua inteligência emocional:

A Inteligência Emocional (ou IE para abreviar) é uma alternativa controversa, mas amplamente discutida, ao QI tradicional.


IE mede nossa capacidade de perceber nossas próprias emoções, bem como as emoções dos outros, e gerenciá-las de forma produtiva e saudável.

Ela é fundamental para a nossa experiência de vida e pode influenciar o sucesso que temos em nossos relacionamentos e carreiras. Seja qual for o estágio da vida em que você está agora, pode usar os sete passos simples abaixo para melhorar sua Inteligência Emocional e desenvolver sua autoconsciência e empatia.

1. Pratique observar a forma como se sente

No processo de apressar-se para um compromisso próximo, cumprir prazos e responder a demandas externas, muitos de nós perdemos contato com nossas emoções. Quando fazemos isso, somos muito mais propensos a agir de forma inconsciente, e perdemos a informação valiosa que nossas emoções contêm.

Sempre que temos uma reação emocional a alguma coisa, estamos recebendo informações sobre uma situação particular, pessoa ou evento. A reação que experimentamos pode ser pela situação atual, ou pode ser que a situação atual esteja nos lembrando de uma memória dolorosa e não processada.


Quando prestamos atenção a como nos sentimos, aprendemos a confiar em nossas emoções e nos tornamos muito mais adeptos a gerenciá-las.


2. Preste atenção em como você se comporta

Uma parte fundamental da melhoria da nossa IE é aprender a gerir as nossas emoções, algo que só podemos fazer se nos conscientizarmos.

Enquanto você estiver praticando sua consciência emocional, preste atenção ao seu comportamento também. Observe como você age quando está experimentando certas emoções e como isso afeta sua vida no cotidiano. Isso afeta sua comunicação com os outros, sua produtividade ou o seu senso geral de bem-estar?


Uma vez que nos tornamos mais conscientes de como estamos reagindo às nossas emoções, é fácil deslizar para o modo de julgamento e começar a atribuir rótulos ao nosso comportamento. Tente abster-se de fazer isso agora mesmo, pois será muito mais provável que  você seja honesto consigo mesmo, se não se julgar ao mesmo tempo.

3. Responsabilize-se por seus sentimentos e comportamentos

Este é provavelmente o passo mais desafiador, e também o mais útil. Suas emoções e comportamentos vêm de você, não vêm de mais ninguém, portanto, você é o único responsável por eles.

Se você se sentir ferido em resposta a algo que alguém diz ou faz, e ataca essa pessoa, você é responsável por isso. Ela não “fez” você atacar, sua reação é sua responsabilidade.

Da mesma forma, seus sentimentos podem fornecer informações valiosas sobre sua experiência e da outra pessoa, bem como suas próprias necessidades e preferências, mas seus sentimentos não são de responsabilidade de outra pessoa.

Uma vez que você começa a aceitar a responsabilidade por como se sente e como se comporta, isso terá um impacto positivo em todas as áreas da sua vida.


4. Pratique responder, ao invés de reagir

Há uma diferença sutil, mas importante, entre responder e reagir.

Reagir é um processo inconsciente onde experimentamos um gatilho emocional e nos comportamos de forma inconsciente que expressa ou alivia essa emoção (por exemplo, sentir-se irritado e brigar com a pessoa que o interrompeu).

Responder é um processo consciente que envolve perceber como você se sente, depois decidir como quer se comportar (por exemplo, sentir-se irritado, explicar a pessoa como se sente, porque esse não é um bom momento para interromper você).


5. Pratique empatia consigo mesmo e com outros

A empatia é sobre entender porque alguém se sente ou se comporta de determinada maneira e comunicar essa compreensão a ele. Isso se aplica a nós mesmos e a outras pessoas, e praticar essa habilidade irá melhorar sua IE.

Comece praticando consigo mesmo. Quando você perceber que está sentindo ou se comportando de uma certa maneira, pergunte “Por que eu estou me sentindo assim / fazendo isso?” Em primeiro lugar, sua resposta pode ser “Eu não sei”, mas continue prestando atenção aos seus sentimentos e comportamentos, e começará a notar diferentes respostas.


6. Crie um ambiente positivo

Além de praticar as habilidades que mencionei até agora (autoconsciência, responsabilidade e empatia), crie tempo para perceber o que está indo bem e onde você se sente agradecido em sua vida.

Criar um ambiente positivo não apenas melhora a sua qualidade de vida, mas pode ser contagioso para as pessoas ao seu redor também.


7. Lembre-se de que IE é um processo de vida

A inteligência emocional não é algo que você desenvolve uma vez e depois abandona. É uma prática vitalícia, e é possível continuar melhorando sempre. Mesmo quando você sentir que dominou esses passos, lembre-se de continuar praticando e terá os benefícios da IE, pelo resto de sua vida.

_________

Traduzido pela equipe de O Segredo   Fonte: Life Hack





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.