AtitudeAutoconfiançaAutoconhecimentoComportamentoDesenvolvimento PessoalO Segredo

9 passos para você retomar o controle da sua vida:

9 passos para você retomar o controle da sua vida

Quem manda na sua vida é você. Ponto.



Entendeu? Mesmo? Ok, podemos continuar.

Já que você é a única pessoa no mundo que vai viver a sua vida e que vai sentir suas alegrias, suas vontades, seus anseios, suas necessidades, suas frustrações e seus arrependimentos, é bom que seja você o responsável por tudo isso.

Vou dizer uma coisa que talvez você não saiba: você é totalmente capaz de se responsabilizar pela sua vida, tomar suas próprias decisões e lidar com as consequências delas. Nunca duvide disso. E não tenha medo de tomar as rédeas. É você quem tem que estar no controle.


Com “controle” não quero dizer que você pode controlar tudo o que te acontece, e sim que deve depositar em você toda a responsabilidade sobre suas escolhas e como vive a sua vida. Porque às vezes acontece de perdermos esse senso de responsabilidade e deixamos que a opinião alheia interfira de forma excessiva no que pensamos e fazemos. Então perdemos o controle, nos perdemos de nós mesmos e não vivemos aquilo que realmente nos traz felicidade e crescimento.

9 passos para você retomar o controle da sua vida

Mas não é apenas a opinião das pessoas que interfere na nossa vida e faz com que a gente perca o controle. A mídia, os livros, os blogs (sim!), as redes sociais, o senso comum, as crenças que nos ensinaram desde a infância, a nossa cultura e o moralismo discretamente também fazem isso. Se nos deixarmos levar sem tomarmos controle sobre isso, nunca conseguiremos viver de acordo com aquilo que somos. Não estaremos em busca do que é ideal para nós, mas sim de nos adaptarmos ao ideal e aos interesses dos outros.

A coisa mais importante a fazer é aprender a nunca engolir de cara o que nos é dito e mostrado. Procure sempre refletir sobre o que você sente e pensa em relação a um assunto. Você tem repertório e experiência suficiente para pensar com a sua própria cabeça e definir a sua opinião.



Outras atitudes que vão te ajudar a puxar para si a responsabilidade sobre a sua vida:

1) Detecte o que está te segurando

O que é que te puxa para trás quando você tem vontade de dar um passo à frente? O medo? A opinião da sua família? Aquilo que a sociedade diz que é o certo? Tente, por um momento, apagar todas essas influências da sua cabeça. Se não fosse por elas, o que você faria? Tem certeza que não é isso o que deveria estar fazendo?



2) Reflita sozinho antes de pedir a opinião de alguém

Se toda vez que surgir uma dúvida você logo pedir a opinião de outra pessoa sobre o que deve fazer, com certeza ficará muito vulnerável a aceitar o que quer que ela diga. Não é errado pedir a opinião de pessoas em quem você confia, mas, antes de fazer isso, pense um pouco sozinho. Construa e fortaleça suas reflexões, seus argumentos, sua motivação. Você é totalmente capaz de fazer isso. Descubra sua própria opinião primeiro, assim você poderá receber a opinião alheia sabendo o que quer e muito menos propenso a ser convencido a algo que não condiz com você.



3) Entenda que o relacionamento mais importante da sua vida é o seu com você mesmo

“Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo.”

O relacionamento mais importante com o qual você deve se preocupar é o seu relacionamento com você mesmo. Só depois de tornar esse relacionamento muito bom é que você será capaz de se relacionar bem com sua família, amigos, namorado, colegas de trabalho… e só assim saberá ponderar quando deve ouvi-los e quando não deve deixá-los afetar as suas decisões.

9 passos para você retomar o controle da sua vida2



4) Entenda que você não é o centro do universo das outras pessoas

Pare de achar que as pessoas estão super preocupadas com o peso que você ganhou, o seu bad hair day, a profissão que você escolheu, a roupa que veste, o quanto você tem, os livros que lê, os lugares que vai. Se elas comentam, muitas vezes é apenas curiosidade ou crítica sem propósito e isso não muda nada na sua vida. Você é o centro do seu universo e o centro do universo de cada pessoa é ela mesma. Enquanto você está encanado com algo em si por achar que os outros estão te criticando, eles também estão encanados com algo neles mesmos e preocupados com a sua crítica. Viu como é inútil se preocupar com isso?



5) Descubra o que te incomoda e faça sua parte

O que te incomoda no mundo? O que as pessoas fazem que você acha errado e ruim? Observe principalmente quando estas respostas são coisas consideradas normais pela maioria. Se você não acha certo, não se adapte a elas. Continue sendo e fazendo aquilo que você acredita que é melhor. Eu, por exemplo, me incomodo muito com o comportamento “malandro” de algumas pessoas, que furam fila, não devolvem o troco que receberam a mais, enganam os outros para se darem bem e se sentem felizes por terem sido mais “espertos” do que os “tontos” que ficaram para trás. Isso, infelizmente, é algo que vejo todos os dias, inclusive com conhecidos. O que vou fazer? Me adaptar a esse comportamento por ele já ser algo visto como “normal”? Não, eu serei fiel à mim mesma e vou continuar fazendo o que acredito que é certo, mesmo com tudo à minha volta conspirando para que eu me adapte ao que não concordo.

“Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente.” – Jiddu Krishnamurti



6) Esqueça todas as “regras”

Te disseram que você só pode ser feliz se fizer tal coisa? Que você deve mudar seu estilo de vida porque outro é melhor? Que você deve agir de certa maneira para causar boa impressão? Que não pode não ter algo? De que adianta seguir todas estas regras se isso fizer você se tornar alguém que não é? Você vai acabar se tornando um desconhecido para si mesmo. Vai deixar de fazer coisas que te deixam feliz para fazer outras que não te agradam tanto. Vai se vestir, falar, andar, comer e criar uma rotina que não tem nada a ver com você. Vai gastar seu dinheiro com coisas que não são importantes. A única regra que você deve se lembrar é: não faça nada que prejudique os outros. Fora isso, viva sua vida da forma que você quer. Se não, a única pessoa que vai sofrer é você.

9 passos para você retomar o controle da sua vida3



7) Escute-se

Sua voz interior é muito sábia. Se ela está te fazendo pensar sobre algo, ter uma dúvida ou se questionar, sem dúvida há uma razão para isso. Dê atenção quando sentir que algo está errado e deve mudar.


8) Respeite-se e exija respeito

Você é totalmente capaz de ser e fazer tudo aquilo que deseja. Suas opiniões são sempre válidas. Nunca permita que alguém faça você acreditar que é incapaz de tomar suas decisões e cuidar de si. Você, suas opiniões, suas vontades, seus valores, seus sentimentos, suas tentativas, seus direitos e seus sonhos merecem respeito. Reivindique-o quantas vezes for necessário.


9) Mude de ideia quantas vezes quiser

“Não me envergonho de mudar de ideia porque não me envergonho de pensar.” – Freud

Mudar de opinião não é sinal de que você não sabe o que quer e precisa de ajuda. Significa que você está pensando, refletindo, crescendo e aprendendo. Reinvente-se quantas vezes achar necessário, sem culpa.

______________

Fonte: DesassossegadaPor: Stephanie Gomes – Colunista The Secret

 Links: Blog:  – Twitter  Facebook – Youtube

3 disciplinas fundamentais que todas as escolas precisam ensinar:

Artigo Anterior

Amo esses abraços que fazem a tristeza se esvair do corpo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.