Animais

8 dicas para manter seu animal de estimação distraído quando você não estiver em casa!

Foto: Marieke koenders/ Unsplash
capa site 8 dicas para manter seu animal de estimacao distraido quando voce nao estiver em casa

Essas dicas podem ajudar em casos de ansiedade pela separação dos cães e/ou gatos e quando os animais têm muita energia acumulada, por isso acabam destruindo espaços e objetos.

Os animais de estimação proporcionam momentos de intensa diversão e companhia, melhorando o ambiente e nos proporcionando belas recordações. Eles nos oferecem interações diárias, amor incondicional e muita disposição, mas nem sempre conseguimos estar ao seu lado.

Existem muitas histórias na internet de tutores que passaram a levar seus pets para o trabalho, em um ambiente completamente compatível e construído para ficarem próximos durante a jornada diária do humano. Mas, para a maioria da população, esse sonho está muito longe de ser realidade, e é preciso deixar o amigo de quatro patas enquanto cumpre as horas no trabalho fora de casa.

Porém aquela sensação de que os amigos peludos estão experimentando em excesso a solidão, podendo desenvolver ansiedade (entre outros quadros), descontando nos móveis, ou pior, em si mesmos é sempre presente. Nem sempre conseguimos estar presentes tanto quanto gostaríamos, mas existem alguns pequenos truques e mudanças que podemos fazer para que os pets se sintam um pouco mais tranquilos nesse período de separação. Confira abaixo:

1. Não deixe que ele se sinta preso ou enclausurado

A sensação de estar preso num espaço muito pequeno pode ser extremamente prejudicial para os animais, por isso uma dica de ouro é abrir cortinas e persianas, deixando a luz natural entrar na casa. Abrir algumas janelas para que a brisa do lado de fora entre também é uma ótima opção. Os animais adoram se entreter olhando o movimento da rua ou dos andares de baixo, em casos de apartamento, por isso é uma ótima pedida.

2. Crie um espaço seguro e confortável

Nossos amigos de quatro patas sempre têm suas preferências, por isso podemos usar essa informação a nosso favor. Naquele cômodo onde o pet mais gosta de ficar, arrume uma cama aconchegante e confortável para ele, deixe seus brinquedos favoritos à disposição e outros itens de que ele goste. É importante que nessa área não haja nada a ser quebrado ou bagunçado, como itens da cozinha ou do banheiro.

3. Se for possível, deixe a televisão ou rádio ligados

Ninguém gosta de silêncio mortal, e os animais também apreciam se entreter tanto quanto os humanos. No YouTube, existem listas de exibição que contemplam todos os animais, com foco nos filhotes de cães e gatos, com diferenças na programação. Se essa for uma alternativa viável, considere usá-la em alguns momentos.

4. Encha um brinquedo com comida ou guloseimas

Sempre dê preferência para uma alimentação balanceada, feita especialmente para o seu tipo de pet, seja ele filhote, adulto, idoso, castrado etc. Em lojas que vendem brinquedos para os peludinhos, a quantidade de opções que podem ser recheadas com comida é grande, e essa é uma ótima alternativa para os ansiosos. Os animais chegam a ficar 20 ou 30 minutos inteiros com atenção total no brinquedo, esforçando-se para conquistar as guloseimas ali guardadas.

5. Estimule o olfato

O olfato dos pets é mais bem desenvolvido que o dos humanos, e uma boa opção é esconder guloseimas em frestas, cantos e até nas dobras da caminha deles. No caso dos gatos, uma ótima pedida é usar a erva-do-gato em alguns espaços, como o local onde dorme e/ou outro espaço onde passe bastante tempo. Essa erva é capaz de manter os bichanos entretidos por longo período.

6. Em dias muito quentes, congele sachês

Existem algumas bolinhas interativas que permitem ao tutor colocar alimentos em seu interior, oferecendo uma experiência semelhante à do item 4, mas desta vez a diferença está em como essa guloseima será servida. Congele um pouco de sachê próprio para o seu animal e ofereça o brinquedo para ele, pode ter certeza de que serão longos minutos lambendo aquele gelo e o alimento que se desprende aos poucos. Para quem não tem a bolinha, congelar o sachê em um pote também funciona e oferece uma experiência semelhante.

7. Seu animal é conhecido por destruir móveis? Crie possibilidades!

Quando cães ou gatos são mais jovens, a energia acumulada pode fazer com que gostem de destruir móveis e objetos. Nem sempre estaremos disponíveis para evitar esses acidentes, principalmente quando passamos boa parte do dia fora, mas podemos mudar esse foco de atenção. Deixe caixas de papelão espalhadas pela casa, isso vai fazer com que seu pet tenha um playground novo e interativo, gastando muito pouco (ou nada) para isso.

8. Tenha mais de um pet

Assim como nós, o isolamento e a solidão em excesso podem afetar negativamente a personalidade e a saúde mental dos nossos pets. Se existir possibilidade, opte por ter mais de um animal de estimação, assim eles podem fazer companhia um ao outro, diminuindo a sensação de abandono e tristeza.