publicidade

9 razões psicológicas pelas quais as pessoas se apaixonam:

O amor é um fenômeno misterioso, amplamente estudado em círculos científicos e psicológicos. As razões pelas quais as pessoas se apaixonam são tão únicas, quanto a pessoa que se declara.

Entretanto, as razões científicas enquadram-se em três grandes categorias. O componente biológico da resposta emocional, os efeitos de sua educação em sua escolha de parceiro a longo prazo e o contexto em que você se encontra, onde suas duas personalidades se juntam.



Quanto mais compatíveis suas personalidades e quanto mais alinhadas suas crenças e valores, mais provavelmente suas emoções estimularão uma resposta biológica que reforça os sentimentos que você já possui.

Abaixo estão 9 razões psicológicas pelas quais as pessoas se apaixonam:

1. Liberação da dopamina

A liberação de dopamina durante os estágios iniciais de um relacionamento pode causar sentimentos de felicidade ou emoção. A dopamina nos faz sentir bem ao estimular certas partes do cérebro. Também provoca mudanças em outros órgãos para incluir transpiração e sentimentos elevados. As coisas parecem mais coloridas e vibrantes ou talvez você transpire mais durante os encontros com o alvo do seu carinho.


2. Liberação de testosterona

A testosterona também é liberada quando o amor é novo, causando um aumento no comportamento agressivo e pode levar alguém a perseguir a pessoa pela qual tem sentimentos. A testosterona também aumenta o desejo e encoraja os homens a assumirem riscos, como se aproximar mulher muito atraente do outro lado da sala.



3. Feromônios

Estes são produtos químicos que emitimos juntamente com a maioria dos outros mamíferos e alguns insetos,  podem afetar o comportamento ou sentimentos de outras pessoas perto de nós. Nossos feromônios atuam fora do nosso corpo e podem mudar ou provocar o comportamento de alguém que está perto de nós ou que está usando uma roupa nossa. Há uma razão pela qual as mulheres gostam de usar a camisa de seu parceiro, os feromônios alojados na camisa as fazem sentir algo.


4. Sistema de recompensa

Seu cérebro está equipado com um sistema de recompensa , e a estimulação do corpo pode levar a sentimentos de satisfação e felicidade dentro do cérebro. O cérebro usa produtos químicos para recompensar a estimulação do corpo, que por sua vez envia suas próprias mensagens para alimentar um loop de feedback positivo. Mas não é apenas a presença da estimulação real que pode alimentar o loop de feedback, mas também a antecipação da estimulação pode fazer com que o sistema de recompensa do cérebro retroceda.


5. Educação

A primeira parte de sua vida ensina-o sobre relacionamentos em geral. O que esperar deles. Como mantê-los. Também ensina seu papel nos relacionamentos. Esses relacionamentos iniciais e como evoluem podem afetar por quem você se apaixona e porque. Se você tiver pais dominadores, pode se apaixonar por alguém que é assim, porque é o que você conhece desde a infância.



6. A idade dos pais no seu nascimento

Respondemos melhor às pessoas que têm uma faixa etária semelhante a de nossos pais quando nascemos. Então, se quando nascemos nossos pais eram mais velhos, responderemos melhor às pistas faciais nos rostos de mais velhos. Os homens respondem melhor às faces femininas que estão na mesma faixa etária que suas mães, quando nasceram.


7. “Os três níveis”

O psicólogo Eric Berne argumenta que as pessoas se conectam em três níveis: O pai, a criança e o adulto. O pai é aquilo que você aprendeu e se centra em torno de suas crenças e valores. A criança é o que você sentiu, e se concentra em quanto gosta de brincar, divertir  e desfrutar da companhia do outro. O adulto é o que você aprendeu e se concentra em quão inteligente ou capaz você acredita que seu parceiro é. As pessoas que se conectam ao longo de cada nível são mais propensas a terem relacionamentos longos e gratificantes.


8. O quão atentos somos

Todos buscam a atenção dos seus parceiros ao longo do dia. Como respondemos a essa oferta de atenção, quer nos aproximando ou nos afastando de nossos parceiros, pode ser um indicador de quanto tempo permaneceremos juntos. Ao satisfazermos as necessidades de atenção um do outro, estamos reforçando nossos laços. Quando você ignora o seu parceiro, interrompe o retorno da felicidade ao cérebro.


9. Atratividade

Um estudo mostrou que as pessoas mais atraentes tendem a ser muito mais severas no julgamento da atratividade dos outros. O estudo também mostrou que a maioria das pessoas tende a namorar parceiros igualmente atraentes. As pessoas mais atraentes costumam ficar menos satisfeitas com seus relacionamentos. Geralmente, nós nos apaixonamos  por pessoas que se enquadram no mesmo nível de atratividade que o nosso.

_________

Traduzido pela equipe de O Segredo Fonte: Power of Positivity

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.