EspiritualidadeReflexão

7 poderosas lições de um monge taoísta para uma vida mais plena:

Robert Piper é um homem atualmente muito sábio e inspirador. Quando tinha 18 anos, passou por uma fase muito difícil, física e emocionalmente. Durante essa fase, contou com a ajuda de um monge taoísta especializado em meditação e artes marciais.



O monge o ajudou a se recuperar de suas doenças e problemas através de uma prática consciente de autodescoberta e meditação.

Abaixo estão 7 grandes lições ensinadas pelo monge e que podem inspirar a todos nós a vidas mais conscientes e plenas:

1. Continue tentando, nunca desista


O monge ensinou a Robert que não importa qual a situação na qual nos encontramos, o importante é continuarmos tentando e tentando, até atingirmos nossos objetivos, sem perder a paciência. Se algo não sair como planejamos, existem outras maneiras de seguir os nossos caminhos, até que sejamos bem-sucedidos em nossa busca.


2. A solução está sempre dentro de nós

Por mais que tenhamos nossos mestres, quando se trata de nossas vidas, devemos agir por nossa conta, sozinhos. Até certo ponto nós podemos contar com ajuda, mas apenas quando agimos por conta própria, aprendemos a viver de verdade. Em viagens sozinhos, por exemplo, temos que contar com nossa intuição e voz interior. Sempre teremos desafios na vida, e cabe a nós descobrir como lidar com cada dificuldade que é lançada em nosso caminho.



3. Você apenas aprende algo após tentar e falhar

Antes que o monge o ensinasse, Robert tinha dificuldades em superar as falhas em sua vida, sempre demorava anos para seguir em frente das coisas que não davam certo. No entanto, quando começou o trabalho espiritual, aprendeu a se acalmar e meditar, e com o tempo, e muita persistência, a concentração deixou de ser um empecilho.



4. Faz parte de nossa jornada desenvolver sentimentos de compaixão e resiliência

O monge, mestre de Robert, recusava-se a falar com ele antes de o chamar pelo menos cinco vezes. Isso era extremamente cansativo e angustiante, mas o ensinou uma valiosa lição: não recebemos nada de forma fácil na vida, e muitas vezes precisamos tentar várias vezes até conseguirmos o que desejamos.


5. A paciência é uma virtude


O mestre sempre fez com que Robert esperasse por ele em todos os lugares em que fossem. Robert ficava então ansioso, imaginando o que as pessoas ao seu redor pensariam ao vê-lo sozinho. Depois disso, agia como se nada demais estivesse acontecendo e não mostrava sinais de raiva ou remorso. Essas brincadeiras do monge o ensinaram que a raiva que sentimos das coisas não nos faz bem, que não compensava sentir-se triste e que a paciência é um fruto da calma que sentimos em nossa alma.


6. Abandone o ego

Antes de sua jornada de autodescoberta com o monge taoísta, Robert se importava muito com as opiniões das outras pessoas e se aborrecia com tudo. Ao longo dos anos, no entanto, percebeu que os imprevistos da vida e os pensamentos de outras pessoas não são tão importantes assim. Quando abandonamos nossos egos, nós nos abrimos para a vida e aprendemos a aceitar nossa realidade e dar o nosso melhor em tudo.



7. “Nenhum ser, nenhum inimigo”

Essa é uma filosofia do taoísmo que prega que nosso verdadeiro inimigo está dentro de nós mesmos, e que ele é o causador de nossos problemas e inseguranças que nos impedem de avançar. Quando conseguimos compreender essa verdade, temos o que precisamos para mudar verdadeiramente nossas vidas. Nos momentos em que tiver receio de agir por medo de como as coisas serão, tente imaginar como tudo seria fácil e simples se o medo não dominasse a sua vida. Há momentos em que não fazemos algo simplesmente porque estamos assustados. Seja feliz com o que você já tem em sua vida e não tenha medo de trabalhar por mais.


10 coisas que você pode fazer para aliviar seu momento de fossa:

Artigo Anterior

5 verdades espirituais para libertá-lo de sua prisão espiritual:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.