publicidade

7 sinais de que é hora de mudar a sua vida

A vida é feita de movimento, renovação e desafios. Muitas vezes, somos tomados por um sentimento que nos diz que é hora de mudar. Não sabemos exatamente o que nos leva a buscar essa transformação, mas algo é certo: quando não reconhecemos os avisos de que chegou o período da guinada, tudo começa a dar errado.



É a vida buscando um jeito de nos dizer que precisamos tomar uma atitude. Observe esses sete sinais e saiba se é a hora de dar um basta e recomeçar.

1. A rotina de se levantar todos os dias e fazer as mesmas coisas se torna cansativa, e até desanimadora. Você trocaria tudo para ficar mais tempo na cama e não precisar conversar com as pessoas que encontrará nas próximas horas.

2. As atividades cotidianas não o motivam mais. Grande parte do que você faz parece ser automático, sem nada que o estimule a criar ou aprender. Você se sente entediado por fazer as mesmas coisas e chegar aos mesmos resultados, como se estivesse perdendo tempo da vida, sem desafios e metas que o conduzam ao crescimento.

3. As ruas e lugares que costuma frequentar parecem sem graça para você. Nada que olhe a sua volta lhe encanta, nem surpreende mais. Até os eventos e festas que antes o animavam, agora parecem sem cor, sem brilho. Os cenários são previsíveis e as pessoas dizem as frases de sempre, como em um filme repetido.


4. Você passa muito tempo navegando aleatoriamente na Internet, alternando de uma rede social para a outra, na busca de respostas que façam sentido. As mensagens que recebe soam falsas e vazias, sem um conteúdo que o toque de verdade.

5. A sua saúde parece comprometida, ainda que seus exames indiquem que está bem fisicamente. Você nota uma inquietação, um incômodo persistente, que pode caminhar para uma angústia sem explicação, afetando o sono e a capacidade de relaxar.

6. Quando você olha para as pessoas a sua volta, não compreende porque elas parecem alegres, já que quase nada do que elas fazem estimulam você. Até os jogos, livros, passeios e hobbies que cultivava não despertam as emoções de antigamente.


7. Você passa a contar os dias por meio das datas comemorativas e feriados, que lhe causam a sensação de previsibilidade e de repetições de ciclos intermináveis. É como se você fizesse parte de uma roda contínua que não levará a lugar algum.

A vida é sagrada. Nosso tempo é precioso. As pessoas que nos amam querem o nosso bem, mas nem todos sabem o que é bom para nós. Alguns tentam nos ajudar, fazem sugestões e até impõem o seu modo de vida acreditando que resolverão os nossos problemas. Porém, somente nós sabemos o que nos faz felizes de verdade. As respostas estão no nosso íntimo, um lugar onde ninguém mais tem acesso.

O que acontece é que, mesmo sem perceber, entramos em um sistema fechado de hábitos e perspectivas. Depois de muito tempo descobrimos que nos tornamos prisioneiros das nossas próprias escolhas. Nessa fase, a maior dificuldade é saber como buscar forças para recomeçar de uma forma diferente, onde encontrar uma estrada alternativa para trilhar.

Jogar fora tudo o que nos faz mal não é uma atitude de rebeldia, mas de força. O processo é uma revolução interior sem volta, que vai durar o tempo que for necessário.

É possível romper as amarras que nos prejudicam. Podemos desatar os laços que nos prendem. É preciso dizer não, mas também é preciso dizer sim. Dizer sim para as novas oportunidades, para uma nova profissão ou um novo relacionamento. É dizer sim para uma mudança de casa ou de cidade. É aceitar as pessoas positivas e inspiradoras. Desenvolver a autoconfiança e a coragem é fundamental para seguir em frente, não há atalhos.

Você também pode promover essa mudança. Diga sim para você, para a sua história e para a sua vida. Mude!


Direitos autorais da imagem de capa: wallhere / 638514

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.