Comportamento

A comovente história da viúva que ia ao metrô para ouvir a voz do marido mais uma vez

Capa A comovente historia da viuva que ia ao metro para ouvir a voz do marido mais uma vez

O amor e a saudade de seu marido eram tantos, que Margaret ia à estação de metrô apenas para ouvir sua voz!

A Dra. Margaret McCollum visitava a estação de metrô Embankment, em Londres (Inglaterra), todos os dias apenas para ouvir a voz do falecido marido.

Uma das frases mais ouvidas no transporte público subterrâneo londrino é “Cuidado com a lacuna”, para alertar os passageiros a prestar atenção ao espaço entre a estação e o veículo.

No entanto, para Margaret, uma gravação em particular da famosa frase é como ela mantém viva a memóri do falecido marido. Oswald Laurence era um ator que emprestou sua voz para a gravação do aviso na década de 1950.

O casal se conheceu em 1992, enquanto trabalhava em uma turnê com uma empresa de cruzeiros. Juntos e apaixonados, Margaret e Oswald viveram no norte de Londres até a morte dele, em 2007.

2 A comovente historia da viuva que ia ao metro para ouvir a voz do marido mais uma vez

Direitos autorais: Reprodução / Arquivo pessoal

De acordo com informações da BBC, desde a morte do parceiro, Margaret se senta na estação de metrô mais próxima e ali aguarda para ouvir a voz de Oswald de novo. Mesmo que o conteúdo seja sempre o mesmo, ouvir a voz do marido, ainda que gravada, ajudou a viúva a manter viva a memória da vida que tiveram.

Mas então, em novembro de 2012, a mulher percebeu que Oswald já não estava mais lá. A voz dele já não aparecia mais no itinerário de avisos. Atordoada por perdê-lo mais uma vez, Margaret abordou a equipe da estação para descobrir o que havia acontecido. Alguns técnicos lhe disseram que havia um novo sistema digital instalado na estação e que não haviam conseguido inserir a gravação da voz de Oswald nesse sistema mais moderno.

Comovida pela história da viúva, a equipe providenciou um CD com a gravação de Oswald para Margaret, assim ela poderia continuar ouvindo-o, mesmo que não mais na estação. No entanto, a história não acabou por aí.

O diretor do metrô de Londres, Nigel Holness, falou como a equipe ficou tocada pela história da mulher e decidiu ajudar Margaret a manter sua memória viva. Além de conseguir a gravação para ela guardar consigo, a equipe do metrô de Londres foi atrás de fazer com que a voz de Oswald fosse ouvida nas estações de novo.

Então, com muito trabalho da equipe, pesquisando arquivos e restaurando as fitas, no dia de Ano Novo de 2013, Margaret ouviu o marido mais uma vez na estação de Embankment. A equipe até mesmo criou uma regra especial para que o anúncio de Oswald seja tocado na estação: em homenagem a Margaret, a voz de seu marido toca três vezes a cada passagem de um novo trem, só então é possível fazer os anúncios adicionais. E cada vez que ouve a voz de Oswald, a equipe inteira se emociona ao saber o quanto aquele pequeno gesto faz diferença para a viúva.

E foi assim que o metrô londrino fez parte da história de amor de Margaret e Oswald. A história da viúva que ia todos os dias à estação apenas para ouvir a voz do falecido marido tocou profundamente o coração das pessoas, inclusive, virou inspiração para um curta-metragem disponível no YouTube chamado “Cuidado com a lacuna”, a frase que Oswald diz, mostrando a trajetória de sua mulher para ouvi-lo todos os dias.

Se algum dia estiver em Londres, procure a estação de metrô Embankment, pode ser que, entre um trem e outro, você escute a voz do amor da vida de Margaret alertando você para tomar cuidado com a lacuna.