ColunistasRelacionamentos

8 razões poderosas para amar seus inimigos

8 razões poderosas

Todos temos em nossas vidas “inimigos”, ou melhor dizendo, pessoas que não estimamos muito, que muitas vezes têm o prazer de nos causar dor. Entretanto, somos nós quem permitimos esse mal.



Às vezes, o desenvolvimento de um “inimigo” é devido a certas diferenças e eventos que levaram a isso.

Outras vezes, algumas pessoas acabam nos odiando aparentemente sem nenhuma razão.

Independentemente de como você conseguiu este “inimigo”, ao contrário do paradigma de combater o fogo com fogo, o famoso “olho por olho, dente por dente” considere algumas razões que vou compartilhar com você, para que você consiga realmente  apreciar seus inimigos.


É isso mesmo!

Eu vou ajudá-lo a compreender não somente como não ser incomodado por seus inimigos, mas como realmente promover o amor por eles.

1. Gerenciamento de raiva é uma lição prática

Para ser honesto, seus inimigos são as melhores pessoas para ajudá-lo a entender seu senso de controle da raiva.


Pode ser verdade quando dizem que seus inimigos têm uma maneira de mostrar o pior em você em relação à raiva, também é verdade que eles podem ajudá-lo em sua busca para ter o controle dessa raiva.

Você não pode ficar realmente com raiva de alguém que você ama, e é só nesse momento, quando você fica realmente irritado, que você aprende a gerenciar sua raiva.

O controle da raiva é mais eficaz quando se dá na prática e não na teoria.

Seus inimigos são como terapeutas dos quais você precisa, mas que  na verdade  você não os querem. Na medida em que você pode querer odiá-los, eles fornecem  a você uma oportunidade para controlar o impulso de raiva que só você tem.



2. É uma oportunidade para uma competição saudável

Você pode não saber, mas seus inimigos são grandes rivais, pois eles o ajudam a aproveitar o competidor que existe dentro de você (às vezes, você pode nem saber ou estar familiarizado com esse lado competitivo até encontrar um adversário).

Você obtém a motivação certa para competir e isso pode ajudar muito na sua vitória.


No entanto, ao fazer isso, também é essencial que você se lembre de que  não se deve tornar uma pior versão de si mesmo enquanto estiver competindo.

Trabalhar contra um adversário é complicado, e você precisa garantir que não cause danos a si mesmo ou a sua moral no processo.

Concorrência saudável é tudo o que você precisa para sair disso.



3. Seus comentários negativos podem ajudá-lo a fazer uma descoberta

É verdade que seus inimigos nunca terão muito o que dizer sobre você. No entanto, na medida em que eles falam de um lugar de ódio, pode haver alguma verdade no que estão dizendo.

Sempre que você ouvir algo ruim  ou desagradável de um inimigo, dê um passo para trás e avalie a si mesmo.

Há uma chance de que o que ele esteja dizendo seja verdade. Encarar esse fato é um grande passo para ajudá-lo  a se tornar uma pessoa melhor.


Esta é outra evidência do fato de que os seus inimigos podem ser terapeutas à sua maneira.


4. Inimigos também podem ser poderosos aliados

Amar seus inimigos também pode significar fazer um esforço para interagir e fazer as pazes com eles.


No final, se você conseguir estabelecer um terreno comum e consertar as coisas, conseguirá outro amigo.

Afinal quem não precisa de amigos?

Isso também pode ajudá-lo a trabalhar com as pessoas a longo prazo. Você pode aperfeiçoar suas habilidades interpessoais, e isso pode ser uma grande vantagem para a sua vida.



5. Eles nos dão a capacidade de perceber a positividade

Em uma infinidade de negatividade, uma partícula de positividade sempre há em seu caminho.

Às vezes, o conhecimento do fato de que você tem inimigos também o ajudará a se concentrar nos muitos aspectos positivos e coisas boas que estão em sua vida.

Muitas vezes negligenciamos o que realmente importa na vida e isso acontece por estarmos excessivamente preocupados com os inimigos que possui.

No entanto, também é possível que esse reconhecimento o leve a dar um passo atrás e apreciar as coisas boas (e as pessoas que o cercam).


6. Pode ser um mal-entendido

Às vezes, a razão pela qual você tem um inimigo, pode ser  por algo  que  não lhe causou realmente  dano algum.

Para isso , basta se aproximar deles e se permitir ajudá-lo a entender o motivo desse desgaste. Isso, por sua vez, pode ajudá-lo a trabalhar no sentido de curar seus relacionamentos.

Desentendimentos acontecem e você precisa ser capaz de contorná-los.


7. Você aprende a apreciar o amor também

Um lembrete constante do fato de que existem inimigos também ajudará você a não tomar aqueles que o amam como garantido. Amor e ódio são duas emoções opostas e é possível que alguém ofusque momentaneamente o outro.

No entanto, enquanto você sempre terá inimigos, sempre haverá pessoas que os amam. Essas pessoas precisam ser apreciadas pelo que fazem por você. Nunca deixe o ódio tomar o lugar projetado de você para seus inimigos.


8. Você realmente precisa do ódio?

A verdade é que os inimigos trazem apenas emoções tóxicas e geram reações ruins em você. Se  quer realmente  viver uma vida próspera, você realmente não pode se permitir  ficar carregando toda essa bagagem ao redor.

O ódio é ruim e você deve tentar de tudo para se livrar dele.

Porque uma coisa é fato: ninguém pode ir muito longe na vida carregando muita bagagem emocional.

E o ódio, meu amigo(a),  é a maior forma de bagagem emocional que existe.


Direitos autorais da imagem de capa: Joshua Clay / Unsplash

A sociedade está cada vez mais ansiosa?

Artigo Anterior

Sobre aquilo que você ama, quanto tempo levaria para você citar o seu nome?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.