8 motivos para viajar sozinho (a) pelo menos uma vez na vida!

8min. de leitura

Viajar sozinho(a), pelo menos uma vez na vida, é uma experiência transformadora. Com certeza, você não será a mesma pessoa quando retornar. Durante esse período, haverá a possibilidade de se conectar consigo e se reinventar. Com esses elementos, a sua vida poderá ser mais positiva e feliz.



Neste post, separamos os 8 principais motivos para partir nessa jornada, contando somente com a própria companhia — a mais importante no mundo! Esperamos que você possa se inspirar e, após a leitura, começar a planejar o seu próximo destino.

1. Viver a sensação de liberdade

Ao viajar sozinho (a), é possível fazer o que você bem entender, quando quiser. Não há necessidade de explicações, de convencimentos e nem de consenso. Traçar planos e alterá-los a qualquer momento, sem nenhum pesar, torna-se uma realidade.

Imagine que no meio de um passeio alguém comenta sobre as maravilhas de uma praia deserta. Que tal abrir mão de toda a programação do dia e ir até lá no mesmo instante? Sabe aqueles momentos em que só temos vontade de sentar e relaxar, sem compromisso? Também podemos agir dessa forma.


Nas situações em que desfrutamos da própria companhia, não corremos o risco de desapontar ou tentar agradar ninguémSeguimos a intuição e o ritmo próprios, experimentando sensações únicas e inesquecíveis. Damos asas às loucuras que carregamos internamente, tendo a única preocupação de preservar a felicidade.


2. Desafiar medos e inseguranças

Você já teve aquele medo de se perder ou de ficar paralisado frente às atividades mais básicas do cotidiano em lugares novos? Ele não aterroriza somente você — o desconhecido é um território repleto de riscos. Contudo, presenteia largamente aos que aceitam o desafio de desbravá-lo.

É difícil enfrentar os temores internos, principalmente se for a primeira vez que você vai viajar sozinho (a). No entanto, nós o (a) convidamos a romper com essa resistência e se fortalecer. Logo nos dias iniciais, após chegar ao destino escolhido, você perceberá uma enorme sensação de gratificação. Afinal, você pode tudo e é a melhor companhia para si próprio (a).


Antes da viagem, pesquise a reputação de hotéis, lugares seguros e horários tranquilos para circulação. Ao se informar bem, basta relaxar e se preparar para a expedição de sua vida.


3. Deixar o passado para trás

Embarcar em uma viagem sozinho (a) representa a oportunidade perfeita para se desligar do passado, deixando para trás problemas e situações que não fazem mais parte de sua vida — seja o término de um relacionamento, seja um emprego que não lhe proporcionava satisfação.

Para preenchermos a mente com ideias e pensamentos novos, é preciso esvaziá-la dos velhos vínculos. Aproveite a oportunidade para se renovar, amadurecer e investir em si mesmo (a). O mundo oferece inúmeras possibilidades — basta estar disposto (a) a enxergá-las e cruzar a porta da inovação. Portanto, livre-se das amarras que o (a) impedem de reconhecer esses caminhos promissores.


4. Fazer novos amigos

A jornada individual permite conhecer muitas pessoas completamente diversas e que, por isso, oferecem aprendizado para nós. Ao viajarmos com amigos ou com um parceiro, temos a tendência de nos limitar ao conhecido. Sem esse compromisso, podemos estabelecer vínculos mais profundos com outros viajantes, compartilhando experiências e interesses.

Nos hostels, por exemplo, a alta rotatividade de pessoas do mundo inteiro somada a espaços de convivência bem aconchegantes configura o cenário ideal para estabelecer novas amizades. Certamente, o sentimento de solidão não terá lugar em sua bagagem!


5. Praticar o autoconhecimento

Viajar sozinho (a) colocará você em diversas situações em que será necessário fazer escolhas, tomar decisões importantes, ouvir a si mesmo(a) e se superar. A consequência de assumir o controle de sua própria vida é a prática do autoconhecimento.

Com ele, você será capaz de compreender a sua força e as principais habilidades que carrega — muitas das quais lhe eram desconhecidas. O contato com ocasiões que exigirão o fortalecimento de seus pontos de melhoria também serão muito úteis para mostrar que você é plenamente capaz de realizar qualquer coisa, desde que deseje fortemente.

Com o tempo, as travas relacionadas ao idioma e o medo de explorar determinados lugares darão espaço à determinação de uma pessoa segura e forte. Experimente!


6. Aumentar a criatividade

Você já ficou muitas horas pensando em algo sem obter resposta e depois ela simplesmente apareceu em sua cabeça durante o banho ou enquanto assistia a um filme? Nosso cérebro não é ativado plenamente em situações de pressão.

Desse modo, quando viajar sozinho (a) e, por acaso, olhar para o futuro, muitas ideias e projetos podem aparecer em sua mente. Devido ao descanso e a esse momento de renascimento, haverá motivação para aplicá-los quando chegar a hora de voltar para o “mundo real”.


7. Experimentar situações mais vívidas

É provável que a sua aventura lhe proporcione bem-estar, reduza o stress acumulado e coloque o corpo em contato com a natureza.

Sabe aquela flor maravilhosa que nasceu no condomínio e por qual passamos todos os dias sem nos dar conta de sua beleza exuberante, até que um dia ela nos salta aos olhos? Isso acontece porque em alguns momentos ficamos mais receptivos aos estímulos do mundo.

O mesmo vale para os relacionamentos com as pessoas e as oportunidades de evolução diária. Uma vez que, ao viajar sozinho (a), o sentimento de aproveitar as coisas boas com as quais somos presenteadas é ativado, é natural que essa tendência seja replicada na rotina.


8. Reinventar-se

Que tal aproveitar a chance de viajar sozinho (a) para abandonar velhos hábitos que são nocivos? Perdoe, deixe a vida seguir o rumo, não perca tempo com conflitos nem com negatividade. Por outro lado, busque explorar partes de sua personalidade com as quais você não se sente confortável ou familiarizado (a).

Quando aparecerem situações desafiadoras, com uma dose de coragem você perceberá o quão boa será a sua resposta e quantas competências possui guardadas dentro si, mas que ficam esquecidas em meio aos compromissos cotidianos.

Motivos para viajar sozinho (a) não faltam, não é mesmo? Aproveite a experiência como uma oportunidade de viver bem e feliz consigo mesmo (a). E lembre-se: você é a sua melhor companhia! Que tal começar a arrumar as malas?


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: rock content

Curta a nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as nossas atualizações. Esperamos você por lá!


 

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 03/03/2018 às 16:12






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.