9 coisas com as quais você não deve mais se preocupar:

1.Velhos arrependimentos

É importante lembrar o passado, mas qualquer coisa além de simples lembranças pode ser arriscado. Erros acontecem, e acontecem com o melhor de nós. O que uma pessoa escolhe fazer depois que o dado foi lançado, define o seu caráter.



Não fique preso em ‘o que poderia ter sido’ ou pior ‘o que deveria ter sido’. Qualquer coisa que você perceba como uma possibilidade é uma ilusão alimentada pelo medo, desejo e ego.


2.Desculpas

Nossos egos tornam a vida mais complicada do que realmente é.

As razões pelas quais você não fez alguma coisa, não muda o fato de que não foi feita. Você pode escolher tentar outra vez ou desperdiçar seu tempo e energia criando desculpas.



3.O que você não tem

A sociedade pressiona-nos a conformar-nos com ganho materialista, fazendo conexões com nosso orgulho e emoções para impor essa pressão. Alguns dos ganhos percebidos de bens materiais nem sequer fazem sentido.

“Se eu tivesse um carro novo e legal, então eu poderia conseguir a mulher dos meus sonhos”, esse é um pensamento louco. O carro não o fará melhor pessoa, não pode criar um relacionamento mais amoroso de forma saudável.

Nós fixamos o crescimento espiritual em objetos externos, porque somos preguiçosos ou receosos. Nós não queremos nos esforçar para tornar nosso sonho realidade.


Às vezes, temos medo do crescimento, porque significa uma mudança fundamental, e mesmo que estejamos presos em um ciclo infernal, é um ciclo com o qual estamos familiarizados.


4.A necessidade de se sentir seguro e confortável

A necessidade de buscar sempre segurança e a recusa de ser desconfortável, seja espiritual, mental ou fisicamente confunde-me.

Sua zona de conforto é uma área na qual você reforça ilusões.

Em sua casa, pode haver um incêndio ou um ladrão agressivo. Entre seus amigos, palavras podem ser faladas cruelmente.

Em cada situação, há elementos que estão fora de nosso controle e podem nos prejudicar.


5.Falhas

Quando não atingimos nosso objetivo, percebemos isso como um fracasso. Essa palavra, porém, tem um conteúdo emocional mais pesado do que deveria.

Você só falhou quando disse que falhou. Você é o único que enquadra os termos de seu sucesso.

As pessoas que chegam ao topo são consideradas bem-sucedidas, independentemente de terem caído.


6.Relações tóxicas ou sem recompensa

Os amigos que escolhemos são reflexos claros de nós mesmos como indivíduos. São as pessoas que podem inspirar-nos a agir melhor ou arrastar-nos para baixo em padrões improdutivos.


7.Ser recompensado o tempo todo

As pessoas mais felizes são aquelas que podem colocar seu ego de lado e trabalhar para o bem maior. Uma pessoa bem desenvolvida não faz boas ações por glória ou recompensa. Para ela, é simplesmente a forma como todos devem agir.

Elas não dependem de uma estrutura de recompensa externa para fazê-las se sentirem bem ou validadas. Quando você morre, tudo o que fez somente para seu benefício morre com você. Mas tudo o que você fez de melhor em sua vida continuará a influenciar positivamente os outros.


8.Julgamentos

Os julgamentos se formam rápida e facilmente, sem muita provocação. Lembre-se de que você está vendo uma versão altamente subjetiva de uma pessoa quando a julga.

As pessoas projetam uma versão de si mesmas com a qual se sentem confortáveis, para ocultar inseguranças e falhas.


9.O “Resultado Final”

A vida é sobre a viagem, e os meios que escolhemos são tão importantes quanto a meta. Não fique preso entre suas realidades projetadas e as pessoas ao seu redor. Lembre-se de respirar!

Às vezes é difícil mantermos nossos olhos no horizonte e os pés no chão ao mesmo tempo. Você define o seu ritmo na vida, por isso basta parar, fazer um balanço e continuar quando estiver pronto.

____

Traduzido pela equipe de O Segredo Fonte: Higher Perspectives

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.