9 SINAIS DE QUE É HORA DE TERMINAR SEU RELACIONAMENTO



1. Você fala sobre a melhora do relacionamento em um futuro hipotético

Em outras palavras, você está convencido de que o relacionamento vai ser melhor “quando”. Por exemplo: “Eu sei que ele vai me valorizar mais quando seu amigo se casar”, “Ela vai dar mais apoio ao meu transtorno de ansiedade quando terminarmos a escola”, “Vamos desfrutar mais a companhia um do outro quando passarmos mais tempos juntos”.

Muitos acreditam que seus parceiros irão mudar – por exemplo, tornarem-se mais comprometidos, compreensivos, ou afetuosos – quando atingirem um marco ou reduzirem um comportamento causador de estresse. Isso certamente pode acontecer, mas não é uma garantia. Se você soubesse que eles nunca mudariam, você ainda estaria no relacionamento?

Baseie o seu desejo de estar no relacionamento em sua experiência presente, não numa ideia futura do que você quer que ele seja.


2. Você está se sentindo pressionado a mudar em uma ou mais áreas, e isso faz você se sentir menos digno

Uma coisa é seu parceiro lhe pedir para colocar menos alho no molho de salada. Outra coisa é ele te pedir para perder 30 kg ou conseguir um emprego melhor. Você quer se sentir amado por seu parceiro incondicionalmente. Se eles querem que você mude, é provavelmente uma projeção de sua própria insegurança. Diga-lhes para encontrarem um conselheiro e deixá-lo continuar sendo você.


3. Você se sente amado e apoiado … quando você está feliz

Muitos de nós nos sentimos amados e apoiados em nossos relacionamentos quando estamos felizes, confiantes e confortáveis. Mas o que acontece quando estamos tendo um dia horrível, quando estamos mega estressados no trabalho, quando estamos sofrendo com dor de estômago, ou quando estamos sendo controlados ​​pela ansiedade? O que acontece quando perdemos alguém que amamos, somos demitidos no trabalho, ou recebemos um diagnóstico que gira nosso mundo de cabeça para baixo?

Quando nos sentimos pressionados a mantermos certo equilíbrio emocional em torno de nossos parceiros, criamos emoções secundárias – culpa, vergonha e ansiedade – para experimentarmos algo diferente de felicidade e calma. Inevitavelmente, a vida vai jogar mais coisas do que apenas felicidade em seu caminho, por isso é seguro e importante sentir essas emoções menos confortáveis ​​na presença de seu parceiro.


4. Você se sente desrespeitado, subestimado, frustrado, magoado, insignificante, só, invalidado, envergonhado ou culpado regularmente

E você raramente ouve “Eu sinto muito.” Claro: “regularmente” é um período de tempo único para cada um. Algumas pessoas dizem que nunca é certo sentir essas coisas em um relacionamento, mas nós somos todos seres humanos e todos dizemos coisas dolorosas de vez em quando. Se o seu parceiro ocasionalmente responde com remorso, pode não ser uma razão para término. No entanto, se os sentimentos acima são mais comuns, está na hora de seguir em frente.


5. Pedir para seu parceiro sair com seus amigos ou família faz você se sentir como se estivesse lhe pedindo para vender tudo o que tem e se mudar para o Ártico

Você teme dizer a seu parceiro sobre o convite para jantar que sua irmã lhe fez? A decisão de ir na festa de aniversário do seu melhor amigo exige horas de negociações? Seus colegas de trabalho por vezes questionam se o seu parceiro de fato existe?

Sua cara-metade não tem que amar cada membro de sua família e cada um de seus amigos, mas é importante que esteja disposto a realizar atividades importantes sem (muito) protesto. Você certamente faz o mesmo, certo?


6. Quando você expressa uma necessidade, não pode evitar se sentir louco, carente, dramático e irracional

Grande parte do tempo, você ainda acaba pedindo desculpas por isso. Olha, todos nós temos momentos “loucos”, e devemos respeitar os momentos de nosso parceiro. Somos todos imperfeitos, e o ciúme pode levar a formas “criativas” de nos expressarmos.

Mas se você perdeu a capacidade de ver claramente que suas necessidades são merecedoras de tempo e atenção, fuja. Faça isso antes que perca também sua autoestima e autorrespeito.


7. Você só se sente seguro no relacionamento estão fisicamente juntos

Insegurança entre mensagens de texto, ligações, e presença física pode ser um indicador de insegurança – algo que é melhor ser tratado com seu terapeuta. Não é responsabilidade do seu parceiro curar essas feridas (pelo menos não totalmente).



No entanto, para aqueles de nós que desenvolvemos “questões de fixação” em algum lugar ao longo do caminho, tendemos a procurar relações que reflitam esse apego precoce. Se você está curioso sobre o seu estilo de apego, eu te encorajo a fazer um teste online e/ou fazer mais algumas pesquisas.

Se você acha que seu estilo de apego pode estar te atrapalhando de vivenciar um relacionamento saudável, eu realmente te incentivo a procurar um profissional de saúde mental.


8. Você se sente “escondido” por seu parceiro

Vocês já estão juntos há sete meses e você ainda não conheceu os pais dele, que vivem a apenas três quarteirões de distância? O seu parceiro nunca postou uma foto com você no Instagram, ou te convidou para algum evento?

Dependendo das circunstâncias, manter as coisas tranquilas inicialmente pode aumentar a emoção, mas chega um ponto em que ser o seu “segredo” é mais degradante do que qualquer outra coisa. Você merece saber se o seu parceiro está orgulhoso de você e comprometido com o relacionamento.


9. Você é uma pessoa diferente quando está perto de seu parceiro

Muitas pessoas acham que a sua “cara-metade” te torna “uma pessoa melhor.” Isso não deve ser uma bandeira vermelha – aprender e ser inspirado por nossos parceiros é uma das maravilhosas vantagens de estar em um relacionamento. Mas muitos de nós temos um amigo (ou nós mesmos) que age completamente diferente quando está junto de seu parceiro. Talvez se torna mais entusiasmado, ou pretensioso.

Se você se sente como se estivesse interpretando um papel, ou comportando-se com base em como você acha que deveria, ao invés de autenticamente, você pode querer reavaliar as coisas.

Se você se identificou com um ou mais desses sinais, eu te encorajo a investigar seus pensamentos e sentimentos. Converse com um terapeuta, confie em um amigo, escreva sobre sua experiência. Crescimento e consciência são subprodutos valiosos de relacionamentos não saudáveis, mas a vida é muito curta para permanecer neles uma vez que aprendemos tudo o que precisávamos aprender.

 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Mind Body Green






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.