3min. de leitura

9 Coisas Que Adoramos Observar Enquanto Ele Dorme:

Essa, com certeza, é uma hora muito prazerosa: a paz de estar ao lado de alguém e vê-lo sem defesas – independentemente de rolar sexo ou não.


Se você tiver a sorte dele não ter um sono agitado e nem de roncar que nem uma máquina de lavar roupas, ficando cara a cara com ele, debaixo do edredom, quentinha e sem nenhuma pressa de dormir, poderá se surpreender e gostar bastante do que encontrar.

Pensando nisso, em uma noite silenciosa e sonâmbula, preparei mentalmente uma lista com nove itens que gosto de “examinar” quando tenho a oportunidade de vê-lo tirando aquele cochilo. Eles são (sem ordem de preferência ou graciosidade):

1.   O jeito como o cabelo dele cai nos olhos e aquela vontade de ajeitar a mechinha com as mãos, mas não poder porque você tem medo de acordá-lo.


2.  Olhar com toda a calma do mundo e por uma visão super zoom todos os traços do rosto dele, como o formato dos lábios, aquela pintinha perto do queixo, o ossinho saltado do nariz ou aquela cicatriz debaixo da sobrancelha.

3.    Escutar os ruídos ou as palavras aleatórias que ele fala ao dormir e ficar imaginando o que ele quis dizer ou com o que está sonhando.

4.  A respiração sutil e calmante que ele tem, diferente daquele ronco rotineiro que nos deixa sem sono e mal humoradas na manhã seguinte.


5.     Ouvir as batidas do coração dele se os dois estiverem dormindo de conchinha.

6.     Admirá-lo tão indefeso e sereno enquanto dorme.

7.     Acariciar de leve, com a ponta dos dedos, o peito, os braços ou os ombros sabendo que ele não irá reclamar.

8.     Adorar o fato dele usar aquela cueca boxer preta ou apenas uma calça jeans surrada e aberta, reparando em todos os músculos, pelos e proeminências do corpo dele.

9.     E, finalmente, quando você estiver exausta de contemplar tanta beleza, fechar os olhos por alguns instantes e se surpreender ao ver que ele também estava te olhando enquanto você descansava.

Com certeza, é sempre bom valorizarmos estes momentos, pois nunca se sabe quando teremos a chance de deitar novamente com a mesma pessoa para partilhar um período tão íntimo e particular, que pode se transformar em uma doce lembrança ou em um hábito saudável e romântico.

___

Por: Andressa Monteiro – Via: Casal Sem Vergonha





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.